A despachante de luxo | Fábio Campana

A despachante de luxo

Ilimar Franco, O Globo

A presidente Dilma está possessa com vários integrantes de seu governo. Alguns se acham mais importantes do que os outros, e isso tem impedido a troca de informações e dificultado uma ação mais coordenada do Executivo. Há casos em que a presidente precisa pegar o telefone e ligar pedindo que um integrante do primeiro escalão do governo receba um colega que foi procurá-lo.

Numa conversa com os presidentes Cristina Kirchner (Argentina) e Hugo Chávez (Venezuela), a presidente Dilma se queixou que estava cansada de ser uma “despachante de luxo”. Explicou que as pessoas não falam umas com as outras sem a sua interferência direta. E contou, a título de exemplo, que um ministro foi falar a seu pedido com um diretor do BNDES. No dia em que deveria ocorrer o encontro, o ministro liga dizendo que não tinha sido autorizado pelo diretor a subir ao andar de seu gabinete no banco. Dilma teve que ligar para o diretor e mandar que ele recebesse o ministro. Chávez reforçou dizendo que em seu governo isso também acontece muito.


12 comentários

  1. Doutor Prolegômeno
    segunda-feira, 6 de agosto de 2012 – 9:59 hs

    Isso é problema dela. Ninguém pediu para ela ser presidente, muito menos quem escolher como auxiliares. Faz parte da remuneração que recebe como a mais importante servidora pública do país. É um ônus da função. Trabalha e não reclama, porque a galinha até agora não conseguiu voar.

  2. HENRY
    segunda-feira, 6 de agosto de 2012 – 10:41 hs

    ISSO É CONFESSAR O (des)GOVERNO QUE TEM ESSE PAÍS CHAMADO “brazil”. AH! E SÃO OS MESMOS QUE APOIAM A CANDIDATURA DO fruet POR AQUI.

  3. Vigilante do Portão
    segunda-feira, 6 de agosto de 2012 – 12:11 hs

    Cadê a GERENTONA?

    O diretor do BNDES não recebeu um Ministro?

    RRRRUUUUAAA!

    Demite o manganão.

    Assim, outros não repetirão a conduta.

    FROUxidão administrativa.

  4. Parreiras Rodrigues
    segunda-feira, 6 de agosto de 2012 – 13:06 hs

    Uma ciclista pilotando uma nau sem rumo…

  5. Cajucy Cajuman
    segunda-feira, 6 de agosto de 2012 – 13:52 hs

    Lamentável que dona Dilma tenha esse tipo de conversa com gente de além fronteiras.

    Como presidente, simplesmente deveria dizer aos seus subalternos de todos os escalões que, caso não estejam satisfeitos que peçam a conta. O país não pode parar por conta de picuinhas e vaidades descabidas.

    Em se repetindo a desobediência, o pé na bunda faz a diferença e deixa os demais antenados…

  6. Osiris Duarte de Curityba
    segunda-feira, 6 de agosto de 2012 – 14:12 hs

    SERÁ QUE NA ADMINISTRAÇÃO FERNANDO HENRIQUE CARDOSO ERA ASSIM ???

  7. José Andrade
    segunda-feira, 6 de agosto de 2012 – 16:16 hs

    Com crise e tudo, o Brasil cresce mais que na era FHC…

    Tá cheio de invejosos por aí…

  8. sergio silvestre
    segunda-feira, 6 de agosto de 2012 – 16:53 hs

    Parreiras pegue um ceifador de feno,vista uma capa preta,e sai assustando quem tem medo de morrer.
    Parece o profeta do apocalipse.

  9. segunda-feira, 6 de agosto de 2012 – 17:02 hs

    E viva a ilha da fantasia e viva Brasilia!

  10. Denir Tomé
    segunda-feira, 6 de agosto de 2012 – 18:28 hs

    Como dizia o Capitão Movimento Isto vai dar …Para quem faliu uma loja de 1.99 não é de estranhar tamanha organização!

  11. luiz
    segunda-feira, 6 de agosto de 2012 – 20:57 hs

    O que que o governo FHC tem a ver com isso, Osíris ?

  12. filosofo/sociologo
    segunda-feira, 6 de agosto de 2012 – 21:23 hs

    ai diretor, queria ser ministro … guenta as ponta ..

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*