Salário do prefeito de Curitiba é o maior das capitais | Fábio Campana

Salário do prefeito de Curitiba é o maior das capitais

Do G1*:

Os salários dos prefeitos das capitais do país variam 157%, segundo levantamento feito pelo G1 com base nos valores que devem ser os recebidos pelos novos chefes do Executivo municipal, eleitos neste ano (Veja tabela completa abaixo).

Segundo os dados fornecidos pelas prefeituras, o maior salário bruto é de R$ 26.723,13, recebido por Luciano Ducci (PSB), em Curitiba. O menor está em Salvador, R$ 10,4 mil, capital administrada por João Henrique (PP).

O valor recebido por Ducci é igual ao teto nacional do subsídio dos servidores, que tem como referência o salário dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF).

Em seguida aparecem São Luís, onde o prefeito João Castelo (PSDB) recebe R$ 25 mil e São Paulo, onde Gilberto Kassab (PSD) ganha R$ 24.117,62.

Entre os menores subsídios para prefeito estão Teresina, R$ 12.957, e Rio de Janeiro, com R$ 13.964,94 de salário, todos sem os descontos.

O subsídio do prefeito é fixado pela Câmara Municipal. As prefeituras informaram não haver benefícios no cargo, porque a lei veta qualquer remuneração acima do teto fixado pelas assembleias.

Ainda segundo os dados fornecidos, há diferenças entre as capitais além do valor do subsídio. Em Manaus, a prefeitura informou que Amazonino Mendes (PDT) abriu mão do salário por ter aposentadoria de governador. Em Boa Vista, onde foi eleita Teresa (PMDB), o prefeito recebe verba indenizatória para transporte de R$ 3 mil.

Em Belo Horizonte, o reeleito Márcio Lacerda (PSB) diz que devolve parte do subsidio, no valor de R$ 2.305. Em São Paulo, a prefeitura afirma que Kassab doa parte dos seus vencimentos ao Hospital A. C. Camargo. Como prefeito ele tem direito a transporte oficial, o que inclui deslocamentos aéreos na cidade.

Veja a seguir a relação dos subsídios conforme informado pelas prefeituras:

Capital
Subsídio*
Com aumento previsto para 2013
Curitiba
R$ 26.723,13

São Luís
R$ 25.000

São Paulo
R$ 24.117,62

Maceió
R$ 20.000

Palmas
R$ 19.170

Belo Horizonte
R$ 19.080

Goiânia
R$ 18.460

Manaus
R$ 18.000

João Pessoa
R$ 18.000

Aracaju
R$ 17.100
R$ 24.000
Macapá
R$ 17.000

Boa Vista
R$ 17.000

Porto Velho
R$ 16.510

Rio Branco
R$ 16.093,86

Belém
R$ 16.004,69
R$ 18.038,11
Fortaleza
R$ 15.981,86

Porto Alegre
R$ 15.503,58

Campo Grande
R$ 15.000

Vitória
R$ 14.760

Recife
R$ 14.635

Florianópolis
R$ 14.634,07
R$ 22.292,35
Cuiabá
R$ 14.310

Natal
R$ 14.000

Rio de Janeiro
R$ 13.964,94

Teresina
R$ 12.957

Salvador
R$ 10.400

*Valores dos subsídios brutos, sem os descontos, fornecidos pelas prefeituras
*Colaboraram Aline Lamas, Marcelle Souza, Tahiane Stochero e Rosanne D’Agostino, do G1 em São Paulo; G1 AM, G1 BA, G1 CE, G1 ES, G1 GO, G1 MA, G1 MT, G1 MS, G1 MG, G1 PR, G1 PB, G1 PA, G1 PE, G1 RJ, G1 RN, G1 RS, G1 RO, G1 SC, G1 SE e G1 SP


8 comentários

  1. Mauricio
    domingo, 21 de outubro de 2012 – 21:41 hs

    Digo que é pouco para administrar uma cidade do porte de Curitiba. Mas para administrar bem.

  2. Carlos Bahia
    domingo, 21 de outubro de 2012 – 21:52 hs

    O salário de um simples delegado ou qualquer coronelzinho é entorno de 25 mil além de outras mordomia, porque um gestor público de uma capital tem que ganhar menos?
    Sem demagogia
    Sabemos que está cheio de funcionários públicos ganhando salário de diretoria de multinacional.
    Se realmente o salário do prefeito de Curitiba fosse R$ 25 mil, seria até justo para um executivo da 5ª maior capital do país. Na verdade o salário de um prefeito passa de 100 mil mensais. Sabemos que não entra na folha de pagamento as notas de viagens, despesas, cartão corporativos e muitos outras verbas de representação que o povão não tem nem ideia que existe.

  3. domingo, 21 de outubro de 2012 – 22:42 hs

    O problema não é ganhar bem! Acho razoável um administrador de 4 Bilhões receber R$26.000,00. É menos que o salário da Itaipú e outras empresas públicas. Um magistrado federal ganha o equivalente e dificilmente perde o cargo! Um desembargador, membros do MP e outros que não foram eleitos ganham o equivalente, é justo diante da importância das funções.
    O que não pode é virar corrupto! Acho correto o prefeito de Curitiba ganhar bem!
    Temos que fiscalizar a corrupção! E caso o administrador seja improbo devemos tirar o mesmo do poder e responsabiliza-lo cível e penalmente e nunca mais votar no sujeira!

  4. Anônimo
    domingo, 21 de outubro de 2012 – 22:45 hs

    Só para relembrar…quais foram os últimos prefeitos e respectivos partidos da nossa Curitiba.

  5. Paulo
    segunda-feira, 22 de outubro de 2012 – 9:56 hs

    E do funcionário de concursado de carreira é igual ao salário do ZÉ DA ESQUINA. Menos que mínimo para ter custear, moradia, alimentação, transporte, estudos dos filhos, saúde da família e lazer. Ops! Lazer? O QUE É ISSO? FAZ MUITO, MAS MUITO TEMPO QUE NÃO SEI O QUE É ISSO!
    JÁ FOI TARDE ESTE CIDADÃO. COMO DISSE O GRECA. “CURITIBA PERDEU UM PREFEITO, MAS GANHOU UM MÉDICO, PARA TRABALHAR NOS POSTINHOS DE SAÚDE QUE ESTÁ PRECISANDO MUITO DESTES PROFISSIONAIS”.

  6. Militancia Feminina
    segunda-feira, 22 de outubro de 2012 – 10:42 hs

    Também uma cidade como Curitiba… Será que é por isso essa briga para ser prefeito !!!

  7. GOLE GOLE
    segunda-feira, 22 de outubro de 2012 – 11:03 hs

    SIMPLESMENTE VERGONHOSOOOOO!!!!!!!
    E A SAÚDE?????

  8. elton
    segunda-feira, 22 de outubro de 2012 – 17:47 hs

    Ele não está mais devolvendo 30% do salário como foi anunciado quando assumiu o cargo?

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*