Temporal provoca estragos no interior do Estado | Fábio Campana

Temporal provoca estragos no interior do Estado

Do G1 PR:

Segundo o Simepar, os ventos chegaram a 89 km/h (Foto: Eduardo Andrade/RPCTV)
Um temporal atingiu a região central do Paraná na tarde desta quarta-feira (31). De acordo com o Corpo de Bombeiros, o vendaval destelhou casas, derrubou árvores, postes e placas. Pelo menos cinco bairros foram atingidos e três ficaram sem energia elétrica. Os bombeiros receberam mais de 100 ligações de ocorrências por causa do temporal.

O temporal começou às 13h40 e conforme o Corpo de Bombeiros Comunitário de Laranjeiras do Sul, a chuva foi acompanhada de muito granizo. Cinco árvores caíram em cima de casas, mas ninguém ficou ferido. Outras três casas foram destelhadas.

Segundo o Instituto Tecnológico Simepar, em Guarapuava os ventos chegaram a 89 km/h e o temporal durou aproximadamente 30 minutos. Ainda de acordo com o Simepar, há previsão de temporais para todo o estado na tarde de quinta-feira (1).

Em Irati, também na região central do estado, pelo menos 70% das residências estão sem água devido a forte chuva que caiu na nesta tarde. De acordo com a Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar), os cabos que fornecem energia elétrica para a captação do Rio Imbituvão, que abastece a cidade, foram rompidos.

Ainda segundo a Sanepar, a Companhia Paranaense de Energia (Copel), está no local trabalhando para restabelecer o serviço. Contudo, ainda não tem previsão para o retorno do fornecimento do abastecimento.

A Sanepar alerta para que os moradores que ainda possuem reserva de água tratada em caixas domiciliares, que utilizem com a máxima economia.


2 comentários

  1. Parreiras Rodrigues
    quarta-feira, 31 de outubro de 2012 – 20:47 hs

    Interessante é que a prática da implantação de quebra-ventos poderia em muito diminuir a velocidade deles. O Iapar/Londrina – engenheiro Alex Carneiro Leal et alii tem profundos e sérios estudos a respeito.

    Em 1987, realizou-se aqui em Curitiba um seminários sobre Alterações Climáticas com a presença de pesquisadores e cientistas peso-pesados.

    Ninguém fala mais nisso e dê-lhe distribuir lonas de plástico.

    Coisa da nossa cultura: Tratar da doença antes de combater a causa.

  2. João
    quinta-feira, 1 de novembro de 2012 – 8:46 hs

    Qual cidade foi atingida? Algo contra Guarapuava, pois não cita o nome da cidade?

    R: João, como você pode ver acima, reproduzimos a matéria do site G1. Não cremos que a Globo tenha qualquer problema com Guarapuava.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*