Paradoxo popular | Fábio Campana

Paradoxo popular

Por Dora Kramer

Nem tudo que é popular é justo, aceitável, verdadeiro ou incontestável. Disso dá notícia a História, a vida e as duas vitórias eleitorais do PT para a Presidência da República depois do advento do mensalão.

Segundo pesquisa do instituto Datafolha, maioria expressiva (73%) da amostragem de 2.592 pessoas ouvidas uma semana depois de iniciado o julgamento no Supremo Tribunal Federal considera tratar-se de um caso de corrupção e espera pela condenação dos envolvidos.

Tal convicção não decorre da perfeição jurídica do relato dos autos, inacessíveis à avaliação leiga. A acusação não convence a maioria por estar juridicamente com a razão, mas porque sua narrativa faz sentido: conta que um partido valeu-se das facilidades do poder para arrecadar muito dinheiro e com ele conseguir sustentação política de que necessitava para governar.

Houve manipulação de grandes somas onde deveriam prevalecer posições políticas; é isso que as pessoas entendem e consideram impróprio.

Uma boa parte (43%), contudo, não acredita que haverá condenação, expressando algo que pode ser visto de duas maneiras: desconfiança na eficácia da Justiça e/ou antídoto prévio a frustrações devidas a um farto histórico de impunidade.

A adesão popular à tese defendida pela Procuradoria-Geral da República não quer dizer que o resultado do julgamento no Supremo Tribunal Federal vá ou deva necessariamente atender a essa demanda.

Tampouco é possível inferir que os resultados daquelas eleições vencidas pelo PT (reeleição de Lula e vitória de Dilma Rousseff) no pós-mensalão teriam sido diferentes se o enredo tivesse sido contado com a cadência e exposição de agora, porque a mesma pesquisa registra que 50% não se deixarão influenciar pelo resultado do julgamento na hora do próximo voto, em outubro.

Algumas conclusões, porém, são admissíveis. A primeira delas: o PT está longe da realidade quando diz que a população só quer saber de novela e de olimpíadas.

A segunda: a versão de que o mensalão é fruto de uma fantasia oposicionista simplesmente não pegou.


5 comentários

  1. jaferrer
    quarta-feira, 15 de agosto de 2012 – 9:19 hs

    O problema é que esta mesma população que tem clareza sobre este crime e espera punição, acabará votando nos mesmos nos próximos pleitos. Enquanto a punição não vier da própria população de nada adiantará uma condenação no supremo, mesmo por que a condenação não resultará em cadeia para os criminosos petistas e seus aliados. Um exemplo é a pesquisa que aponta Lula como provável vencedor se for candidato em 2014. Se isto acontecer não será surpresa se ele compuser seu governo com muitos desses que agora são réus do mensalão e o povão vai aplaudir, pois no fundo gosta de quem se dá bem usando o degenerado “jeitinho brasileiro”.

  2. tadeu rocha
    quarta-feira, 15 de agosto de 2012 – 9:24 hs

    nos meus comentario sobre esse assunto, digo, se nao condenarem esses mostro da politica, o brasil esta perdido , vamos pensar grande, eles vao ser condenados,todos, nao é os tres que aparece, daqui para frente vamos olhar diferente para esse partido, nós brasileiros, chega chega chega ,digo novamente ex dep. jefersson vai pagar vai, mais ele foi muito homem para falar dos envolvidos, graça a deus, imagine como hoje estaria nosso brasil

  3. salete cesconeto de arruda
    quarta-feira, 15 de agosto de 2012 – 11:35 hs

    Dora ainda não leu o artigo do COIMBRA.
    Dora não é boa jornalista já que nem percebeu que as perguntas foram todas INDUTIVAS para esse resultado.
    Dora é CALUNISTA que repete PESQUISA MANIPULADA com intenções escusas pois como um governo apoiado por 82% daria as tais respostas?
    Se a PESQUISA fosse séria todos os da PRIVATARIA TUCANA e da LAMA DA CACHOEIRA onde tem BICUDO no meio estariam presos. Essa é a verdade.
    De resto?
    TENTATIVA DE GOLPE e nada mais!

  4. Ocimar
    quarta-feira, 15 de agosto de 2012 – 13:06 hs

    JAFERRER,ENQUANTO TIVER GENTINHA,GENTALHA E JUNTANDO OS COITADOS MORTOS DE FOME E MISERAVEIS QUE O pt CRIOU AO LONGO DA ÚLTIMA DÉCADA,ESSES MARGINAIS VÃO ESTAR SEGUROS NO PODER.

  5. José Andrade
    quarta-feira, 15 de agosto de 2012 – 17:25 hs

    Bem, se é para prender por causa de caixa 2, vamos prender o Paulo Preto que tem apartamento de 5 milhões e só anda de helicóptero, sendo que o cara ganha salário de engenheiro, vamos prender o Taniguchi…

    E aquele outro japonês que tentou comprar apoio de uma líder comunitária para o Beto, por R$ 200,00?

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*