UEL demite 26 servidores envolvidos com diplomas falsos | Fábio Campana

UEL demite 26 servidores envolvidos com diplomas falsos

A decisão foi tomada pela reitora, que aponta que apuração comprova “ato doloso, com má fé e para benefício individual” dos funcionários.

De Guilherme Batista, Redação Bonde:

A Universidade Estadual de Londrina (UEL) demitiu 26 técnicos administrativos, que teriam se utilizado de diplomas e certificados falsos para obter promoções irregulares na instituição e, consequentemente, aumento nos salários. O comunicado foi feito através da divulgação de uma nota na tarde desta quinta-feira (30).

A decisão também inclui o ressarcimento dos valores recebidos indevidamente pelos servidores. Outros dois funcionários terão que fazer a devolução de parte dos salários pagos de maneira irregular, mas não serão demitidos, já que frequentaram, posteriormente, cursos e aulas regulares. Há, ainda, o caso de outros dois servidores, que não vão sofrer sanções por já estarem aposentados.

A decisão foi tomada pela reitora da UEL, Nadina Moreno, após analise do resultado das investigações feitas pela Comissão de Processo Administrativo Disciplinar da universidade e pela Procuradoria Jurídica da instituição. Os órgãos apuram a situação desde janeiro deste ano, quando o caso veio à tona.

Segundo Nadina, os pareceres “não deixam dúvidas e comprovam o ato doloso, com má fé e para benefício individual” dos servidores. A decisão da reitora pode ser questionada pelos servidores demitidos. Cabe recurso. A apuração relacionada à fraude dos diplomas segue na Polícia Civil e no Ministério Público (MP).

A exoneração dos servidores será comunicada ao programa Paraná Previdência, que ficará responsável por tomar as medidas cabíveis contra os acusados. Na nota, a UEL lembra ainda que as investigações continuam, contra outro servidor ainda não punido, que teria sido mencionado pelos colegas como o agenciador do esquema.


2 comentários

  1. luiz
    sexta-feira, 31 de agosto de 2012 – 9:06 hs

    Será que não tem vazamento de gabarito de provas de concurso?
    Acho bom dar uma revisada nisso!

  2. pingo
    sábado, 1 de setembro de 2012 – 12:42 hs

    Alguns escaparam porque estão aposentados ou porque depois tentaram regularizar o delito ?
    Além de devolver o dinehiro furtado, TODOS deveriam ser Demitidos, e responder à inquerito policial pelos inúmeros crimes que cometeram. É o nosso dinheiro sendo tratado com meia justiça.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*