'Não se pode instrumentalizar a religião para obter voto', diz CNBB | Fábio Campana

‘Não se pode instrumentalizar a religião para obter
voto’, diz CNBB

Do Roldão Arruda, Estadão.com.br:

O presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), cardeal Raymundo Damasceno, afirmou na sexta-feira, 14,em entrevista ao Estado que “não se pode instrumentalizar a religião para angariar votos”. O cardeal disse ainda que “no mundo democrático não cabe à igreja assumir papel político-partidário”.

As declarações do presidente da CNBB e arcebispo de Aparecida ocorrem um dia após a divulgação de uma nota da Arquidiocese de São Paulo com ataques ao PRB, partido de Celso Russomanno, líder nas pesquisas.

Foto de Ed Ferreira/AE.


10 comentários

  1. Palpiteiro
    sábado, 15 de setembro de 2012 – 14:06 hs

    A velha esquerda festiva eclesiástica, logicamente, só acha que religião deve ser usada para influenciar votos quando é para eleger os candidatos lulopetistas.

  2. Palpiteiro
    sábado, 15 de setembro de 2012 – 14:07 hs

    É evidente que a arquidiocese de São Paulo trabalha missa após missa para ajudar Frankenstein Junior Haddad.

  3. sábado, 15 de setembro de 2012 – 19:15 hs

    Infelismente ig católica uma instituição falida.

  4. sergio silvestre
    sábado, 15 de setembro de 2012 – 20:03 hs

    É isso mesmo imbecil palpiteiro,na eleição DILMA cerra a igreja catolica se empenhou na eleição prá quem mesmo?

  5. João
    sábado, 15 de setembro de 2012 – 23:47 hs

    Basta andar no interior do Paraná ou mesmo na Região Metropolitana, a ex. Alm.Tamandaré. S.J.Pinhais, Faz.R.G., Mandirituba, Araucária, Contenda, Lapa, etc, e ver que os políticos que querem permanecer no Poder ou se elegerem, no ano anterior da eleição estão na missa e normalmente nos primeiros bancos, e usam e abusam da Igreja e conseguem o que desejam. A Igreja Católica está dando um péssimo exemplo, e o PT que nasceu da luta do povo se tornou um dos partidos atualmente de aluguel…

  6. Vigilante do Portão
    domingo, 16 de setembro de 2012 – 1:51 hs

    Quando é padre que envereda para a política,

    TUDO bem,

    Pastor?
    NÃO PODE!

  7. Ocimar
    domingo, 16 de setembro de 2012 – 8:38 hs

    É,SÓ QUE A DITA IGREJA CATÓLICA TAMBÉM É RESPONSAVEL POR TUDO DE RUÍM QUE ESTA ACONTECENTO NO PAÍS,ELA FEZ A CABEÇA DOS SEUS FIÉIS PARA COLOCAREM NO PODER O LULADRÃO E TODA ESSA CORJA DE VAGABUNDOS.

  8. Willi
    domingo, 16 de setembro de 2012 – 11:44 hs

    MERCADORIA, O VOTO.

    Não é só a igreja católica as outras denominações estão nessa também, misturam o sagrado com a sujeira, porque o politico mais limpo e´sujo…é padre, pastor , bispo etc,etc e etc.

    Ao chegar ao Templo e se deparar com a quantidade de vendedores que ali comercializavam mercadorias Jesus toma um chicote e expulsa os comerciantes daquele local sagrado. A atitude de Jesus, mais que seu impacto agressivo, demonstra o zelo pela casa do Senhor e também a dor por ver desvirtuada a destinação própria do lugar.

  9. Trocando em Miúdos
    domingo, 16 de setembro de 2012 – 15:21 hs

    O Cardeal Raymundo Damasceno deve ser muito inocente, desinformado, ou um tremendo cara de pau!
    Será que ele não sabe que a serpente lulla, e seus filhotes foram chocados no ninho da CNBB? –
    Será que ele esqueceu a militância de Evaristo Arns, junto com os “intelectuais” vermelhos da USP, e o resto da bisparada vermelha alinhada a Fidel, que chocou e criou lulla, sendo diretamente responsáveis pela desgraceira política que esse bando já causou ao nosso país?
    Vá se informar nobre cardeal! – Vocês nos devem essa!

  10. MILITANCIA FEMININA
    segunda-feira, 17 de setembro de 2012 – 11:36 hs

    TAMBÉM CONCORDO ACHO QUE NADA VER MISTURAR POLITICA E RELIGIAO

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*