Documentos revelam gastos suspeitos com publicidade na Câmara | Fábio Campana

Documentos revelam gastos suspeitos com publicidade na Câmara

Da Gazeta do Povo:

Agências contratadas não tinham empregados e não funcionavam nos endereços registrados na Junta Comercial, na época do contrato de licitação da Câmara, de 2006 a 2011,

Novos documentos a que a Gazeta do Povo e a RPC TV tiveram acesso levantam indícios de que quatro empresas foram usadas para receber quase R$ 1,3 milhão em recursos da licitação da Câmara de Vereadores de Curitiba.

Os donos de três agências negam que tenham prestado serviço e recebido recursos do legislativo municipal. No centro desse novo esquema está o contador Luis Francisco Rodrigues que tem ligação com as quatro empresas: a Signon Comunicação e Marketing, Nani Matias Publicidade, Palavras, Palavras Comunicação e Munhoz e Linhares.

Os documentos obtidos pela reportagem mostram que é a letra de Rodrigues que aparece nas notas fiscais das quatro empresas. As agências não tinham empregados e não funcionavam nos endereços registrados na Junta Comercial, na época do contrato de licitação da Câmara, de 2006 a 2011.

O pagamento de quase R$ 1,3 milhão foi feito pela empresa Visão Publicidade, que juntamente com a Oficina da Notícia, venceu a licitação para administrar a verba de R$ 34 milhões de publicidade do Legislativo municipal.

A licitação está sendo investigada pelo Ministério Público e pelo Tribunal de Contas do Estado (TC) que comprovaram irregularidades, como o direcionamento do certame para a Oficina da Notícia, empresa que pertence a jornalista Cláudia Queiroz, ex-mulher de João Cláudio Derosso (sem partido, ex-PSDB). Derosso deixou a presidência da Casa e perdeu o mandato de vereador por decisão do Tribunal Regional Eleitoral por causa das denúncias na licitação de publicidade.


10 comentários

  1. Osiris Duarte de Curityba
    terça-feira, 10 de julho de 2012 – 2:06 hs

    Documentos revelam gastos suspeitos com publicidade na Câmara ??? Não acredito ….

  2. ELEIÇÃO 2012
    terça-feira, 10 de julho de 2012 – 8:22 hs

    Se continuar assim até o guardador de carros alí da frente vai cai!

  3. Pedro Rocha
    terça-feira, 10 de julho de 2012 – 10:05 hs

    É por essas e por outras que esses políticos “investem” numa eleição, o equivalente a 70 anos de salário, SE FOREM ELEITOS!
    Pior é que ninguém vê; e quem vê, nada faz!

  4. BERNARDO REIS
    terça-feira, 10 de julho de 2012 – 11:22 hs

    Mas é claro que estão desviando dinheiro. O povo paga por isso. é do nosso bolso que sai. mas ainda bem que descobriram isso, poderíam descobrir mais coisas ainda até as eleições pro ducci se ferrar de vez.

  5. Nani
    terça-feira, 10 de julho de 2012 – 13:29 hs

    isso já era de se esperar mesmo!! que vergonha

  6. Mauricio
    terça-feira, 10 de julho de 2012 – 14:26 hs

    CADEIA!! PAREDÂO!! Somos trouxas por ter eleito essa corja de bandidos…. trouxas que somos e eles riem de nós. VOCE NÂO CANSA??

  7. Ana Paula
    terça-feira, 10 de julho de 2012 – 15:30 hs

    Que venham as denúncias e principalmente as condenações porque pra gente hoje é o dia da pizza, mas pra esses políticos parece que todo dia é.

  8. terça-feira, 10 de julho de 2012 – 16:33 hs

    A Visão publicidade e a Oficina de Noticias recebiam uma relação de serviços a serem pagos, com comprovantes. Essa orientação vinha da direção da Câmara dos Vereadores.

  9. EWERTON RODRIGUES DEOLIVEIRA
    terça-feira, 10 de julho de 2012 – 19:28 hs

    a camara municipal deveria ser fechada e vereador nenhum deveria ter salario, como cópia de países avançados, todos são nomeados para defender a população da area de abrangência, em situações de legislações, tributos e fiscalização de gastos publicos, mas nenhum faz isto, todos cuidam de suas imobilarias, seus redutos de feiras, seus imoveis,taxis etc… não dando a minima para os imbecis que os colocaram lá…tá na hora de mudar, colocar pessoas que sejam coerente e sem envolvimentos com o baixo clero, destinar estas pessoas para a nossa defesa e não a nossa submissão….

  10. Pedro Rocha
    quarta-feira, 11 de julho de 2012 – 11:24 hs

    Caro Adalberto Gelbecke;
    Aplaudindo seu gesto ao assinar um comentário num assunto tão delicado no momento, esclareça-nos por favor: A Visão e a Oficina administravam todo o orçamento publicitário da Câmara?, ou seja, recebiam o bolo e a partir daí, promoviam TODOS os pagamentos, inclusive para SERVIÇOS e ou VEICULAÇÃO, não necessáriamente contratados por vocês, bastando ao bonitão constar da relação recebida, e apresentar uma nota fiscal correspondente? –

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*