Dilma quer atrelar poupança à taxa Selic | Fábio Campana

Dilma quer atrelar poupança à taxa Selic

Ideia, em discussão dentro do governo, é que a caderneta renda 80% da taxa básica de juros.

De O Estado de S. Paulo:

BRASÍLIA – O governo decidiu apressar as mudanças na regra de remuneração das cadernetas de poupança para abrir espaço para a continuidade dos cortes de juros. A presidente Dilma Rousseff quer vincular o rendimento da aplicação financeira mais popular do País à taxa básica definida pelo Banco Central. O importante para o Palácio do Planalto é fixar uma regra simples, de fácil entendimento para a população.

As alterações no rendimento das cadernetas voltaram a ser discutidas com mais ênfase no início do ano, mas nessa quarta-feira, 2, a presidente pediu ao ministro da Fazenda, Guido Mantega, que fechasse novos cálculos. Dilma pode apresentar o estudo nesta quinta em reuniões separadas com representantes do Conselho Político, dirigentes de centrais sindicais e empresários.

Segundo uma fonte da equipe econômica, a alternativa que ganhou maior adesão nos últimos dias é a que relaciona o rendimento das cadernetas à evolução da taxa básica de juros, Selic. A ideia é garantir que a caderneta pagará ao poupador 80% da Selic, que está em 9% ao ano.

Esse mecanismo explicaria parte da pressa do governo em anunciar a mudança ainda este mês. Se a nova regra entrar em vigor em maio, é possível que, em um primeiro momento, a nova poupança gere um ganho maior do que o garantido atualmente, que é de 6,17% ao ano mais a variação da TR. Se o anúncio for adiado para o fim do mês, essa vantagem pode desaparecer, porque a expectativa é de um novo corte da Selic no dia 30 de maio.

Queda geral

A expectativa do anúncio de uma nova forma de remuneração da caderneta provocou uma queda generalizada das taxas de juros dos contratos negociados ontem na Bovespa BM&F. O discurso da presidente Dilma na segunda-feira à noite também contribuiu para aumentar as apostas de um novo corte da Selic na reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) do BC no fim do mês.

Fontes do governo ponderam que já é possível considerar que as condições necessárias para garantir a mudança estão dadas. “Aproxima-se o dia para o tema ser abordado”, disse um integrante da equipe. O governo avalia que agora está clara a necessidade da mudança, uma vez que o Banco Central deu sinal de que vai continuar a cortar os juros.

Políticos da base aliada, porém, vão aconselhar Dilma a não mexer na caderneta neste ano eleitoral. O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva tentou mudar as regras da poupança, no segundo mandato, mas desistiu, diante da repercussão negativa. À época, um estudo feito pelo governo indicou que 95% das aplicações eram de até R$ 50 mil.

“Nós não vamos aceitar especulação na poupança e, se esse projeto chegar ao Congresso, vamos derrubar”, disse o deputado Paulo Pereira da Silva (PDT-SP), presidente da Força Sindical. Pré-candidato do PDT à Prefeitura de São Paulo, ele disse que “o PT vai se lascar na eleição” se o governo mexer na poupança.


12 comentários

  1. pk
    quinta-feira, 3 de maio de 2012 – 9:00 hs

    NO OURO DO POVO! QUEM POUPA É POR QUE PRECISA E NÃO INVESTE POIS NÃO ESTA COM A BOLA TODA! QUEM INVESTE POUPA EM OUTROS TIPOS DE GANHOS MAIS VALORIZADOS. AÍ ESTA A CHAVE DO INVESTIDOR; SE POUPAR GANHA-SE 6,17% AO ANO, QUEM INVESTE EM IMOVEL POR EXEMPLO, PODE GANHAR ATÉ 320% AO ANO, COM UM CAPITAL LIQUIDO DE 88,17% NO FINAL DO PERIODO. A EVOLUÇÃO DO MERCADO EMERGENTE BUSCA MAIS POUPADORES INVESTINDO EM BENS DEIXANDO O GOVERNO COM AS SUAS PICUINHAS POLITICAS SEM RETORNO AO INVESTIDOR, POIS FICA MAIS BARATO INVESTIR E FAZER DO QUE FICAR A ESPERA DOS POLITICOS A ESPERA DO RETORNO DO MONSTRUOSO VALOR DOS IMPOSTOS RECOLHIDOS EM BENFEITORIAS À POPULAÇÃO.

  2. PROFESSOR PR
    quinta-feira, 3 de maio de 2012 – 10:02 hs

    PLANO COLLOR DOS TEMPOS DO PT, chegando.

    quem tem dinheiro no banco, compre um cofre, ou guarde dinheiro em casa, pois a TERRORISTA PRESIDENT(a) esta planejando um novo assalto a banco (como o de 1968) so que agora o assaltado vai ser o povo…

  3. quinta-feira, 3 de maio de 2012 – 10:09 hs

    Cuidado com o golpe que o governo do PT vai aplicar no povão.
    O melhor é tirar o dinheirinho da Caixa porque lá vem o Collor ll

  4. jobalo
    quinta-feira, 3 de maio de 2012 – 12:09 hs

    Esta incompetente e seu antessessor, , pegaram a casa arrumada , e ainda bem que não mexeram em muitacoisa , por isso esta danddo certo , mas mexer na poupança, é coisa bem dela , ccoisa de terrorista, banddida e assaltante. tenho ddito.

  5. OPERÁRIO
    quinta-feira, 3 de maio de 2012 – 13:02 hs

    NÃO SERIA SURPRESA SE ESSA CORRIOLA DE VAGABUNDOS DO pt ROUBASSE TODO O DINHEIRO DA POUPANÇA DOS NOSSOS TUPINIQUINS,AFINAL AS CAMPANHAS ESTÃO CHEGANDO, O “CACHORREIRA” TA PRESO,O PCC E O CV AINDA NÃO RECEBERAM O DA CAMPANHA DE 2006,DE ONDE É QUE ESSA CORJA DE BANDIDOS VAI TIRAR RECURSOS, SURRUPIANDO O DINHEIRINHO DOS COITADOS.

  6. Helena
    quinta-feira, 3 de maio de 2012 – 14:18 hs

    Já ouviram dizer que, “teu passado te condena” então meu caro Fábio e demais colegas comentaristas, nada nos surpreende mais vindo da quadrilha nacional do PT, e acompanhado pelo collor pai de assalto às poupanças do pobres e pelos assaltantes de bancos do passado…Quem foi, sempre será, bandido, assassino, mentirosos etc…

  7. Doutor Prolegômeno
    quinta-feira, 3 de maio de 2012 – 14:26 hs

    A manchete de um certo jornal da província dá bem a medida do cabrestamento da imprensa do nariz marrom. Mesmo sem nenhuma garantia de que os juros cairão, porque bravatas e subir nas tamancas não derrubam juros, o jornal justifica a tunga no rendimento da poupança que se avizinha.

  8. Helena
    quinta-feira, 3 de maio de 2012 – 14:31 hs

    Em nossa Constituição 1988, consta uma Lei,projeto do FHC, que tributa as grandes riquezas, e até o momento não foi normatizada ainda, porque não aproveitam o momento, em vez de tirar o suor do pobre que guarda um pouquinho de seu´salário para uma emergência qualquer, não tira dos que ricos, daqueles que enriqueceram da noite para dia, ou seja de 4 em 4 anos, as riquezas se multiplicaram “milagrosamente”???

  9. Parreiras Rodrigues
    quinta-feira, 3 de maio de 2012 – 14:41 hs

    Não deposite em caderneta. Faça consórcio, aplicações de curto prazo, essas coisas…

  10. Parreiras Rodrigues
    quinta-feira, 3 de maio de 2012 – 14:42 hs

    Não deposite em caderneta. Faça consórcio, aplicações de curto prazo, essas coisas…

    Aliás, prá boicotar essa rasteira, raspe a caderneta…

  11. quinta-feira, 3 de maio de 2012 – 18:39 hs

    Cadê aquela senhora, amiga da Dilma para defender o Collor ll 2012 ?
    Venha nos divertir, mesmo distorcendo os fatos ella é engraçada

  12. Mauro
    sexta-feira, 4 de maio de 2012 – 1:14 hs

    Que ridículo, e hilariante! A oposição sempre bateu no governo por causa dos juros altos. Quando o governo toma medidas desta natureza para baixá-las, urram do mesmo jeito!!! É claro que se os juros baixam o rendimento também cai, uma coisa está atrelada a outra! Querer baixar continuamente os juros como o governo pretende, pagando o mesmo patamar de rendimentos, é suicídio! Eu que não sou economista estou até entendendo esta conta! É claro que o governo corre o risco disto ser mal interpretado pelos poupadores, alimentado pela oposição fajuta e irresponsável, mas é uma medida necessária!
    Estudem um pouco mais de economia, pessoal, e depois venham discutir!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*