Tão perto, tão longe | Fábio Campana

Tão perto, tão longe

Da Mônica Bergamo:

Nunca antes a relação entre Gilmar Mendes, ministro do STF (Supremo Tribunal Federal), e o ex-ministro Nelson Jobim, amigos de longa data, esteve tão abalada. Ambos trocaram mensagens duras por e-mail no fim de semana. E, a interlocutores, têm feito considerações nada abonadoras um sobre o outro.

Na estante
Jobim se dedicou no sábado e no domingo a desacreditar o depoimento de Gilmar Mendes em relação ao que este entende ter sido uma tentativa do ex-presidente Lula de pressioná-lo no julgamento do mensalão. Mendes mantém tudo o que disse e ainda acrescenta detalhes. Ele e Jobim estavam escrevendo um livro juntos -agora sem data de publicação.

A fonte
A raiva de Gilmar Mendes em relação a Lula cresceu do dia do encontro, há um mês, à sua revelação, no sábado, na revista “Veja”. No meio do caminho, o ministro ouviu de jornalistas que todo o tiroteio contra ele por ter se encontrado há tempos (antes do escândalo Cachoeira) com Demóstenes Torres em Berlim partiria de Lula. Foi aí que o caldo entornou.

Linha de tiro
A mágoa aumentou porque Mendes considera que nunca perseguiu o PT no STF, mas se sente alvo permanente da sigla. Ele votou, por exemplo, pela absolvição de Antonio Palocci no caso da quebra de sigilo do caseiro, de Aloizio Mercadante no caso dos aloprados e de Luiz Gushiken no mensalão.

Frágil
No dia em que Lula visitou o escritório de Jobim, ele levou um tombo na entrada. O ex-presidente já havia caído dias antes em sua própria casa. O tratamento com quimioterapia pelo qual passou para combater o câncer de laringe enfraqueceu a musculatura de uma de suas pernas, agora em recuperação.

Sobrou
Os réus do mensalão ficaram perplexos e furiosos com o que consideram descuido de Lula em seus diálogos com Jobim e Gilmar. Acham que o ex-presidente, na ânsia de ajudar, acabou conturbando o clima de vez.


10 comentários

  1. Pedro Rocha
    terça-feira, 29 de maio de 2012 – 12:21 hs

    JASON SEXTA FEIRA TREZE, saiu do túmulo antes do tempo!
    Num tava pronto ainda pra recomeçar suas sanha de maldades, por isso vive caindo!

  2. sergio silvestre
    terça-feira, 29 de maio de 2012 – 12:39 hs

    O que é estranho,não é o lula tentar proteger seus amigos.
    Normal,estava ali um não confiavel o jobim,e um desconfiavel
    presidente do supremo,já citado por joaquim barbosa,como pessoa
    sem distinção nenhuma,ou quebrador de milho.
    O que me estranha e o sujeito,ir direto para a revista VEJA!
    Estranhissimo,tem estadão,folha,globo.
    Dá se a impressão,que a veja tem sim culpa no cartório,como o sr distinto e onipotente,gilmar.
    Estranha é essa convivencia da VEJA com o submundo da politica e da justiça.
    Deva ter secado muitas tetas federais que jorravam para a editora abril.
    Esse desenfreado apetite até voráz para jogar merda no ventilador tem nome,Grana que secou.
    Só o governo paulista a sustenta,e sua ansia de desconstruir este governo vai as raias da loucura.
    Na politica não tem santo ,mas os que a gravitam são pióres;

  3. Eu li
    terça-feira, 29 de maio de 2012 – 12:50 hs

    Realmente o cheiro não é nada agradavel.

  4. terça-feira, 29 de maio de 2012 – 13:53 hs

    Soube ontem em Brasília , que os Mensaleiros estão com ódio do Mensaleiro-mor. Zé Caroço já diz que não vai poupar lula se for condenado. Maioria diz que já está de saco cheio de ajudar lula, que se vire, agora.
    Está triste e engraçada a situação e foi por isso que Lula não desmentiu nada, apenas mandou os teleguiados a soldos dizer que está indignado. Não entendi o que lula quis dizer, sendo que ninguém dá o que não tem.

  5. alvaro
    terça-feira, 29 de maio de 2012 – 13:56 hs

    KKKKKKKKKKK, boa essa Pedro.

  6. zangado
    terça-feira, 29 de maio de 2012 – 14:02 hs

    Não sei porque lembrei-me de Shakespeare, o bardo de Stratford-upon-Avon: “há mais coisas entre o céu e a terra do que a nossa vã filosofia” …

    E também de um grande colecionador de “honoris causa” que disse sobre o mensalão: “o pobrema de quem mente é que precisa passar a vida inteira mentindo” …

  7. Peter Bad Hazar Thess
    terça-feira, 29 de maio de 2012 – 16:51 hs

    MAAAAAAAAAAAADEEEEEEEEEIIIIIIIIIIIIIIIIIRAAAAAAAAAAA!!!!!!!!!!!!…….

  8. antonio
    terça-feira, 29 de maio de 2012 – 17:46 hs

    O que nos intriga é o porquê do Ministro Gilmar Mendes demorar um mês para fazer denúncia e ainda mais para uma revista que está na berlinda por seus métodos pouco ortodoxos de conseguir furos em notícias. Se fosse uma pessoa séria teria denunciado o fato já no dia seguinte e a quem de direito como autoridade e não para uma revista.

  9. VLemainski -Cascavel-PR
    terça-feira, 29 de maio de 2012 – 18:08 hs

    Essa pode ser verdadeiramente mais uma história do “amigo urso”.
    Não foi somente uma queda física, mas uma queda moral, o que se torna muito pior.

  10. Peter Bad Hazar Thess
    quarta-feira, 30 de maio de 2012 – 10:21 hs

    Sergio Silvestre deduziu que a revista Veja ” nunca sabia de nada”, que nada teve a ver com o caso Celso Daniel, que ela ficou se metendo nas viagens de turismo do ex-presidente – 80, 90 por cento delas sem nenhum retorno, resultado, a nao ser dar dinheiro pras rodovias dos outros enquanto as nossas precisam ser pedagiadas.
    No ver do Serrgio Silvestre, prendam-se todos os da Veja, desde o guri da entrega ao dono e todos os males do Brasil serao sanados.
    Nem bem discriminalizaram os usuarios de drogas e o cara se chapa com os cogumelos da mineira Sao Thome das Letras, ou espreme a lata e lambe as beiradas ou entao cheira bocal de tanque de gasolina.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*