Enfim, o BNDES aprova financiamento para obras da Arena da Baixada | Fábio Campana

Enfim, o BNDES aprova financiamento para obras da Arena da Baixada

Acabou o suspense. O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) aprovou nesta quarta-feira (08/08) um financiamento de R$ 131 milhões para a reforma e ampliação do Estádio Joaquim Américo (Arena da Baixada), em Curitiba, que receberá os jogos da Copa do Mundo de 2014.

O recurso será liberado por meio do programa BNDES ProCopa Arenas. Para viabilizar a operação haverá dois contratos de financiamento. O primeiro contrato será entre o banco nacional e o Estado do Paraná. Quando liberado, todo o recurso será imediatamente aportado no Fundo de Desenvolvimento Econômico (FDE), administrado pela Fomento Paraná.

A seguir, a Fomento Paraná assinará um contrato com a CAP S/A – sociedade de propósito específico criada pelo Clube Atlético Paranaense para gerir as obras do estádio – que receberá o valor integral disponibilizado pelo BNDES.

Os valores envolvidos na operação correspondem a 71% do investimento total orçado para as obras da Arena, que chega a R$ 184,6 milhões. O financiamento será liberado em cinco parcelas. A primeira delas deve ocorrer 30 dias depois da assinatura dos contratos. O prazo de pagamento será de 15 anos, com dois de carência.

Os juros incidentes sobre o financiamento são os mesmos aplicados para os demais estádios do País que acessaram a linha de crédito do Programa ProCopa Arenas (BNDES), e estão fixados em TJLP mais 1,9% ao ano. Neste trimestre, correspondem a 7,4% ao ano.

Para receber os recursos, o Clube Atlético Paranaense dará como garantias os títulos de potencial construtivo emitidos pela Prefeitura de Curitiba em seu favor, hoje estimados em R$ 92,2 milhões. Além disso, terá que hipotecar o seu centro de treinamentos (R$ 46,2 milhões) e fazer um seguro dos valores envolvidos na operação.

ARENA – A Arena da Baixada está sendo adaptada ao caderno de encargos da FIFA e terá capacidade para 41.375 pessoas. O estádio deve ser tornar um espaço multiuso. Segundo a CAP S/A, a obra adota padrões que possibilitarão a certificação LEED (construção “verde”), cumprindo exigência expressa no contrato de financiamento.

As obras estão em andamento desde o final de 2011 e a conclusão está prevista para julho de 2013. O projeto abrange aproximadamente 124 mil metros quadrados de área construída, sendo 50 mil metros quadrados reformas e 74 mil metros quadrados de novas áreas.


10 comentários

  1. Mad Men
    quinta-feira, 9 de agosto de 2012 – 1:37 hs

    O Metralha ta rindo. Pena que o diabo cansou dele.

  2. Claudio
    quinta-feira, 9 de agosto de 2012 – 8:47 hs

    O interessante é que verbas vultuosas são liberadas para termos os estádios mais modernos do mundo, com capacidade para 40 mil expectadores.
    Enquanto isso os Hospitais no Brasil só recebem uma mixaria de dinheiro, são antigos e sucateados. O dinheiro é desviado, e mal consegue atender a população.
    Enquanto isso, faltam creches , escolas e professores para atender nossas crianças.
    Enquanto isso, o salário dos servidores é achatado, e o dos digníssimos políticos, em todas as esferas e poderes, são elevados ao seu bel prazer.
    Enfim…as eleições estão chegando…o dinheiro de campanha corre solto…o povão vai se vendendo, não cobra, não fiscaliza e dá de graça o poder de executar e legislar em seu nome.

  3. Manjuba
    quinta-feira, 9 de agosto de 2012 – 10:01 hs

    Chora coxarada e paranaenses autofagistas!!! Que venham os investimentos à melhora cidade sede da Copa.

  4. Osiris Duarte de Curityba
    quinta-feira, 9 de agosto de 2012 – 10:25 hs

    Quando o projeto é bom, demora mas sai. E nem necessidade há de propinas …

  5. JOSÉ LUIZ
    quinta-feira, 9 de agosto de 2012 – 10:50 hs

    O Airton Cordeiro,esta chorando,pois nem com toda sua praga e o mais sordido desejo, consiguirá ver o CAP. desmontado,e sabe porque o Atlético tem um presidente chamado Mário Celso Petrália.
    Eta LOBO em pele de cordeiro.

  6. A Banda
    quinta-feira, 9 de agosto de 2012 – 11:56 hs

    Preparem-se coxarada e periferia! O monstro rubro negro voltou a rugir!
    E ele é implacável!

  7. quinta-feira, 9 de agosto de 2012 – 13:27 hs

    A alegria dos invejosos durou pouco, mesmo que não tivesse verba aBaixada seria construida, estava escrito no livro mor e na cabeça do MCP,agora chorem coxadas, chore muito mais vc ayrto cordeiro,bando de invejosos e incapazes,

  8. Vitor
    quinta-feira, 9 de agosto de 2012 – 14:00 hs

    O Metralha deve estar feliz da vida, qto din din pra ele embolsar!!! E agora eu pergunto. QUem vai pagar o emprestimo???? O Estadio financiado com $$ público, será “dado” de graça ao Atletico????? Com tantas Obras fundamentais pra cidade, vâo gastar esse pequena fortuna num estadio privado???? Onde está o Ministério Público nessa Hora???? Dormindo????

  9. Marco Bonalume
    domingo, 19 de agosto de 2012 – 7:43 hs

    Vitória dos que são positivos, de quem quer construir, de quem quer colocar a cidade e o estado na frente. Derrota dos incompententes de sempre, que só pensam em si mesmos, em destruir, e no fato de que cada vez mais terão sua insignificância exposta.

  10. paulo
    domingo, 19 de agosto de 2012 – 7:46 hs

    Venceu o estado do Paraná. Venceu a cidade de Curitiba. Perdeu apenas, a não tão pequena, ala idiota do coritiba football club, pois não vão ter o que falar, que é só o que eles sabem fazer.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*