Já tentaram de tudo, diz André Vargas | Fábio Campana

Já tentaram de tudo, diz André Vargas

André Vargas, secretário de Comunicação do PT, reclama do espaço dedicado na TV para a veiculação de retrospectivas do julgamento do mensalão:

“Já tentaram com o sequestro de Abílio Diniz e até com a edição do debate com Collor, mas não vão conseguir nos derrotar.”

Via Painel, Folha de S.Paulo.


7 comentários

  1. Augusto Finker
    quinta-feira, 25 de outubro de 2012 – 14:43 hs

    Nem precisa né deputado, o sr. já é um derrotado. Parceiro dos condenados por corrupção e formação de quadrilha, é realmente o sr. já é um derrotado.

  2. carlos rocha
    quinta-feira, 25 de outubro de 2012 – 17:05 hs

    COM A CONDENAÇÃO FICA CLARO QUE NO PODER ESTAVA INSTALADA UMA TRUPE DE GANSTER QUE PARA SE MENTER NO PODER ROUBAVA O DINHEIRO PÚBLICO PARA COMPRAR PARTIDOS/PARLAMENTARES.

  3. ricardo crovador
    quinta-feira, 25 de outubro de 2012 – 17:23 hs

    Corrigindo: aqui em Curitiba não prejudica, pois o que carrega a campanha é a personalidade do candidato e seu histórico – que o povo conhece e aprova. Se fosse um candidato do PT não teria passado nem ao segundo turno…

  4. Odorico
    quinta-feira, 25 de outubro de 2012 – 17:58 hs

    Ja perdeu bolacha…estamos adorando a artilharia oesada da imprensa,pena que faltou pegar o lider dos mensaleiros.

  5. Marcos
    quinta-feira, 25 de outubro de 2012 – 19:02 hs

    O Vargas sai de fininho que você não tá agradando.
    Até que enfim a justiça cumpriu as leis e vocês vêm de choradeira?
    Lugar de criminoso é na cadeia. E tomara que coloquem mais na imprensa, para os gatunos pensarem antes de embolsar nosso dinheiro,

  6. Rober
    quinta-feira, 25 de outubro de 2012 – 23:42 hs

    Nao se trata de derrotar o PT caro André, o negócio é tirar a banda podre, quem sabe, a Dilma fica livre para governar.

  7. OCIMAR
    sexta-feira, 26 de outubro de 2012 – 8:48 hs

    ESSE TAMBÉM FALA COMO CHEFE DE FACÇÃO,COMO SE O BRASIL FOSSE PROPRIEDADE DESSA QUADRILHA,O petê.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*