Ratinho Jr leva projeto de energia limpa a Rio+20 | Fábio Campana

Ratinho Jr leva projeto de energia limpa a Rio+20

O deputado federal Ratinho Junior, do PSC, participa da Rio+20, na próxima semana, no Rio de Janeiro. Ele vai levar para a Conferência o seu Projeto de Lei 4063/2012, já apresentado na Câmara Federal. Trata-se do PROELIMP – Programa de Incentivo à Produção e Distribuição de Energia Limpa. O objetivo é ampliar a produção, distribuição e utilização de energia gerada a partir de fonte solar, eólica, das marés, da biomassa, dos biocombustíveis e de outros fontes que vierem a ser criadas. “É urgente aumentar a proporção de energia limpa na matriz energética brasileira, pois o Brasil conta com um potencial imenso, condições climáticas e disponibilidade de terras e recursos como em nenhum outro País”, defende.

De acordo com a Agência Internacional de Energia (AIE), os investimentos globais em energia limpa precisam dobrar até 2020 para que as metas relacionadas às mudanças climáticas sejam cumpridas. Para Ratinho Junior, “esta avaliação compele governos e sociedade a se engajarem de forma obstinada à geração e utilização de energia limpa. E não há maneira de incrementar essa modalidade de energia sem aplicação de maiores volumes de recursos financeiros e novas tecnologias”. Para o deputado, a enorme dependência em combustíveis fósseis cria um sério obstáculo ao crescimento econômico estável e, ainda, representa grande ameaça à segurança energética e ao bem estar global. “Temos de refletir e mudar esta realidade”, argumenta.

O texto do PROELIMP propõe incentivos fiscais, isenção ou redução de tributos, e financiamentos com taxas diferenciadas, conforme regulamentação em Lei específica e, ainda, à pesquisa relativa ao desenvolvimento da energia limpa, com a criação e estruturação de centros de estudos e de divulgação em todos os Estados. E para garantir essas ações, o Poder Executivo deverá implantar um Fundo com recursos governamentais federais e obtidos em parceria com as esferas estadual e municipal e a iniciativa privada. Ratinho Junior reconhece que o Brasil ainda sofre com a falta de tecnologia adequada à exploração da energia limpa em sua plenitude. No entanto, ele aposta no PROELIMP como o ponto de inflexão na produção de energia limpa no País. “O Programa certamente abrirá os caminhos necessários à conscientização da necessidade ampliar a oferta desse tipo de energia, além de tornar viáveis economicamente os projetos que hoje apresentam desvantagens em relação às energias não-renováveis”, enfatiza.

O Projeto de Lei 4063/2012 já tramita na Câmara Federal para apreciação e votação. Transformado em lei, entrará em vigor 180 dias após a data da sua publicação.


11 comentários

  1. garça do tatu
    quinta-feira, 14 de junho de 2012 – 15:49 hs

    porque o nobre deputado não fica em Brasilia para aprovar a Lei da ficha Limpa, ontem ,aonde estava na hoara da votação,ou foi tirado da pauta por falta de deputados no plenario, Fabio faça uma materia sobre este tema amanha,obrigado.

  2. Alvaro
    quinta-feira, 14 de junho de 2012 – 16:19 hs

    Faz parte do futuro de CURITIBA e do PARANÁ o deputado, firme e competente

  3. Zangado
    quinta-feira, 14 de junho de 2012 – 16:20 hs

    É uma boa, do dep Ratinho Jr.
    No Brasil, principalmente, às vésperas de eleições, quanto maior visibilidade melhor.
    E este mes é mes de festas juninas, daqui a pouco, estarão todos nas suas “bases” …
    Aí quem vai decidir prioridades ?
    São Pedro, Santo antonio e São João …

  4. juca
    quinta-feira, 14 de junho de 2012 – 18:00 hs

    e verdade em brasilia ou aqui no parana , ou ele e deputado do rio de janeiro e nao sabemos? marquem bem este nome, e começemos a armar nossas ratoeiras,,,,,,,,,,

  5. Alessandro
    quinta-feira, 14 de junho de 2012 – 18:48 hs

    Na minha singela e rasa opinião, esse Ratinho Jr. não tem personalidade nenhuma.
    “Suas” idéias partem, em geral, de um nicho ideológico realmente execrável (mudanças climáticas, desarmamento, etc).
    Se ele procurasse especialistas dos dois temas citados, por exemplo, veria o quão equivocado está.
    Pior pra segurança pública, para o desenvolvimento e para economia. Em suma, pro povo.

  6. José Andrade
    quinta-feira, 14 de junho de 2012 – 19:55 hs

    Ué, ele votou pelo desmatamento, agora vai na convenção?

    É um biruta de aeroporto, aloco…

  7. Max
    quinta-feira, 14 de junho de 2012 – 21:11 hs

    Avisem o ratinho que para mentir tem que ter memória boa.
    Até ontem ele era a favor do desmatamento e agora faz campanha em cima da sustabilidade
    Ou é bobo ou quer fazer alguém de bobo ?

  8. HELOIM
    quinta-feira, 14 de junho de 2012 – 21:59 hs

    Uma coisa e uma coisa e outra coisa e outra coisas pó !!!
    Hehehehe ou eu sou muito burro ou tem muita gente bitolada nesse blog , pois um projeto nada tem haver com outro, o tal projeto de desarmamento e o maior erro, e o projeto por alternativas de produção de energia limpa e renovável isso e um bom tema e inteligente.
    Etá funcionários criticar e bom mais pelo menos pensem antes de tecer comentários digamos sem embasamento técnico

  9. Roberto
    sexta-feira, 15 de junho de 2012 – 8:49 hs

    Mais uma vez o nobre deputado mostra a que veio, parabéns pela iniciativa. Mais uma Vitória do povo do Paraná!!!

  10. Alessandro
    sexta-feira, 15 de junho de 2012 – 16:01 hs

    Heloim:
    Primeiro que não falei em nenhum momento na relação entre desarmamento e mudanças climáticas, mas que o deputado “se preocupa” com mudanças climáticas e desarmamento.

    Agora, embasamento técnico: sobre as “mudanças climáticas”, veja os estudos dos climatologistas Luiz Carlos Molion (representante dos países da América do Sul na Comissão de Climatologia da Organização Meteorológica Mundial) e Dr. Ricardo Augusto Felício (pesquisador em Climatologia Antártica e Variabilidade Climática).
    Sobre desarmamento, sugiro os estudos e considerações de Bené Barbosa, presidente da organização não governamental Movimento Viva Brasil.
    Foram só considerações sobre temas que, apesar de não ter nada entre si, indicam que o deputado abraçou o pacote ideológico ignorante da esquerda tagarela.
    Péssimo sinal. Na minha reles opinião, dos principais pretendentes, esse é o candidato mais despreparado pra Prefeito de Curitiba.

  11. Márcia
    domingo, 17 de junho de 2012 – 16:19 hs

    Quanta gente equivocada!!!! Ele nunca foi a favor do desmatamento…. quem fala isso não leu na íntegra o novo Código Florestal…. ahhhhhhhhh parem de achar defeitos no Ratinho Junior gente!!!! NINGUÉM SEGURA ESSE MENINO!!! ELE SERÁ PREFEITO DE CURITIBA, JÁ EM 1º DE JANEIRO DE 2013 TOMARÁ POSSE!!!!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*