Plano de voo, por Miriam Leitão | Fábio Campana

Plano de voo, por
Miriam Leitão

Da Miriam Leitão, O Globo:

A crise internacional não terá solução rápida. Nenhum dos caminhos para o fim da crise, que o mercado comemora de vez em quando, é de execução simples ou de curto prazo. Os Estados Unidos têm mostrado menos dinamismo do que era de se esperar de sua economia nestes cinco anos em que tenta superar a crise. A China tem dado sinais de desaceleração. É com esse pano de fundo que tem que se pensar a estratégia para o Brasil.

A Europa vai demorar alguns anos para sair dessa crise. A alta das bolsas depois da última reunião foi provocada pela decisão de trabalhar pela união bancária e permitir o resgate dos bancos sem passar por endividamento dos Estados nacionais. A primeira decisão levará anos para ser concretizada. A segunda é um escapismo.

Que chance existe de que os bancos espanhóis sejam resgatados com dinheiro coletivo — na maior parte alemão — dos fundos de estabilização, sem que isso aumente a dívida do Estado espanhol? Acreditar nisso é apostar em cirurgia sem anestesia e sem dor. Ou em Papai Noel.

A maioria dos bancos espanhóis precisa ser capitalizada e isso vai significar aumento da dívida e aprofundamento dos seus compromissos fiscais. A economia espanhola não cresce, os ativos das famílias perdem valor com a queda do preço dos imóveis, e o mercado de trabalho não cria empregos, principalmente para os jovens.

Na Itália, o problema bancário é menor, o desemprego é mais baixo, mas a dívida federal é muito maior como proporção do PIB.

A chanceler Angela Merkel tem sido contestada em sua própria coalizão. Como todos viram, recentemente, o governador da Bavária, Horst Seehofer, líder do CSU (Partido Social Cristão) fez fortes e públicas críticas a ela. E com o argumento oposto ao usado contra ela nos outros países da Zona do Euro.


2 comentários

  1. silvajr
    quarta-feira, 11 de julho de 2012 – 0:16 hs

    A Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) dá péssima notícia a grande imprensa brasileira:”Apesar do fraco desempenho do Produto Interno Bruto (PIB, a soma da produção de riquezas) apresentado desde o fim do ano passado, o Brasil é a única grande economia que deverá experimentar recuperação nos próximos meses, de acordo com relatório divulgado ontem.”

  2. sergio silvestre
    quarta-feira, 11 de julho de 2012 – 21:20 hs

    Com que tipo de vassoura.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*