Paraná debate dívida entre Badep e BNDES | Fábio Campana

Paraná debate dívida entre Badep e BNDES

A renegociação da dívida entre o Banco de Desenvolvimento do Paraná (Badep), que está em processo de liquidação, e o Banco Nacional do Desenvolvimento (BNDES) foi tema de audiência na sede do BNDES nesta quarta-feira (18) no Rio de Janeiro. Discutiram o assunto o secretário da Indústria, Comércio e Assuntos do Mercosul Ricardo Barros, o liquidante do Badep Fabio Losso, o presidente do BNDES Luciano Coutinho e Cláudia Prates superintendente da área de crédito do BNDES.


8 comentários

  1. Anônimo
    quarta-feira, 18 de julho de 2012 – 18:09 hs

    O Parana esta falido e se entregara ao gpverno do PT. Richa vai aderir ao PT de cabeca.

  2. Asdrubal
    quarta-feira, 18 de julho de 2012 – 18:47 hs

    Recomendo a leitura de um livro chamado:

    Da Construção ao desmanche: Análise do projeto de desenvolvimento paranaense do Magalhães Filho.

    Este livro aborda a concepção do BADEP desde os tempos do saudoso governador Ney Braga ( esse sim, fez um baita choque de gestão nos anos 60 ) até 1990 quando sofreu intervenção.
    Um certo governador na época, hoje é senador com “pós-graduação em Senado”tentou colher os frutos políticos da desgraça que criou. Pior é que certo cidadão que assumiu o governo no ano seguinte deu aval a esse desmonte do estado.

    O John Kennedy das Araucárias poderia se redimir e se encher de espírito público como foi Ney Braga e retomar a idéia do BADEP, trilhando aquele caminho para o desenvolvimento de nosso estado

  3. palhaço
    quarta-feira, 18 de julho de 2012 – 18:54 hs

    …Todos riem nesta foto ?
    …Tão liquidando o BADEP e riem ?
    …Deve estar bom para todos…

  4. Asdrubal
    quarta-feira, 18 de julho de 2012 – 18:59 hs

    Recomendo a leitura do livro Da Construção ao Desmanche: A análise do projeto de desenvolvimento paranaense do Magalhães Filho.

    Neste livro há todo o processo de formação do BADEP, Desde os anos 50 com o PLADEP, passando pela CODEPAR. Isso só foi possível graças ao grande homem de visão que foi Ney Braga ( esse sim fez um baita choque de gestão no Paraná )

    A modernidade da gestão pública durou até 1990 quando um certo governador na época, hoje senador com pós-graduação em Senado, tentou surfar politicamente com a desgraça que criou com o fim deste banco. Pior é constatar ao ler o livro que o ilustre sucessor do tal governador foi favorável a este desmonte do estado.

  5. carlos rocha
    quinta-feira, 19 de julho de 2012 – 9:46 hs

    Não sei do que esses caras tão rindo será que um deles tá sendo beneficiado.

  6. Camillo
    quinta-feira, 19 de julho de 2012 – 11:29 hs

    Asdrubal! A idéia é justamente a renegociação da dívida do Banco de Desenvolvimento para a retomada do Banco!

  7. Preguiça
    quinta-feira, 19 de julho de 2012 – 23:14 hs

    Preguiça de gente burra. Se o palhaço oficial e o extraoficial que comentaram acima fossem um pouco mais inteligentes, procurariam saber que depois de 20 anos de processo de liquidação, e de pouca vontade politica, finalmente algo esta sendo feito para reduzir a dívida de 1,6 Bi do Badep. Tenho certeza de que muitas novidades boas virão dessa bela vitória!!

  8. Asdrubal
    sexta-feira, 20 de julho de 2012 – 18:29 hs

    Seria interessante descobrir o desenrolar dessa renegociação entre o Paraná e o BNDES.
    Sou como São Tomé, só acredito vendo.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*