Escrivão da PF é encontrado morto em área nobre do DF | Fábio Campana

Escrivão da PF é encontrado morto em área nobre do DF

De O Estado de S.Paulo:

Um escrivão da Polícia Federal que trabalhava com agente Wilton Tapajós, assassinado na última terça-feira, foi encontrado morto no Conjunto 3 do Jardim Botânico, área nobre do Distrito Federal, por volta das 17h desta quinta-feira, 19. As informações são do Correio Braziliense. Por enquanto, a tese usada pela polícia é de suicídio.

O agente Wilson Tapajós foi assassinado a tiros no cemitério de Brasília nesta segunda-feira, 16. Ele atuou na linha de frente das investigações que desarticularam a máfia que explorava caça-níqueis e jogos de azar em Goiás. Coube a Tapajós acompanhar ações de Lenine Araújo de Souza, um dos principais auxiliares do contraventor Carlinhos Cachoeira, e também de policiais militares e civis, que faziam parte da organização criminosa desmantelada pela Operação Monte Carlo.

A Polícia Federal, que participa das investigações com a Polícia Civil e prepara-se para assumir totalmente o inquérito, trabalha com a hipótese de que o crime seria vingança de membros da quadrilha, ou queima de arquivo.


9 comentários

  1. Marcelo Queiro
    quinta-feira, 19 de julho de 2012 – 22:35 hs

    Já começaram as execuções… o cachoeira é eficiente hein…

  2. Ocimar
    sexta-feira, 20 de julho de 2012 – 9:11 hs

    É,O PESSOAL QUE MANDOU EXECUTAR O CELSO DANIEL NÃ BRINCA EM SERVIÇO,FORA CORRÚ–PT–OS.

  3. JR
    sexta-feira, 20 de julho de 2012 – 10:01 hs

    Essa bandidagem age desta forma mesmo, matam dois ou três para amedrontar o restante da galera. Podem ter certeza que a turma da CPI depois dessas duas mortes, vai pensar duas vezes para punir o Chefão do crime organizado.

    As mortes deixam claro o quanto é ineficiente o nosso sistema judiciário, e como os bandidos de verdade agem no país, é só ver quantas pessoas ligas a justiça são mortas. Matar policial virou moda e a bandidagem adora isso, pois mostram assim o seu poder e amedrontam quem poderia combater o mau.

    Não vejo o dia em que mudem o rumo das execuções e comecem a matar políticos do alto escalão, talvez assim as leis possam ser revistas, as penas fiquem mais pesadas e a justiça comece a agir da forma como deveria.

  4. Helena
    sexta-feira, 20 de julho de 2012 – 11:09 hs

    Parece até que a história do Celso Daniel de Sto. André está sendo repetida – queima de arquivo

  5. Do Interiorrrrrr...
    sexta-feira, 20 de julho de 2012 – 11:41 hs

    A tá, suicício.. é de rir…..

  6. Procopense
    sexta-feira, 20 de julho de 2012 – 13:08 hs

    Celso Daniel, PC Farias, aquele Prefeito de Campinas e outros mais. Agora, esse suicído do Escrivão Federal. Se antes, já não ia dar em nada essa CPI do Cachoeira, imagina agora.

  7. Pedro Rocha
    sexta-feira, 20 de julho de 2012 – 18:36 hs

    É bom esse povo enfiar na cabeça que estamos lidando com bandidos, e bandidos perigosos.
    Eles não hesitarão em buscar seus objetivos, seja lá a qual preço for.
    Esse povo é oriundo do sindicalismo mais perigoso do mundo; o brasileiro; e as regras para eles são as mesmas dos tempos que andavam lá pelos sindicatos com cinco ou seis capangas a tiracolo!

  8. Cajucy Cajuman
    sexta-feira, 20 de julho de 2012 – 19:24 hs

    É uma vergonha. Tem que colocar esses figurões da corrupção na cadeia. É preciso punir os grandes, os mandantes e depois pegar os bagrinhos…

  9. Filet Mignon
    sábado, 21 de julho de 2012 – 16:09 hs

    a JUSTIÇA brasileira está dando sorte para o azar. Amanhão, será mais um juiz encontrado morto, um ministro, um procurador da Justica… Você raramente vai ver um deputado encontrado morto ou um senador! Não se esqueças que estes estão resguardados pelos DIREITOS HUMANOS (KKKK)

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*