Hoje, 138 milhões de brasileiros vão às urnas | Fábio Campana

Hoje, 138 milhões de brasileiros vão às urnas

Hoje (7), mais de 138 milhões de pessoas irão às urnas para escolher prefeitos, vice-prefeitos e vereadores de mais de 5.500 municípios brasileiros. De acordo com dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), dos 140,6 milhões de eleitores registrados no país, só não votam nestas eleições os moradores de Brasília e de Fernando de Noronha, além dos brasileiros residentes no exterior.

PREPARE-SE PARA VOTAR

Escolha seus candidatos e leve a cola para a urna

Segundo o TSE, o eleitorado que não vota neste domingo soma 2,1 milhões de pessoas. Em Brasília, não há votação porque não há prefeito, somente governador, cuja eleição ocorre junto com as dos Estados. Em Fernando de Noronha, não há eleição porque o território pertence a Pernambuco e é gerido por administrador-geral, nomeado pelo governador.

Os eleitores brasileiros que se encontram no exterior só podem votar para presidente da República, portanto, estão fora das eleições deste ano.

Dados do TSE mostram que o eleitorado das 26 capitais onde o pleito ocorre representa 22,28% do total apto a votar. São mais de 30,8 milhões de eleitores nas capitais. No interior, são 107,6 milhões.

FICHA LIMPA X FICHA SUJA

Saiba quais são os partidos que têm mais problemas com a Lei da Ficha Limpa nos dez maiores colégios eleitorais brasileiros

 

Do total de municípios brasileiros, cinco elegerão o prefeito e representantes legislativos pela primeira vez. São municípios já criados, mas ainda não instalados administrativamente.

Paraíso das Águas é um desses municípios. Fica em Mato Grosso do Sul e foi desmembrado de Costa Rica. Outro município que terá eleição pela primeira vez será Mojuí dos Campos, desmembrado da cidade paraense de Santarém.

Também irão às urnas pela primeira vez os moradores de Pinto Bandeira, município do Rio Grande do Sul, que era distrito de Bento Gonçalves.

No Estado de Santa Catarina houve a criação de dois municípios que terão eleições pela primeira vez: Balneário Rincão, desmembrado de Içara, e Pescaria Brava, desmembrado de Laguna.


2 comentários

  1. Silvajr
    domingo, 7 de outubro de 2012 – 8:10 hs

    Jornalões fogem da entrevista de Joaquim Barbosa como o diabo da cruz. Tá dando pena.

    A verdade? O queridinho da Grande imprensa não gosta dela e ainda diz que ela nunca deu bola para o Mensalão do PSDB . É de chorar de tanto rir!

    E agora? Barbosa já disse que a imprensa “nunca deu bola para o mensalão mineiro”, ao contrário do que faz com o do PT. “São dois pesos e duas medidas”, afirma. A exposição na mídia não o impede de fazer críticas até mais ácidas.

    Relator do mensalão revela voto em Lula e Dilma, diz que a imprensa trata escândalos com dois pesos e duas medidas e que o racismo está estampado na TV

  2. Reinoldo Hey
    domingo, 7 de outubro de 2012 – 9:25 hs

    Traduzindo a manchete:”O gado vai pro pasto.”

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*