Greca propõe resistência cultural à privatização de espaços públicos | Fábio Campana

Greca propõe resistência cultural à privatização de espaços públicos

Cerca de 300 artistas, ativistas culturais, militantes sociais e políticos, participaram, neste sábado, dia 2, do abraço simbólico à Pedreira Paulo Leminski, em Curitiba. O ato, organizado pelo ex-ministro do Esporte e Turismo, Rafael Greca (PMDB-PR) chamou a atenção da população sobre a concessão à iniciativa privada da administração da Pedreira e de outros espaços públicos da capital paranaense, motivada pela Prefeitura de Curitiba.

“O protesto foi um movimento de resistência cultural da cidade contra o ‘leilão’ e a terceirização que a administração municipal quer fazer com os espaços democráticos de Curitiba, como a Pedreira Paulo Leminski, a Ópera de Arame e os nossos parques, que pertencem ao povo curitibano”, ressaltou Greca.

Repúdio

O produtor cultural Gehad Hajar apoiou a iniciativa organizada por Greca. “Existe um princípio de delegabilidade, em que o poder público não pode delegar funções e prioridades de gestão para terceiros. Isso (terceirização) está errado quanto aos nossos espaços democráticos”, frisou.

Do mesmo pensamento compartilha a corretora de imóveis e advogada Leoni Schmitt. Ela diz ser contrária à privatização das áreas públicas à iniciativa privada: “Esse processo todo segue em detrimento à vontade do povo”, disse.

Ações efetivas

O movimento liderado por Greca, pré-candidato pelo PMDB, às eleições municipais, em 7 de outubro, soma-se a outras duas ações importantes empreendidas em defesa do patrimônio. A primeira foi o mandato de segurança ajuizado por Greca contra os atos da Prefeitura de Curitiba, que visam “terceirizar” a gestão da Pedreira, da Ópera de Arame e do Parque Náutico.

O outro ato foi simbólico. Para representar a indignação e demonstrar respeito dos moradores de Curitiba e Região Metropolitana pelos espaços públicos, Greca mandou confeccionar 500 máscaras com a imagem do patrono curitibano Paulo Leminski. As máscaras foram distribuídas no protesto simbolizando a luta social contra a tentativa da Prefeitura de Curitiba de terceirizar espaços públicos.

Identidade cultural

No discurso, Greca destacou a identidade cultural dos espaços públicos com a população Curitibana. Ressaltou ainda a importância da Prefeitura Municipal, preservar o patrimônio público, construído com a ajuda e a contribuição de todos os cidadãos.

“O prefeito de uma cidade precisa saber cuidar, zelar pelo patrimônio dos cidadãos, pois seu papel é ser um gestor público e não um comerciantes de bens sociais”, disse. E completou: “Quem ama, faz, conserva, cuida,trabalha para manter, não entrega. Depois transmite por herança aos que vão nascer”.

Greca reforçou ainda a necessidade de manter os espaços democráticos sob o domínio do povo. “Nossa Pedreira Paulo Leminski, Nossa Ópera, Nossos Parques, são espaços democráticos, entregues a todo povo. Não podem ter empresa privada por mandante e posseira”.

Crítica pertinente

No ato, o ex-deputado estadual fez ainda duras críticas à postura do atual prefeito de Curitiba. Luciano Ducci (PSB) quanto à terceirização de locais públicos. “Contra isto nos insurgimos, contra isto nos mobilizamos, contra isto dizemos: Para, Ducci! Basta, Ducci! Quer privatizar? Privatize você a sua biografia. Deixe a Prefeitura de Curitiba para servir a todos, para trabalhar para todos, deixa-a para quem tem vocação de serviço público.

O músico e interprete Grabriel Deluca concorda com a opinião de Rafael Greca. Para ele, a privatização dos espaços públicos em Curitiba representa “uma total regressão da cultura e da vida social”. Deluca acredita ainda que a capital paranaense caminha no contrafluxo do circuito artístico e distante do polo cultural do país. “Ainda mais terceirizando os espaços culturais, vamos excluir totalmente a cidade do circuito nacional”, disse. E complementou. “Vejo que o Rafael Greca é o único político e líder popular que pode falar com propriedade sobre o respeito às áreas públicas da nossa capital”.

Assim pena Pedro Vieiro, consultor de vendas e pré-candidato a vereador pelo PMDB, na região do Capão Raso. Ele analisa que Curitiba perderá características bastante particulares ao repassar os espaços públicos para a iniciativa privada. “Curitiba é conhecida por ser uma capital com grandes e belas áreas públicas destinadas a atender a população. Agora, com a terceirização, esses espaços não serão mais livres, mas locais reservados para quem pagar. Isso descaracterizará nossa cidade”, salientou.


22 comentários

  1. Filet Mignon
    sábado, 2 de junho de 2012 – 18:55 hs

    Será proibido a terceirização de espaços públicos… Pois bem. Quem ficará responsável pela construção de uma nau especial para garantir que ela não vá à pique???

  2. Sandro
    sábado, 2 de junho de 2012 – 19:09 hs

    Senhor…como fala besteira esse Greca..alías deixem tudo na mão dele, que vai acontecer como o galeão dos 500 anos…nunca vai terminar….

  3. JUSTICEIRO
    sábado, 2 de junho de 2012 – 19:21 hs

    NÃO ESTÁ EXISTINDO PRIVATIZAÇÃO – Privatização é a venda de qualquer patrimônio público. No caso dos espaços públicos trata-se, apenas de concessão para empresas privadas de espaços públicos que continuarão públicos e que poderão administrar muito melhor do que a Prefeitura, sem custos, proporcionando renda e sob a fiscalização da Prefeitura. Existe muita gente temendo perder suas “boquinhas”., além de políticos canditados querendo desmerecer o atual prefeito com fins eleitoeiros, A economia gerada com a terceirização poderão destinadas a postos de saúde e outros. Um bom negócio.

  4. Osiris Duarte de Curityba
    sábado, 2 de junho de 2012 – 21:15 hs

    Dia após dia, o Greca, vai faturando o seu IBOP, e os outros ficam se degladiando …

  5. boy
    sábado, 2 de junho de 2012 – 21:28 hs

    Greca, o paladino do patrimonio público.
    É um tremendo gozador.
    Vice de Ducci ou vice de Ratinho, vc decide Requião.

  6. sábado, 2 de junho de 2012 – 22:36 hs

    Hoje pela manhã ouvi uma grande besteira, qual seja: “A Pedreira tem que ser privatizada, pois se isso não acontecer, a PMCtba vai aumentar os impostos de todos os Curitibanos para ter receita destinada à conservação dos espaços públicos” Esse argumento na minha opinião é muito infeliz, quando sabemos que a URBS é um festival de desocupados, verdadeiros parasitas isto para não mencionar o que acontece na Câmara Municipal.Cidadânia é outra coisa. É cobrar do Prefeito, de vereadores outras opções. É exigir, acompanhar onde e como são aplicados os impostos. Como curiosidade, no Parque Barigui, onde será construido um novo pavilhão, a Prefeitura cedeu direito de exploração por 25 anos a J.Malucelli e Grupo Positivo. Valor cobrado pela Prefeitura..R$ 500.000,00. Isso dividido por 300 meses (25 anos)..= R$ 1.666,00/mensal..Mesmo que o investimento seja feito pelas empresas particulares, será que o valor não é insignificante????

  7. fabio
    sábado, 2 de junho de 2012 – 23:53 hs

    que feio não tinha ninguem.

  8. sergio silvestre
    domingo, 3 de junho de 2012 – 11:31 hs

    Acho o GRECA o mais preparado para ser prefeito..
    Ejá leva vantagem nas aparições com a multidão.
    Como ocupa muito espaço,da se a impresão que onde tem cem
    pessoas,dobra prá duzentas com o greca no meio,tal a sua densidade corporal.
    Brincadeira Greca,se fosse eleitor em curitiba votaria em voce,mas o curitibano devagar esra mudando seus conceitos de curral de um só
    partido.
    Uma mudancinha ai,vai botar o cabelo em pé de quem acha que é dono de curitiba.

  9. Marisa Monte
    domingo, 3 de junho de 2012 – 12:05 hs

    Greca é o melhor, entre eles, os pré canditatos.

  10. Marcio
    domingo, 3 de junho de 2012 – 12:06 hs

    Hipocrisia gigante nos comentários de gente que não está nem aí para o que fazem com a cidade, não passam de paus-mandados de politiqueiros que usam Curitiba como trampolim para o Governo Estadual. SUMAM TODOS junto com Ducci e companhia. Meu voto agora é do Greca, o único que sabe falar a língua Curitibanês.

  11. Zeca chaves
    domingo, 3 de junho de 2012 – 12:53 hs

    Tem um coxa no meio. Isso nunca dará certo!

  12. NEA
    domingo, 3 de junho de 2012 – 14:16 hs

    Não acredito que Rafael Greca tenha sido um excelente prefeito, porém foi o melhor prefeito de Curitiba nos últimos 20 anos, foi o criador dos programas: mãe curitibana, farol do saber, ruas da cidadania. Em seu governo os postos de saúde não eram o caos atual, o transporte coletivo tinha qualidade, isso sem contar a sua inteligência privilegiada. Greca é um candidato com conteúdo, bem diferente da concorrência.
    Se for acusado de se bandear para o lado do senador Requião,
    Ducci estava de mãos dadas com Derosso, pleiteou o apoio do PMDB através de Doático e Romanelli (hoje secretário de Beto Richa).
    Fruet está atrás do tempo de televisão do PT.
    Quem não têm pecado que atire a primeira pedra.

  13. Peter Bad Hazar Thess
    domingo, 3 de junho de 2012 – 15:14 hs

    Tinha ninguém o car…*, Fábião. O homem conseguiu reunir todo o seu eleitorado.

  14. Flávius
    domingo, 3 de junho de 2012 – 15:24 hs

    Greca, vai pra casa!

  15. Lee
    domingo, 3 de junho de 2012 – 15:43 hs

    Fiasco.
    Tinha menos gente que reunião de condomínio.
    Acho que vai ter menos votos que o glorioso reitor.
    Se bem que não será o fim da carrira política, pois o Greca ainda tem muita gorduara pra queimar.

  16. Thiago Medeiros
    domingo, 3 de junho de 2012 – 21:30 hs

    Quem te viu, quem te vê, hein, Greca?

  17. Antonio Gouda Barilla
    domingo, 3 de junho de 2012 – 22:54 hs

    O Rafael Greca esta com a corda toda. Logo logo vai se enforcar, mas, antes ele vai ter que contar qual é o segredo do milagra que ocorreu na foto acima. Como pode a sua esposa estar tão mais jovem hoje doque ontem ? fazia tempo que não a via e ela ficou muito bem de calça jeans e camisa verde. Qual é o milagre Rafael ?

  18. Welinton Camargo
    segunda-feira, 4 de junho de 2012 – 4:21 hs

    GRECA É PIADA!!!

  19. Daniel
    segunda-feira, 4 de junho de 2012 – 8:47 hs

    Olha como são as coisas, nada com os acima do peso, os gordinho, agora um cara que foi ministro do esporte, ser do tamanho que é o Greca é no mínimo curioso. Esporte é saúde, esporte é atividade física. Me diga como que alguém chega em uma academia e vai querer aulas com um professor gordinho, todavia, como um ministro do esporte pode ser assim??? Realmente vemos que esse ai, somente ocupou o cargo que ocupou por politicagem, quem o elegeu prefeito ou ele elegeu-se por méritos??? Pois é se fizermos uma preve análise veremos que qualidades, capacidade e competência, esse ai não tem é nada!

  20. Luciano
    segunda-feira, 4 de junho de 2012 – 9:11 hs

    Tem que privatizar…melhor que ficar com os espaços fechados…

  21. X-9
    segunda-feira, 4 de junho de 2012 – 9:49 hs

    A VERDADE NUA E CRUA…
    – FÁBIO, HÁ DE REVER ESSES NÚMEROS, NA VERDADE TINHA 120 (CENTO E VINTE) PESSOAS NO LOCAL.

  22. Pedro Rocha
    segunda-feira, 4 de junho de 2012 – 10:53 hs

    É bom o Greca também pedir explicações ao prefeitico sem voz e sem votos, sobre a privatiação do Parque Barigui!
    Aquilo lá foi um crime de lesa pátria!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*