Ducci contesta Veja e confirma candidatura | Fábio Campana

Ducci contesta Veja e confirma candidatura

Em entrevista a Gazeta do Povo nesta segunda-feira, 18, o prefeito de Curitiba, Luciano Ducci (PSB), desmentiu a revista Veja e disse que os bens declarados e heranças foram recebidas por Marry Dal Prá Ducci, com quem é casado desde 1983.

Ducci assumiu, publicamente, que vai concorrer à prefeitura e que considera que a campanha começou. “Agora sou mais candidato do que nunca”, disse Ducci a repórter Taiana Bubniak. Leia a seguir a íntegra da entrevista.

Como o senhor avalia as informações publicadas pela revista Veja?
Luciano Ducci –
Acredito que eles receberam um dossiê falso e nem foram checar de forma adequada as informações. A matéria começa dizendo que eu moro em uma cobertura, mas moro no quinto andar de um bom prédio. Além disso, falaram que de 2010 para cá eu teria incorporado patrimônio de R$ 30 milhões. Isso é absurdo, parece que eu roubei R$ 30 milhões da prefeitura. Tudo que a família tem é oriundo de uma história antiga. Sou casado com a Marry [Dal Prá Ducci] há quase 30 anos. A família dela tem tradição no Noroeste do Paraná, tanto na área da agricultura, como na pecuária. A matéria diz que há duas fazendas no nome da família, mas são cinco. Desses bens, alguns meu sogro adquiriu e, com o tempo, passou para o nome das filhas. Ele morreu em 2003, mas as fazendas estão no nome da Marry desde o final da década de 1990 e está tudo declarado no Imposto de Renda. A fazenda Roda Viva, que é citada, foi adquirida pelo meu sogro em janeiro de 1990. Numa composição familiar, ela passou para o nome da minha esposa. É uma fazenda boa, de referência no Mato Grosso. Em 2010, metade da fazenda foi arrendada para plantação de soja. Além disso, vendemos mais de mil cabeças de gado para comprar outra área, que está sendo paga. Mesmo com essas mudanças, não existe patrimônio de R$ 30 milhões.

E sobre a mudança de CNPJ da sua clínica, citada na reportagem?
Luciano Ducci – Com a nossa dedicação pela vida pública, em 2005 nossa clínica ficou inativa e por isso fizemos uma mudança de CNPJ. Como a marca da fazenda Roda Viva é forte, pegamos o mesmo CNPJ e mudamos o nome fantasia. Foi para facilitar, mas não para encobrir nada.

O senhor, publicamente, ainda não assumiu ser candidato à reeleição. Qual é seu projeto político?

Luciano Ducci – Agora eu sou supercandidato. Mais do que nunca. Sábado para mim, começou a campanha de verdade [com a publicação da matéria na Veja]. Até então eu estava preocupado com outras coisas da prefeitura. Mas ontem eu falei: ‘acabou, agora é campanha e infelizmente está começando da pior maneira possível. Com dossiê falso, com agressões pessoais’. Pensava que lá no meio da campanha, se estivesse na frente, usassem esse tipo de coisa para desconstruir minha imagem, por exemplo. Mas num momento pré-eleitoral? Essa história serve para gerar folhetos apócrifos, fazer cópia e distribui nos terminais de ônibus.

Como o senhor espera que seja a campanha eleitoral?
Luciano Ducci –
Quando tiver debate sobre a cidade, sobre o que está sendo feito, tenho segurança total de discutir projetos para Curitiba. Vou participar de todos os debates para os quais eu for convidado, desde que as regras tenham objetivo de mostrar conhecimento sobre a cidade. Nada de perguntas formuladas por assessores. Quero disputar a eleição com conhecimento da cidade, com propostas.

E como ficam as defi­­ni­­­­ções, sobre o nome do vice da chapa e descompatibilização?

Luciano Ducci – Eu vou me empenhar na campanha. Não posso me descompatibilizar porque não tenho um vice. Vou continuar como prefeito. Minha campanha vai ser mais difícil, somente fora do horário de expediente. Acredito que as pessoas vão me conhecer melhor. Hoje elas até sabem quem é o prefeito, mas não conhecem bem quem eu sou. Agora é hora de mostrar isso e também um dos nossos desafios do plano de governo, que é acabar com a pobreza em Curitiba. Com relação ao vice, ainda não temos nada definido. A maior coligação vai ser a nossa e teremos perto de 10 minutos de televisão, que é um bom tempo para falar sobre os projetos.


22 comentários

  1. OSSOBUCO
    segunda-feira, 18 de junho de 2012 – 10:53 hs

    Ducci já era bem antes dessa reportagem da revistinha dos reaças curitibocas. por mim, eu preferia explicações sobre a festa das empreiteiras sobre as nossas áreas verdes e a pouca vergonha do dinheiro publico dado ao Atlético

  2. CLOVIS PENA -
    segunda-feira, 18 de junho de 2012 – 11:15 hs

    É um caso digno de destaque a pessoa ser dona de uma fortuna diversificada em várias propriedades e fazendas, que exigem atenção permanente e renunciar a cuidar do dote, para bater ponto na prefeitura, incomodar-se com terceiros e ainda desenvolver um relevante trabalho na área social.
    Realmente uma demonstração de altruísmo e de grande desprendimento.

  3. João Ninguém
    segunda-feira, 18 de junho de 2012 – 11:22 hs

    Será que ninguém percebeu o que está acontecendo? Essa matéria da veja tá mais com cara de produzida pelo grupo do próprio acusado! Aliás, o cara já tinha a nota de esclarecimento pronta antes da circulação da revista! Resultado: ganhou as “capas de jornais” pelos próximos 15 dias (da onde estava sumido há muito tempo), e no fim, vai conseguir provar a origem do dinheiro e ainda bancar o perseguido pela “grande imprensa” para poder dizer que é injustiçado! Política de baixo calão hein?!?

  4. tadeu rocha
    segunda-feira, 18 de junho de 2012 – 11:23 hs

    revista veja,eu nao compro essa revista, ja por isso, veja coloque como esta , em sua revista e voces vao vender bastante curitiba, obras , iluminaçao, ruas, isso é muito feio

  5. segunda-feira, 18 de junho de 2012 – 11:25 hs

    A família Dal Pra de fato é muito rica, la na região de Paranavaí, só o que prefeito precisa explicar é fato do capataz da fazenda ser funcionário da prefeitura..

  6. segunda-feira, 18 de junho de 2012 – 11:33 hs

    Analisando de longe, a reportagem foi tiro no pé dos adversários do Ducci/Richa. Acabou sendo positiva para o prefeito, enche a bola dele dizendo que é favorito à reeleição e que é um sucesso na vida pública, colecionador de muitos prêmios. E ainda aparece como homem que sabe administrar bens particulares porque soube engordar o patrimônio herdado pela mulher! A campanha começou divertida!

  7. Wilson Catupirai
    segunda-feira, 18 de junho de 2012 – 12:04 hs

    Que bom que ele se anunciou candidato…..ninguém sabia!!

  8. Amigo do Doático
    segunda-feira, 18 de junho de 2012 – 12:06 hs

    Como pode ele ser candidato se ainda não houve a convenção? E mais, em sua defesa na Gazeta do Povo, Ducci declarou-se candidatíssimo. Considerando que a lei eleitoral não lhe permite dizer isso. Mas que coisa.

  9. Wilson Catupirai
    segunda-feira, 18 de junho de 2012 – 12:06 hs

    Outra, se ele se descompatibilizar, alguém assume, mesmo não tendo vice. O que ele não quer é largar o osso, como seu ex-amigo Derosso.

  10. Felipe
    segunda-feira, 18 de junho de 2012 – 12:07 hs

    Bem coisa dos CorruPTos que em vez de fazer políticas com novas ideias e propostas para que possamos ter uma curitiba melhor sempre fazem política de maneira torpe com falsas acusações querendo desviar o foco do belo trabalho que você vem fazendo.
    Um Grande abraço e estamos JUNTOS2012 com certeza.

  11. paulo
    segunda-feira, 18 de junho de 2012 – 12:11 hs

    qual a novidade nesta informação ?

  12. Joel Barriga
    segunda-feira, 18 de junho de 2012 – 12:46 hs

    Porque não perguntaram a ele sobre o capataz?

  13. Gilmar Trento
    segunda-feira, 18 de junho de 2012 – 12:58 hs

    É tudo da mesma LAIA Ducci , veja, PSDB , Beto ,Derosso , Demostines Alceuzinho ,DEM , Fhc , Lernner chega de tranqueira vamos fazer uma limpa em Curitiba.

  14. marcelo
    segunda-feira, 18 de junho de 2012 – 13:01 hs

    Se Ducci abrir o seu sigilo fiscal, bancário e telefônico e, processar a revista Veja, passa a ter o direito da dúvida, ao contrário é só papo furado.

  15. HP
    segunda-feira, 18 de junho de 2012 – 13:02 hs

    Mas e o capataz de R$ 6.000,00/mês??

  16. Flagra combinado
    segunda-feira, 18 de junho de 2012 – 13:04 hs

    Ha-ha-ha-ha… distribuir jornais apócrifos em terminais de ônibus? Isso é típico do Doático Santos, que está ao lado do Ducci. Piada pronta, doutor rei do gado.

  17. Eleitor
    segunda-feira, 18 de junho de 2012 – 13:40 hs

    Ai ai ai… se já tava dificil fazer o Luciano Ducci decolar imagine agora…
    E tem mais as denúcnias de fraude em concurso publico…

    Típicos problemas de um país provínciano. Certeza que tem cabide oficial aqui em Curitiba.

  18. Marcos
    segunda-feira, 18 de junho de 2012 – 14:41 hs

    o Demostenes tb rebateu, o cachoeira tb, o Arruda tb, até Taniguchi contestou e depois ficou provado que era ladrão, mas o crime prescreveu e ele não foi preso!!1

  19. Marques
    segunda-feira, 18 de junho de 2012 – 16:13 hs

    Marconi Pirillo e Agnelo Queiroz colocaram a disposição da justiça seus sigilos: fiscal, bancário e telefônico. Se Ducci não tiver a mesma atitude, fica difícil acreditar em suas palavras. Qualquer pessoa acusada injustamente, se têm condições financeiras processa o caluniador (difamador), Ducci é milionário, têm que defender sua honra, processando a revista Veja. Não sei porque, porém tenho certeza que ele não vai tomar essa atitude. QUEREM APOSTAR?

  20. marcelo
    segunda-feira, 18 de junho de 2012 – 18:03 hs

    Ducci desmentiu a revista, é lógico, ele não iria confirmar as denúncias. As acusações são de corrupção, não de loucura.
    Louco rasga nota de CEM ($$$$$$), não aumenta o patrimônio em 3000% em quatro anos.

  21. PETEFOBIA
    segunda-feira, 18 de junho de 2012 – 21:15 hs

    Gilma Trento,
    O senhor não acha que Lula deveria mandar prender Maluf que é procurado pela INTERPOL em 151 países em vez de aliar-se a Maluf de igual para igual ?
    O senhor comenta acima que o Paraná e Curitiba os governantes são da mesma laia por serem aliados, e cadê a coerência ?

  22. Marcelo
    terça-feira, 19 de junho de 2012 – 23:16 hs

    O vice sera o Deputado Francischini?
    Ou quem sera o vice?

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*