Gurgel cita Chico Buarque e pede prisão de 36 do mensalão | Fábio Campana

Gurgel cita Chico Buarque e pede prisão
de 36 do mensalão

Roberto Gurgel encerrou a leitura da peça acusatória da ação penal do mensalão. Pediu a condenação de 36 dos 38 réus. Otimista, requereu a expedição dos respectivos mandados de prisão após o julgamento. Citou versos do samba ‘Vai Passar’, de Francis Hime (música) e Chico Buarque (letra), um compositor simpático a Lula e ao PT: ‘Dormia a nossa pátria mãe tão distraída / sem perceber que era subtraída
/ Em tenebrosas transações’, recitou o procurador-geral da República antes de declarar: “Pela condenação”.


5 comentários

  1. Silva Jr
    sexta-feira, 3 de agosto de 2012 – 22:58 hs

    JOSÉ DIRCEU DEVE SER ABSOLVIDO – ARGUMENTOS DE ROBERTO GURGEL SÃO FRAQUÍSSIMOS

    O Procurador Geral da República repetiu diversas vezes que constam nos autos da Ação Penal 470 (Que ele, o Procurador, contrariando orientação do STF, insistiu em chamar de “MENSALÃO”) provas cabais de que José Dirceu era o principal mentor e “chefe da quadrilha” de que trata o devido processo e a acusação que ele apresentou na tarde de hoje aos Ministros no segundo dia de julgamento.

    Noves fora o fato de que em processos dessa natureza, volumosos, complexos, com muitos RÉUS e anos e anos passados após a ocorrência dos fatos, é dificílimo para quem não tem acesso a todas as informações, estabelecer qualquer juízo, ficou a sensação para os leigos, entre eles, esse blogueiro, que o Procurador não conseguiu alcançar o patamar de convencimento quanto à culpa do ex-ministro José Dirceu.

    Chamou a atenção o número de vezes em que o Procurador recorreu as manchetes de Jornais para embasar o que dizia, e também esse trecho destacado por parte da grande imprensa, em que ele se refere especificamente ao ex-deputado do PT:

    Como quase sempre ocorre com chefes de quadrilha, o acusado não apareceu ostensivamente. O autor intelectual quase sempre não assina documentos, age por intermédio de laranjas. Não se relaciona diretamente com agentes que ocupam posições secundarias na quadrilha. A prova é testemunhal. (…) Marcos Valério sempre confirmou que José Dirceu sabia das operações com os lideres partidários da chamada base aliada. Nada acontecia sem a prévia aprovação de José Dirceu. Depois de todas as conversas, sempre havia ligações para Dirceu. Emerson Palmieri (réu e testemunha) disse que presenciou algumas dessas ligações. A ascendência de José Dirceu sobre os demais integrantes do grupo foi cabalmente demonstrada nos autos”.

    Em sua exposição, Gurgel disse que o ex-ministro José Dirceu (Casa Civil) era “chefe da quadrilha” do mensalão, por isso não aparece nos “atos de execução” do esquema.

    Vamos lá: Era chefe e não aparece – E o Procurador prova de que forma que ele era o chefe ? Alguma vez Marcos Valério admitiu que usou dinheiro para comprar voto de parlamentar ? As referidas ligações “após conversas” para Dirceu, estão comprovadas, devidamente relacionadas ao teor de que o Procurador a elas atribui ? José Dirceu recebeu algum tipo de vantagem financeira nesse episódio, depósito em sua conta ? A PROVA contra José Dirceu é TESTEMUNHAL ?! – Mas, não existem provas materiais que lhe sustentem e comprovem ?

    Quem analisa a questão com isenção – Sem entrar no mérito se José Dirceu participou ou não do suposto esquema – Olhando apenas o que existe como prova, que é o fundamental para condená-lo, parece que o PGR não conseguiu seu objetivo, ou então a sua sustentação oral foi muito ruim.

  2. Stefan
    sábado, 4 de agosto de 2012 – 8:25 hs

    Parabéns ao Dr. Roberto Gurgel. Ainda existe homesn que não se dobram ao PT. Queria ver a cara do Chico Buarque que tanto defendeu os corruPTos!. Há luz no fim do túnel.

  3. HENRY
    sábado, 4 de agosto de 2012 – 10:13 hs

    ACHO QUE ESTE SENHOR É A ÚNICA COISA SÉRIA QUE SOBROU EM BRASÍLIA.

  4. Silva Jr
    sábado, 4 de agosto de 2012 – 13:33 hs

    Sério, o procurador engavetou por 3 ANOS as denúncias contra Gurgel, Cachoeira e Perillo pode ser chamado de sério? Só pode ser piada, e as acusações copiadas da imprensa tucana sem provas de que foi mensalão? Tenho pena de quem acreditou nessa imprensa, vão ter que ir ao PROCON

  5. Italo Santos
    domingo, 5 de agosto de 2012 – 14:13 hs

    O pior cego é o que não quer ver. Fica patente a nossa incapacidade democrática caso esse escândalo vexaminoso, covarde e criminoso passe impune. Se ainda vai restar, dentre os que acusam, alguns corruptos, isso não teremos duvidas. Mas terão a certeza de que o ato que fazem poderá ser julgado com o mesmo rigor por aqueles que hoje estão sendo acusados. Sao os degraus da evolução: um a um, passo a passo se chega onde quer. Não julgar culpados é descer escada abaixo e aceitar nossa cegueira política e social. Partido dos trabalhadores realizando atos como esse… quem diria… Não existe fidelidade filosófica mais nos partidos desse pais.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*