Agressão racista revela nepotismo na ANTT | Fábio Campana

Agressão racista revela nepotismo na ANTT

Do Claudio Humberto:

Uma denúncia de racismo na Agência Nacional de Transportes Terrestres flagrou um caso de nepotismo: acusada de chamar uma estagiária de “macaca”, Clenilma Borges Santiago é parente da coordenadora-geral da Gerência de Transporte Fretado de Passageiros, onde aconteceu o caso, e talvez por isso não tema represálias. “Sabemos que há uma relação entre elas [chefe e agressora]”, admitiu a assessoria da ANTT.

O ataque
Ao reclamar do serviço, Clenilma Santiago disse: “Alguém segura essa macaca? Olha o tanto de serviço que ela jogou na minha mesa”.

ConstrangimentoLuana Santos Conceição, 20, vítima de racismo, contou: “Fiquei tão constrangida que não consegui continuar o meu trabalho direito”.

Policia investiga
A Policia Civil do DF confirmou que Clenilma Santiago foi indiciada por injúria racial e que as investigações seguem normalmente.


3 comentários

  1. curitibana
    domingo, 9 de setembro de 2012 – 23:30 hs

    uma pessoa com esse nome não deveria ser racista e tampouco preconceituosa…rs

  2. Paulinho das Araucárias
    segunda-feira, 10 de setembro de 2012 – 10:39 hs

    Típico dos aproveitadores de plantão que querem cargos a todo custo. Foi nisso, nesse aparelhamento do Estado, que o PT transformou o Brasil.

  3. Racismo nunca
    sábado, 13 de outubro de 2012 – 23:02 hs

    Isto é uma vergonha. Ainda por cima as represálias que alguns funcionários estão sofrendo. Esperamos que isto não acabe em Pizza. Jornalistas, por favor, ajudem e acompanhem isto a fundo. Por que o fato realmente aconteceu e as represálias ainda estão acontecendo. Quem esta dentro sabe. Não se precisa de conselho de ética para apurar algo notório e que todos os funcionários sabem. O que esta acontecendo é apenas para tentar abafar o fato.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*