A semana: drama e pastelão feitos de comédia | Fábio Campana

A semana: drama e pastelão feitos de comédia


Um comentário

  1. sergio silvestre
    domingo, 3 de junho de 2012 – 11:05 hs

    No final da decada de cincoenta,mais ao menos em 63 ,nos arredores da vila nova em londrina,nós moleques na época, ficava-mos curiosos
    com os intenso desfile de carrões na epoca em frente da borracharia do MORINGA.
    Eram dodges dart,sincas,até uns importados carissimos.
    Nossa curiosidade nos fez colocar um pequeno degrau em uma das janelas,e espreitar pela saliencia o que acontecia no interior da borracharia.
    Naquele começo de noite,nós descobrimos o porque daquele entra e sai das madames.
    Moringa,um afrodescendente bem dotado ,fazia a alegria das madames,enquanto seus maridos,enchiam o fiofó na zona da vila matos.
    Esse e muitos causos,aconteciam na pequena londres ,onde muitos machões da epoca,que pensavam ser coronéis,viam suas
    perseguidas serem laceadas pelo moringa.
    Conta se que uma viuva muito rica,que passou seus bons tempos
    nos braços do moringa,o levou para o mato grosso,para administrar suas inumeras fazendas.
    Outras hoje com mais de setenta,suspiram nas lembranças,quan
    do passam perto de onde um dia foi a borracharia.
    Bons tempos aqueles,em que os pastelões dos politicos,davam lugar a coisas inocentes mas doloridas.
    Como estas madames ,que mesmo doendo,eram felizes e sabiam disso.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*