Governo já fala em PIB de 2% e adia recuperação para 2013 | Fábio Campana

Governo já fala em PIB
de 2% e adia recuperação para 2013

Da Folha de S. Paulo:

O governo Dilma adiou mais uma vez a previsão de recuperação da economia brasileira e já trabalha com um crescimento neste ano de apenas 2%, menos do que a última projeção oficial do Banco Central, de 2,5%.

Na avaliação de assessores presidenciais, o tombo da indústria em maio mostra que a retomada da economia está demorando mais do que o previsto por conta de endividamento, comprometimento da renda familiar e baixa competitividade da indústria.

Segundo a Folha apurou, o governo espera agora que apenas em junho ou julho a economia comece a dar sinais mais significativos de aquecimento, o que antes era previsto pela equipe econômica para maio. Isso aponta para um crescimento de 2% nas avaliações técnicas. O mercado já trabalha com esse dado.

“Os números da indústria mostram que o crescimento está mais para 2% do que 2,5%”, disse à Folha um assessor presidencial que pediu para não ser identificado, já que publicamente o governo não quer jogar a toalha.

Questionada sobre os dados ruins da produção industrial –que recuou 4,3% em maio, na comparação com 2011–, a presidente Dilma disse: “Vamos virar esse jogo”. Antes, durante discurso de lançamento do Plano de Safra da Agricultura Familiar, afirmou que o governo continuará adotando uma política “extremamente agressiva” de compras governamentais para enfrentar a crise.

A ala mais otimista da equipe presidencial ainda nutre a esperança de o crescimento chegar a 2,5%.

Depois de abandonar a meta de crescimento acima de 4%, o governo chegou a acreditar que era possível crescer em 2012 na casa de 2,7%, mesma taxa do ano passado.

Assessores da presidente destacam, por outro lado, que o fraco desempenho da economia abre espaço para o Banco Central testar níveis mais baixos para a taxa de juros, hoje em 8,5%
ao ano.

Há um mês, o Planalto avaliava que o BC poderia reduzir os juros para algo entre 7,75% ou 7,5% no final de 2012. A nova aposta é que o banco poderá encerrar o ano com juros de 7% ao ano.

Na próxima semana, o Copom (Comitê de Política Monetária) do BC se reúne novamente e deve reduzir os juros para 8%.

Até o final do ano ainda serão realizadas mais três reuniões e técnicos acreditam ser possível mais dois cortes de 0,5 ponto percentual, sem criar pressão inflacionária.

Agora, a ordem da presidente Dilma, segundo assessores, é salvar 2013, adotando medidas para impulsionar os investimentos diante da avaliação de que os números da indústria divulgados ontem, pior resultado desde 2009, indicam que a receita usada na última crise não surte hoje o mesmo efeito.

Ela quer destravar os investimentos públicos e impulsionar os privados para garantir crescimento de 4% no seu terceiro ano de mandato.


13 comentários

  1. Vigilante do Portão
    quinta-feira, 5 de julho de 2012 – 8:28 hs

    Lembro dos pronunciamentos da Dilma e das entrevistas do Mantega, dizendo que a crise não nos afetaria…

    O Brasil estava bem preparado…

    TUDO MENTIRA!

    Estamos PAGANDO pela ineficiencia do governo do PT e pelo proselitismo do governo Lula.

    Fizemos como a “CIGARRA” da fábula, enquanto a formiga trabalhava, a cigarra cantava.

    Não trabalhamos para reduzir o CUSTO BRASIL, não reduzimos a CARGA TRIBUTÁRIA, não melhoramos nossa estrutura viária e portuária.

    Deixamos o Real ficar valorizado, inviabilizando atividades que dependem do Câmbio.

    Vamos pagar caro, muito caro.

  2. Henrique junior
    quinta-feira, 5 de julho de 2012 – 9:47 hs

    Ano passado tive que parcelar meu I.R. em seis vezes, esse ano em oito, estou “quebrado” até o fim do ano.

  3. Pk
    quinta-feira, 5 de julho de 2012 – 10:20 hs

    GLAMOURRR!!!! A DE SE DIZER QUE SER PRESIDENTA E SABER MANDAR É ALGO DE GRANDE CATIGORIA; MAQUIAR-SE PARA A BELEZA QUE TEM A AS NOSSAS MULHERES AINDA MAIS BELAS; MAS NÃO PODEMOS MAQUIAR O GANHO DA POPULAÇÃO EM DIZER QUE O PAIS ESTA COM UM DOS MELHORES RENDIMENTOS; ENTRETANTO NÃO MAQUIAMOS OS NOSSOS IMPOSTOS QUE O GOVERNO ARRECADA E NÃO DEVOLVE COMO FONTE DE DESENVOLVIMENTO; MAS NO MAIS NÃO PODEMOS DEIXAR DE OLHAR NA MAQUIAGEM DE 59% DE ACEITAÇÃO OU APROVAÇÃO DO GOVERNO DE PESQUISA SENDO QUE O PIB COM MAIS DE 59% ABAIXO DO ESPERADO EM CRESCIMENTO ANUNCIADO PELO GOVERNO. O QUE O GOVERNO FAZ É CONTINENCIA COM O CHAPÉU ALHEIO. A DE SE LEMBRAR AINDA QUE O PIB É O REGULADOR DE INVESTIMENTO EM SAÚDE E TAMBÉM NA EDUCAÇÃO, QUE SE QUISEREM CRESCIMENTO MAIOR QUE 5,5% DO PIB TERÃO QUE INVESTIR 8 VEZES O PIB MAIS ALTO QUE O PAIS JÁ TEVE! ENQUANTO ISSO CONTINUAREMOS MASCANDO FREIO!!! CHAMA O TITE!!! DA LHE CORINTIANS…

  4. Doutor Prolegômeno
    quinta-feira, 5 de julho de 2012 – 10:55 hs

    A Manteiga está derretendo. A dupla Dilma-Mantega é mais pé-frio que o Lula. Muito conversê, muito economês e pouco resultado. Até agora, só saiu ganhando a indústria automotiva, com seus intermediários sindicalistas pelego-petistas. Alíás, desde JK a indústria automotiva faz o que quer no Brasil. Adulou os militares, os demagogos e o sindicalismo pelego-corporativista.

  5. Pedro Rocha
    quinta-feira, 5 de julho de 2012 – 10:57 hs

    Esse crescimento pífio não alimenta sequer o aumento da cachorrada vermelha a soldo do erário público, que igual a ratos, multiplica-se diariamente, em progressão geométrica!
    Chamem o farsante lulla, pra “concertar” o milagre dele, pois a gestora da lojinha falida de R$ 1,99 num tá dando conta!

  6. Doutor Prolegômeno
    quinta-feira, 5 de julho de 2012 – 10:57 hs

    Em tempo: PIB significa Produção Indo pro Buraco…

  7. Falando sério
    quinta-feira, 5 de julho de 2012 – 11:20 hs

    É isso… enquanto o povinho pensa em copa do mundo e fica torcendo pro CÚrintia (time do molusco) a nossa economia vai de mau a pior… O bom disso é que os mesmo que gostam do Lula e do CÚrintia.. são os mesmos que estarão desempregados. kkkkk

  8. luiz
    quinta-feira, 5 de julho de 2012 – 11:50 hs

    Va entender, ouço pelo rádio que o mês de junho tem o record histórico de venda de carros!
    Por coincidência eu comprei um carro em 26 de maio, já estamos em julho e ele ainda nem foi produzido e nem tenho a previsão de quando vão me entregar.
    Agora se a crise chegar de verdade será bom, porque parece que no Brasil as mundanças necessárias para atrair investimentos só acontecerão, numa situação de caos.
    FHC não fez, Lula não fez e a Dilma só fará se a casa cair.

  9. Parreiras Rodrigues
    quinta-feira, 5 de julho de 2012 – 13:09 hs

    Luiz: Graças ao Plano Real ( Itamar-FHC ) a coisa não está muito pior.

    Mas a seta do gráfico da economia brasileira nunca vai apontar para o alto enquanto ela, a economia, se basear em bolsas, arreganhamento do crédito e incentivo ao consumo que gera sim, uma euforia entre as famílias menos aquinhoadas.

    O desenvolvimento seguro e constante só é assegurado em cima de políticcas voltadas à Saúde, à Educação, à Segurança e à Infraestrutura.

    O resto é “pão e circo”. E a prática do petismo é inspirada por Lenin.

  10. Kamun Dongo
    quinta-feira, 5 de julho de 2012 – 13:50 hs

    Se eu entendi o infográfico acima, se o o PIB cair , o Ratinho pega as trouxas e vai embora. É isso?
    Caia PIB, Caia!!!!

  11. Helena
    quinta-feira, 5 de julho de 2012 – 14:18 hs

    O amigo Falando Sério, a pelegada que vota e trabalha para o petê, são funcionarios públicos, e tem estabilidade no trabalho, e somos nós da iniciativa privada é que vamos pagar os salários da “máquina” pública inchadésimaaa… e os pobres do bolsa família terão que roubar ou morrer de fome…
    VALHA-NOS, DEUS!!!

  12. Deutsch
    quinta-feira, 5 de julho de 2012 – 21:30 hs

    Luiz, tão te enrolando, pois tem carro sobrando nos pa´tios das montadoras. E sobre o pífio PIB…bom, todo mundo já sabia, mas a dilma continua com as mesmas mentiras do lula, só pra enganar os idiotas que neles votam,e o pior é que os idiotas acreditam.
    Esperem só o final de ano pra ver o tamanho da merda que o Brasil do pt vai estar metido, e nós pagando a conta da mal versação do dinheiro público.

  13. Pedro Rocha
    sexta-feira, 6 de julho de 2012 – 12:13 hs

    Ja, ja, Herr Deutsch! – O único problema é que, com o petê, não é malversação de dinheiro público! – Esse termo é muito bonito; muito polido!
    Com a petezada, é roubo memo, mano! Na cara dura; na mão grande! Se precisar, usam o cano…

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*