Fruet e Ratinho Jr no Congresso Nacional | Fábio Campana

Fruet e Ratinho Jr no Congresso Nacional

A Gazeta do Povo estreou neste domingo (21) uma série de reportagens sobre a atuação parlamentar de Ratinho Jr (PSC) e Gustavo Fruet (PDT) no Congresso Nacional. Em 67 meses de mandato, Ratinho apresentou 539 propostas. Em 144 meses, Fruet apresentou 551. Foto: Franklin Freitas/Divulgação

De André Gonçalves, Gazeta do Povo:

Os curitibanos vão às urnas no próximo domingo para escolher entre dois candidatos com experiência parlamentar, mas sem passagem pelo Poder Executivo. Gustavo Fruet (PDT) e Ratinho Jr. (PSC) tiveram o auge da carreira política até agora como deputados federais e exerceram mandato ao mesmo tempo durante a legislatura 2007-2010. O embate de informações sobre o desempenho dos dois em Brasília pauta as campanhas desde o primeiro turno. Em setembro, Fruet disse que queria ser “comparado” ao adversário. Depois, Ratinho citou os números de projetos sugeridos por ele e o oponente na Câmara. Até terça-feira, a Gazeta do Povo publica reportagens com o detalhamento do trabalho dos dois como congressistas, a começar pelas proposições feitas e relatadas.

“O que o eleitor em geral tem à disposição sobre a performance dos parlamentares é desinformação. Se a imprensa ou as ONGs não forem atrás, é difícil conseguir informação”, diz o diretor da Transparência Brasil, Cláudio Weber Abramo. Parte dos dados está disponível no site da Câmara dos Deputados, mas as referências completas dos mandatos foram levantadas após pesquisa feita pelo Centro de Documentação e Informação da Casa.

Juntos, 1.090 proposições

Gustavo Fruet tem 49 anos e foi vereador em Curitiba entre 1997 e 1998, antes de ser deputado federal por três mandatos consecutivos (entre 1999 e 2010). Ratinho, 31 anos, foi deputado estadual, entre 2003 e 2006. Depois foi eleito deputado federal (2007-2010) e reeleito para a legislatura 2011-2014. Desde o dia 7 de agosto está licenciado do cargo para se dedicar à eleição.

Em 12 anos na Câmara, o pedetista apresentou 551 proposições, uma média de 3,8 propostas por mês. Já Ratinho fez 539 proposições em cinco anos e sete meses de mandatos – média de oito por mês.

Ratinho apresentou mais proposições – 48 contra 38 de Fruet. Dos Projetos de Lei e propostas de emenda à Constituição (PECs) de Ratinho, 11 foram arquivados e 37 continuam ativos. Três estão em estágio avançado de tramitação.

Ratinho destaca entre os mais importantes o PL 711/2011, que permite que os recursos arrecadados com multas de trânsito sejam aplicados para também subsidiar a tarifa do transporte coletivo. “Hoje a lei não permite isso, o dinheiro dos radares pode ser usado apenas em outras ações como educação no trânsito”, diz o candidato. O outro é o PL 440/2011 que permite aos juízes determinar internação de usuários de crack, mesmo que contra a vontade do viciado. “Mesmo que a lei não seja aprovada, os Ministérios da Justiça e da Saúde já acataram a proposta e baixaram uma portaria para que ela fosse regulamentada”, complementa Ratinho, que não teve nenhum dos projetos apresentados até agora aprovado. (Veja na página seguinte os principais projetos apresentados por Ratinho e Fruet na Câmara).

Leis

Embora tenha apresentado menos projetos na Câmara Federal do que Ratinho Júnior (PSC), Gustavo Fruet (PDT) teve dois projetos de lei aprovados. O primeiro é a Lei Federal 10.732/2003, que mudou o Código Eleitoral e passou a determinar a obrigatoriedade da realização de depoimentos pessoais dos acusados em processos penais eleitorais. O outro é a Lei 12.192/2010, de autoria compartilhada com o deputado federal Chico D’Angelo (PT-RJ), e que regulamenta o depósito de obras musicais na Biblioteca Nacional.

O aproveitamento do pedetista é superior ao da média da Câmara, que é de um projeto aprovado para cada 22 apresentados. A média de Fruet é de um para cada 14. “Com o decorrer da vida parlamentar, a gente aprende que não dá para medir desempenho apenas quantificando os projetos. O que importa é a qualidade”, diz Fruet. Ele destaca um projeto na área de transporte público como um dos mais importantes que sugeriu – o PLP 254/2005, que reduz o teto da alíquota do ISS sobre o transporte municipal de 5% para 2%.


23 comentários

  1. irwimweiss
    domingo, 21 de outubro de 2012 – 12:12 hs

    O RATINHO PERDEU MEU VOTO QUANDO PATROCINOU A RETIRADA DAS ARMAS DA MÃO DO CHEFE DE FAMILIA E A BANDIDAGEM CONTINUOU ARMADA ATÉ OS DENTES,PARA ELE É FACIL POIS SÓ ANDA COM SEGURANÇAS,MAS O TRABALHADOR PERDEU O DIREITO DE TER SUA ARMA EM CASA POR PROJETO DO RATINHO JR.

  2. OBSERVADOR
    domingo, 21 de outubro de 2012 – 12:17 hs

    O PIOR DO MUNDO, sera a eleição do ratinho, dai sim não será Zé Dirceu, Genoino e Delubio a comandar nossa cidade, mas o real e verdadeiro CHEFÃO DA QUADRILHA – amigo intimo do Rtão, o LULA.
    E a quem duvida que o ratinho no dia seguinte não esteja em campanha para tornar a Gleizinha governadora. Só os neófitos e ingenuos não percebem que quem sempre foi capacho do lula – como o ratão, continuará a se-lo ainda mais que pode ganhar mais uma meia duzia de radios e tvs…já o Gustavo que teve coragem de cassar o Dirceu, Genoino e outros e produzir as provas par a CPI DO MENSALÃO, que redundou ba denuncia do MP e agora CONDENAÇÃO DO STF, mostra ter´PERSONALIDADE E FIRMEZA para resistir a petralhada, até porque sabe que ja foi nesta mesma eleição – vide primeiro turno – abandonado por eles.
    LULA NÃO.

  3. Carlos
    domingo, 21 de outubro de 2012 – 12:31 hs

    Caro irwimweiss, todos sabem que violência não combate violência, você está fazendo isso errado. A violência ter de ser prevenida e combatida por policiais preparados e treinados para isso, não por cidadãos comuns. O porte de uma arma em casa só aumentará o risco de sua família, pois, além da pessoa não ser um policial treinado, dependendo de onde se guarda a arma, pode ser de fácil acesso às crianças e aí já vimos o que acontece como ocorreu em inúmeros casos.

  4. Cidinha
    domingo, 21 de outubro de 2012 – 12:39 hs

    Tem que se analisar a qualidade do trabalho e a visibilidade que o mesmo trouxe.
    O Fruet é respeitado nacionalmente, e o Ratinho Jr???? Talvez o conheça por ser filho do Ratinho pai…rsss

  5. Censurado
    domingo, 21 de outubro de 2012 – 12:43 hs

    Irwimweiss, Foi só ele?? Os maiores bandidos do País, estáo com o Fruet.. Esqueceu, nao usam armas, usam cargos politicos, Zé Dirceu é um exemplo. E depois, quem tem que dar segurança nao é o cidadao de bem que tenha arma em casa, Segurança é responsabilidade dos Governos. Se nao fazem a liçao de casa…. A culpa nao é do Ratinho. Ou vc é daqueles que preferem culpar um, pra justificar votar no outro???

  6. Vitor
    domingo, 21 de outubro de 2012 – 12:46 hs

    Essa comparaçao deveria ser melhor explicada, pois o Fruet teve 11 anos de mandato como Dep, Federal e o Ratinho apenas 3 anos. Portanto. comparaçoes deste tipo sao ridiculas, a nao ser que se compare o seguinte, a média de apresentaçao de Projeto, e ai, pela media o Ratinho em 3 anos apresentou mais que o Fuet em 11.

  7. marcelo
    domingo, 21 de outubro de 2012 – 13:23 hs

    Lendo essa reportagem, cheguei a seguinte conclusão: Gustavo Fruet teve mais qualidade e gabarito na sua vida parlamentar do que Ratinho Junior.
    Ratinho votou à favor da famigerada CPMF, votou à favor do aumento da salário dos Deputados, votou à favor do Código Florestal que devastava as florestas do Brasil, ou seja, na minha modesta opinião, não votou de acordo com a vontade popular, votou à favor dos latifundiários, do governo, dos deputados, ignorando a população.

  8. VACINA A-PT
    domingo, 21 de outubro de 2012 – 13:29 hs

    OS DOIS SÃO FRACOS.DEVERIA TER MAIS DE 51% DE VOTOS NULOS E BRANCOS PARA TER UMA NOVA ELEIÇÃO COM CANDIDATOS DIFERENTES
    .FRUET FOI O PIOR. MUITO FRAQUINHO.SEM EXPRESSÃO.
    E PERSONALIDADE MUITO CONFUSA.AGORA COM OS PETRALHAS FAZENDO FESTA QUE NAO ADIANTA A CONDENAÇÃO DOS MENSALEIROS ELES SÃO BONS POIS VAO VENCER EM MAIORIA.O POVO TA CEGO E NAO QUEREM VER.ATÉ A IMPRENSA ELES QUEREM CONTROLAR A´PÓS AS ELEIÇOES.GENTE PERVERSA.PAGAM PETISTAS P FICAREM NAS REDES SOCIAIS DEFENDENDO O PT E SEUS BANDIDOS.NA VERDADE ESTAMOS SEM A MINIMA VONTADE DE VOTAR.É SÓ PARA CUMPRIR A OBRIGAÇÃO POIS OS DOIS SÃO RUINS PARA NOSSA CAPITAL.

  9. ro
    domingo, 21 de outubro de 2012 – 13:52 hs

    Que adianta maior numero de projetos, porcaria todos sugerem, o que vale mesmo são os aprovados.

  10. Marques
    domingo, 21 de outubro de 2012 – 14:18 hs

    VACINA A-PT
    você está mal informado, se um candidato ter apenas 1 voto, e o outro nenhum, ele será declarado vencedor, pois o vitorioso necessita mais de 50% dos votos válidos e não do voto de todos os eleitores.
    O voto nulo e o voto em branco não alteram a eleição a não ser que atinjam 100% dos votos.

  11. Marcos
    domingo, 21 de outubro de 2012 – 14:37 hs

    Segue um link abaixo comparando a vida parlamentar dos dois. Fruet apesar de ter apresentado menos projetos, tem aprovado alguns de seus projetos que acabaram virando “lei”, e está acima da média da câmara federal em termos de aprovação de projetos pois a média é um projeto aprovado a cada 22, e Fruet teve a média de 14 a cada 01! Ratinho Jr até hoje nunca teve um projeto de sua autoria aprovado na câmara federal até o dia de hoje! Acompanhe os detalhes aqui:

    http://www.gazetadopovo.com.br/eleicoes/conteudo.phtml?tl=1&id=1309820&tit=Os-candidatos-no-Congresso-Nacional

  12. Andressa
    domingo, 21 de outubro de 2012 – 15:19 hs

    Pra quem defende o projeto do desarmamento do Ratinho Jr me respondam: Adiantou? Tirar as armas do cidadão de bem enquanto os bandidos tem até míssil anti-aéreo?

    E mais, o Ratinho Jr votou a favor da cpmf, enquanto nós precisamos de menos impostos. Votou a favor do código florestal (que deveria se chamar código do desmatamento) enquanto nós precisamos reduzir os danos a natureza, principalmente com essa crise ecológica. E o que dizer do aumento do salário dos deputados?

    Ele foi na contramão da vontade da população. Imagine como seria se fosse prefeito.

  13. bacamarte
    domingo, 21 de outubro de 2012 – 18:30 hs

    Ratinho vai ter que colocar no mesmo palanque Requião, Gleise, Paulo Benardo, Doático, Roubanelli, Zé Dirceu, Vanhoni, Verri, para a disputa do governo estadual com Richa caso continue a usar Dilma e PT no discurso.

  14. Marques
    domingo, 21 de outubro de 2012 – 18:50 hs

    Como Deputado Federal Ratinho Junior nunca conseguiu aprovar um projeto de lei, ou seja, quantidade não significa qualidade.

  15. Antonio
    domingo, 21 de outubro de 2012 – 19:23 hs

    Tem que analisar que quantidade não é qualidade. Exemplo a câmara de vereadores de Curitiba que tem a maioria de seu trabalho para propor nome de ruas, homenagens, etc.

  16. natalia
    domingo, 21 de outubro de 2012 – 21:09 hs

    Ratinho ta perdendo voto em seu programa so critica o FRUET,o povo não gosta disso.

  17. Carlos
    segunda-feira, 22 de outubro de 2012 – 0:05 hs

    Nossa, que “importantes” os projetos do gustavinho….

    depoimento pessoal em processo penal eleitoral… legal, em benefício do “direito de defesa” dos criminosos eleitorais….

    bacana….

    depósito de obras na Biblioteca nacional…. uau, mudou a vida de muitos brasileiros!

    Que “beleza” de deputado hein….. sem chance, dia 28, é 20 na cabeça..e tchau, PeTezada

  18. Carlos
    segunda-feira, 22 de outubro de 2012 – 0:16 hs

    lendo os comentários é que dá pra ver como o eleitorado é ignorante…

    É evidente que o Fruet vai ter mais projetos aprovados, pouquíssimos aliás, mas isto é porque eles tá HA OITO ANOS NO CARGO, ENQUANTO O RATINHA ESTÁ A QUATRO, e além disso a tramitação dos projetos na Câmara é ridícula, a passo de tartaruga. Por isso os projetos do ratinho ainda não se tornaram leio…

  19. Vigilante do Portão
    segunda-feira, 22 de outubro de 2012 – 4:47 hs

    Falta publicar os POSICIONAMENTOS dos Deputados.

    O posicionamento dos Deputados na convocação de autoridades e de pessoas envolvidas em esquemas fraudulentos.

    Como se posicionou o Deputado e sua bancada, em relação à convocação do Luppi, por exemplo.

  20. Paulo
    segunda-feira, 22 de outubro de 2012 – 10:11 hs

    Sempre fui orientado que não é quantidade que faz a diferença e sim a qualidade. Se for comparar cada ação se verá que a do Ratinho tem muita coisa que foi contra o povo. Como o RETORNO DO CPMF nas contas bancárias para deixar os banqueiros com o bolso cheio.

  21. ROBERTO
    segunda-feira, 22 de outubro de 2012 – 10:12 hs

    Andressa você está mal informada, pelo jetito você é daquelas que acredita no que os outros falam. Procure se informar melhor e veja abaixo:
    Site da Câmara Federal
    br/internet/sitaqweb/TextoHTML.asp?etapa=5&nuSessao=254.1.54.O+++++&nuQuarto=87&nuOrador=1&nuInsercao=19&dtHorarioQuarto=16%3A22&sgFa

    CÂMARA DOS DEPUTADOS – DETAQ

    Sessão: 254.1.54.O Hora: 16:22 Fase:
    Orador: Data:

    O SR. RATINHO JUNIOR (PSC-PR. Como Líder. Sem revisão do orador.) – Sr. Presidente, Sras. e Srs. Deputados, gostaria, primeiramente, de parabenizá-lo hoje, Sr. Presidente, pelo almoço que concedeu a nós, Líderes de partidos, e também aos Governadores que estiveram lá presentes, quando nos deu a possibilidade de debater este assunto tão importante para o nosso País e também a oportunidade de ouvi-los, de saber quais são os anseios, as necessidades, e tentar, de uma maneira ordeira, através do bom senso, buscar uma boa saída para a nossa população, em especial para a saúde pública brasileira.
    Nós sabemos da importância dessa Emenda 29, desse projeto, para o avanço da saúde pública do Brasil, que sofre, e sofre bastante já há um bom tempo. Mas eu venho aqui representando os Deputados do partido, os nossos 19 Parlamentares, para deixar muito claro para a sociedade brasileira que nós somos contra mais uma criação de tributo, de contribuição, mais uma taxação. Não é possível o aumento da arrecadação que o Brasil vem vivendo há tantos anos. Nós não vamos contra aquilo que a sociedade brasileira espera, que é, na verdade, diminuir a tributação que existe no Brasil, diminuir o número de impostos que existem no Brasil, para facilitar o desenvolvimento deste País.
    Não é lógico, neste momento, nós acharmos que, criando mais um tributo, uma contribuição, vamos estar resolvendo o problema da saúde pública. O problema da saúde pública não está na criação de mais uma contribuição ou de mais um tributo; o problema da saúde pública está, sim, na gestão pública, que deve ser feita de maneira mais eficiente. Devemos fazer um reordenamento do repasse do nosso Orçamento, daquilo que nós já arrecadamos hoje. E não é com a criação de uma contribuição que será resolvido isso. Nós devíamos discutir também o pacto federativo, que é a essência para resolver os nossos problemas de Orçamento, de arrecadação, de divisão do bolo orçamentário, que hoje fica, na sua grande maioria, para o Governo Federal.
    Então, eu venho aqui dar o posicionamento do partido e colocar, muito claramente, que o PSC é contra a criação de qualquer tipo de contribuição, de taxação e imposto. Nós queremos, sim, avançar na saúde pública brasileira. Nós sabemos da necessidade de melhorarmos in loco os atendimentos, as assistências médicas, de alguma maneira buscando, dentro daquele orçamento que nós temos hoje. Porque nós temos, ano a ano, um aumento de arrecadação. Está muito claro que é necessário fazer uma gestão mais eficiente.
    Se o Governo derrubasse 1% da taxa SELIC, teríamos 10 bilhões em caixa por ano. Isso é uma demonstração clara de que dinheiro tem; o que nós temos de fazer é buscar, sem trazer prejuízo para o povo brasileiro mais uma vez, uma saída para a saúde pública.
    Então a posição do PSC é clara. Nós somos contra aumento ou criação de contribuição, aumento de tributação de qualquer tipo de taxa, porque nós sabemos que há uma saída, sim, com competência e eficiência, para que a saúde do Brasil melhore a cada ano.
    Muito obrigado.

  22. atento curitibano
    segunda-feira, 22 de outubro de 2012 – 10:20 hs

    Tem que ver o teor dos projetos…analisar também a postura nas votações…por exemplo,como voltou o Ratinho Jr em relação ao código florestal?

  23. Paulo
    segunda-feira, 22 de outubro de 2012 – 14:47 hs

    O Ratinho Junior não teve nenhum projeto aprovado? hahahahaha e quer ser prefeito de uma cidade que ele nem conhece?
    Ainda bem que temos o Fruet! Se fosse Ducci x Ratinho estariamos ferrados!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*