Em Pinhais, posto de gasolina sofre retaliação por não aumentar preços | Fábio Campana

Em Pinhais, posto de gasolina sofre retaliação por não aumentar preços

Um posto de gasolina em Pinhais foi atingido por uma saraivada de balas na madrugada de ontem. O dono do estabelecimento reputa o crime a sua negativa de participar da alta coletiva dos preços determinada pelos postos da região. Ele vem recebendo ameaças por telefone desde que decidiu manter a gasolina a R$ 2,59 o litro, quando os demais passaram a vendê-la a R$ 2,90.

A polícia militar encontrou 20 cápsulas de pistola 9 mm no local. As câmeras do circuito interno do posto mostram que foram disparadas de um carro branco. Os disparos atingiram várias bombas e mangueiras, um vidro do escritório administrativo e até um carro que estava estacionado no local. Apesar do recado, o dono do posto avisa que não pretende aumentar o preço. O Instituto de Criminalística periciou o local. O Gaeco e o Ministério Público foram acionados. As informações são do Paraná Online. Fotos de Átila Alberti.


16 comentários

  1. Dr. Primogênito
    quinta-feira, 8 de novembro de 2012 – 9:44 hs

    Faz anos que os postos atuam em quadrilha. Faz anos que as autoridades sabem. Faz anos que nada é feito. Até quando? E o caso dõs “controles remotos” que adulteravam as quantidades? Os postos continuam funcionando normalmente….

  2. quinta-feira, 8 de novembro de 2012 – 9:53 hs

    Enquanto nossas autoridades dormen em berço esplêndido, as máfias estão aí a afrontar a população e as poucas pessoas que ousam enfrentar essas barbáries, isso é orquestrado em presídios ou nas câmaras altas e baixas do desgoverno, das três esferas.
    E tem 80% de idiotas que aprovam os atuais governos, é chocante povo brasileiro, ou melhor rebanho brasileiro confinados em currais.

  3. Eu li
    quinta-feira, 8 de novembro de 2012 – 9:57 hs

    Cade a policia para pegar esses anarquitas e por na cadeia…

  4. quinta-feira, 8 de novembro de 2012 – 10:10 hs

    Com a palavra o “eterno prisidenti” do SINDICOMBUSTIVELDO PR. Sr. Fregonese.

  5. Anônimo
    quinta-feira, 8 de novembro de 2012 – 10:20 hs

    Policia e Ministério Público precisa agir rapidamente e sair em defesa dos consumidores que pagam a estes vriminosos do abuso de preço do combustivel.

  6. fiscalde realeza
    quinta-feira, 8 de novembro de 2012 – 10:51 hs

    E O MINISTERIO PUBLICO VAI FICAR COM A TESE DE ABRIR PROCESSO ADMINISTRATIVO PRA APURAR O FATO E NADA VAI ACONTECER
    ACORDA MINISTERIO PUBLICO ISOO É UM CARTEL E ESTA DECLARADO
    E QUEREM COIBIR DE TRABALHAR AS PESSOAS DE BEM
    BANDIDOS O LUGAR DELES É NA CADEIA E ESSE SINDICATO ESTA MAIS DOQUE NA HORA DE SER INVESTIGADO

  7. PAULO
    quinta-feira, 8 de novembro de 2012 – 10:55 hs

    MINISTERIO PUBLICO E POLICIA, PARA ESSES BANDIDOS QUE FORMAM ESSE CARTEL ABSURDO E LAMENTAVEL EM CURITIBA….

  8. vanubio
    quinta-feira, 8 de novembro de 2012 – 12:29 hs

    o dono dono do posto esta correto, nao pode pagar 2,20 por litro e vender a 2,90.

  9. tarcisio
    quinta-feira, 8 de novembro de 2012 – 13:07 hs

    pois é , o presidente do sindicato vem na TV dizer que não é cartel, que não são preços combinados, que são mais de 300 postos e que não teria como avisar a todos ao mesmo tempo sobre o aumento.bla bla bla. Este sujeitinho está na idade da pedra? será que teria que enviar um “telegrama” para todos? Não é só cartel como é uma máfia, vide estes ataques criminosos para obrigar quem não cumpre suas ordens.. cadê o MP?

  10. Doido
    quinta-feira, 8 de novembro de 2012 – 13:24 hs

    Essa máfia ninguém consegue derrubar, seja a Justiça, o MP, Polícia.
    Vide Londrina!!!

  11. LEAD
    quinta-feira, 8 de novembro de 2012 – 13:25 hs

    1 – Posto de combustíveis que não aderiu ao CARTEL e não aumentou o preço sofre atentado a tiros.
    2 – A menina estudante que fala a verdade nas redes sociais sobre as falhas da sua escola e das coisas da educação, sofre processos de professores, diretores e tem a casa e a família agredida a pedradas por alunos descontentes com as verdades que ela fala.
    3 – A ong APROMAC http://www.apromac.org.br tinha um projeto que cuidava da fauna silvestre de forma voluntária e sobre multas do IBAMA e do INSTITUTO CHICO MENDES.

    BRASIL!

  12. netto
    quinta-feira, 8 de novembro de 2012 – 14:08 hs

    Bem, será que agora fica caracterizado um pouco mais o cartel que se estabeleceu para o comercio no varejo de combustíveis.
    Está mais do que na hora de tomarem atitudes, se é que terão cunhão para tanto.

  13. Carlos
    quinta-feira, 8 de novembro de 2012 – 20:14 hs

    O bicho pegando por aqui e o Governador viajandooo….daqui a pouco vamos realmente perceber que ele não faz diferença mesmo!

  14. Professor José
    sexta-feira, 9 de novembro de 2012 – 6:22 hs

    Fábio, compre essa briga, vamos começar no teu blog.Está na hora de quebrarmos a perna dos mafiosos.como?Bem simples:Elegemos uma bandeira,por exemplo ipiranga e só abastecemos nela até as outras abaixarem os preços, pois serão forçadas a isso.Quando abaixarem mudamos de bandeira.

  15. helena
    segunda-feira, 12 de novembro de 2012 – 15:20 hs

    Em Londrina os preços estão praticamente iguais, o que será que está acontecendo, será que é formação de cartel???

  16. Nenê
    quarta-feira, 21 de novembro de 2012 – 14:33 hs

    B-a-n-d-i-d-o-s!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*