Dilma anuncia nomes da Comissão da Verdade | Fábio Campana

Dilma anuncia nomes da Comissão da Verdade

Da Folha de S. Paulo:

A presidente Dilma Rousseff anunciou nesta quinta-feira (10) os nomes das sete pessoas que vão integrar a Comissão da Verdade.

Os nomes devem ser publicados na edição de amanhã do “Diário Oficial da União” e a cerimônia de posse dos novos integrantes será no próximo dia 16.

Os ex-presidentes José Sarney (PMDB), Fernando Collor (PTB), Fernando Henrique Cardoso (PSDB) e Luiz Inácio Lula da Silva (PT) já confirmaram presença na cerimônia.

Farão parte do grupo: José Carlos Dias (ex-ministro da Justiça no governo Fernando Henrique), Gilson Dipp (ministro do STJ e do TSE), Rosa Maria Cardoso da Cunha (amiga e ex-advogada de Dilma), Cláudio Fonteles (ex-procurador-geral da República no governo Lula), Maria Rita Kehl (psicanalista), José Paulo Cavalcanti Filho (advogado e escritor), Paulo Sérgio Pinheiro (atual presidente da Comissão Internacional Independente de Investigação da ONU para a Síria).

Antes do anúncio oficial, Dilma esteve reunida no Palácio do Planalto com os integrantes da comissão e os ministros ligados ao tema.

Ainda hoje, os sete membros indicados serão recepcionados pela presidente em um jantar no Palácio da Alvorada.

A indicação dos integrantes ocorre quase seis meses após a lei que cria a Comissão da Verdade ser sancionada pela presidente Dilma Rousseff.

A Comissão da Verdade vai investigar e narrar violações aos direitos humanos ocorridos entre 1946 e 1988 (que abrange o período do Estado Novo, ditadura do governo de Getúlio Vargas, até a publicação da Constituição Federal).

Anja Niedringhaus – 28.nov.11/Associated Press

Paulo Sérgio Pinheiro da Comissão da ONU para a Síria
O grupo apontará, sem poder de punir, responsáveis por mortes, torturas e desaparecimentos na ditadura e vai funcionar por dois anos. Ao final deste prazo, a Comissão deverá elaborar um relatório em que detalhará as circunstâncias das violações investigadas.

MILITARES

Em fevereiro, grupos de militares da reserva reagiram contra a Comissão da Verdade. Em nota, clubes das três Forças Armadas, que representam militares fora da ativa, criticaram a presidente Dilma Rousseff por ela não ter demonstrado “desacordo” em relação a declarações de ministras e do PT sobre a ditadura militar (1964-1985).

A reclamação tratava, entre outros temas, sobre uma declaração da ministra Maria do Rosário (Direitos Humanos), segunda a qual a Comissão da Verdade pode levar à responsabilizações criminais de agentes públicos, a despeito da Lei da Anistia. O texto dos militares, que havia sido publicado na internet, acabou sendo retirado do ar após pressão do governo.

Dias depois, também em nota, 98 militares da reserva reafirmaram os ataques feitos por clubes militares à presidente Dilma e disseram não reconhecer autoridade no ministro da Defesa, Celso Amorim, para proibí-los de expressar opiniões. A nota, intitulada “Eles que Venham. Por Aqui Não Passarão”, também atacava a Comissão da Verdade: “[A comissão é um] ato inconsequente de revanchismo explícito e de afronta à Lei da Anistia com o beneplácito, inaceitável, do atual governo”, dizia o texto, endossado por, entre outros, 13 generais.


14 comentários

  1. Parreiras Rodrigues
    quinta-feira, 10 de maio de 2012 – 21:22 hs

    Na GP virtual, tá lá que Lula recebe título de cidadão paulistano e medalha sei lá do quê na Câmara da capital paulista.

    Noutro dia, recebeu título de Honoris (?) Causa de universidade do TJ.

    Alguém disse que quando uma pessoa começa a receber muitas homenagens, deve ficar de butuca…

  2. CAÇADOR DE PETISTAS
    sexta-feira, 11 de maio de 2012 – 7:16 hs

    10/05/2012 – 22h00

    Presidente do PV diz que aliança com Serra é para conter ‘ameaça à democracia’

    Publicidade

    DANIELA LIMA
    DE SÃO PAULO

    Em evento na Câmara Municipal de São Paulo, o PV formalizou esta noite o apoio à candidatura do ex-governador José Serra (PSDB) à Prefeitura de São Paulo. Em discursos, dirigentes da sigla disseram tratar-se de uma adesão programática e que visa conter “ameaças à democracia”.

    “Essa aliança representa a decisão de resisitr a qualquer ameaça à democracia”, disse o presidente municipal do PV, Carlos Camacho. Quando apresentou-se para a disputa municipal, Serra ressaltou que sua decisão foi motivada pela intenção de conter o avanço do PT como “força hegemônica” na política brasileira.

  3. Pedro Rocha
    sexta-feira, 11 de maio de 2012 – 10:08 hs

    Essa comissão terá que ser implacável; porém dos dois lados; além de definir quem começou a confusão, quando, com quais objetivos, e a mando e a soldo de quem!
    Assim, será efetivamente uma Comissão da Verdade!

  4. sexta-feira, 11 de maio de 2012 – 10:26 hs

    “Comissão da Verdade”

    Mas de que verdade estamos falando?

    Existe uma frase impactante e emblemática do canal 108 – History Chanel da TV a cabo que diz: “se não queremos cometer os mesmos erros no futuro, devemos conhecer nosso passado”…

    Sabemos muito bem que nem sempre a história que nos contam, a dos livros, a oficial, é a verdadeira…

    Se formos fazer uma pesquisa um pouco mais aprofundada, técnica, cientifica dos fatos veremos que não é bem assim…

    Que invariavelmente a história dita pelo lado vencedor é a que mais interessa, aquela que mais serve a “causa”, ao “grupo” de amigos do rei…

    Essa história recente que estão “escrevendo” agora com essa “comissão da verdade” vai ouvir os dois lado?

    Serão respeitadas opiniões contrárias, ou se o que essa “comissão da verdade” deliberar será considerado “verdade absoluta e incontestável”?…

    Seus resultados servirão de base para algum eventual “enquadramento” de alguém ou de um grupo?…

    E como fica a cantada em verso e prosa “anistia ampla, geral e irrestrita”?…

    Ao que me consta ela foi feita e beneficiou os dois lados, ou não?!…

    O que contribuiu e foi de basilar importância e supedâneo para a “Redemocratização do País” ordeira e pacifica, sem derramamento de sangue, sem guerra civil, como acontece em muitos paises.

    Que essa “comissão da verdade” apure a “verdade” dos “DOIS LADOS”…

    1º) Não somente do lado vencedor à època em que aconteceram os fatos…

    2º) Não somente do lado vencedor do momento, de quem está no poder…

    A democracia serve e deve servir sempre para os dois lados, os dois lados…

    Existe uma máxima juridica que diz “numa demanda até quem ganha perde”!…

  5. Ocimar
    sexta-feira, 11 de maio de 2012 – 11:03 hs

    A QUAL VERDADE,A QUE OS MILITARES FORAM VÍTIMAS DESSES TERRORISTA ASSASSINOS,ISSO,EU DUVIDO QUE ALGUÉM DEFENDA,POIS ATÉ AS FORÇAS ARMADAS QUE TERIAM A OBRIGAÇÃO DE DEFENDER QUEM DEFENDEU O PAÍS DESSES TERRORISTAS SUJOS,SE VENDEU PRO DIABOLULADRÃO

  6. Pedro Rocha
    sexta-feira, 11 de maio de 2012 – 12:38 hs

    O problema Ocimar, é que além da Mulher Melancia, agora temos muitos Generais Melancia; verdes por fora, e vermelhos por dentro!

  7. Eneias José Olinto
    sexta-feira, 11 de maio de 2012 – 13:17 hs

    Do jeito que a “verdade” tem sido reescrita esta comissão da revanche vai apurar: “o Fuzilamento da 1800 horas realizados ali na praça 19 de dezembro (aquela do homem nu), poderá acrescentar que alí era realizada devido a pequena distância da antiga Fundição Metalurgica Muller (hoje Shoppign Muller) onde os copros eram incinerados. Alguns operários em busca da Bolsa Ditadura relataram que foram obrigados a aumentar a pressão das caldeiras as 1700 h para assim não sobrar cinzas sobre cinzas dos fuzilados” encabeçarão a investigação a Luiza Erondina, Requião etc…
    E, assim os Stalinistas farão mais uma lavagem mental do nosso povo.

  8. Fora Requião!
    sexta-feira, 11 de maio de 2012 – 13:56 hs

    A COMISSÃO DA VERDADE É REALIDADE. É HORA DE RACIONALIZAR, ORGANIZAR, PLANEJAR E AGIR!!!

    http://molinacuritiba.blogspot.com.br/2012/05/comissao-da-verdade-nomeada-que-em-sua.html

  9. sexta-feira, 11 de maio de 2012 – 19:50 hs

    Peço à vocês do Blog do Campana que DESCONSIDEREM o comentário anterior que foi indevidamente enviado, estava incompleto, e se possivel por favor publiquem esse…

    Vou deixar um desabafo naquela que considero uma das melhores, se não a melhor, colunas que temos no Estado do Paraná para discussões de alto nível que é o blog do Campana!

    De uns tempos para cá parece que virou moda falar mal dos militares, de repente ficou fashion, e quem pensa parecido ou igual a eles, se cala por medo da repercussão de assumir tal postura…

    Sou patriota, nacionalista, brasilianista, amo meu País, minha terra, minha gente, seu folclore, usos e costumes, tradições, me emociono quando canto o hino nacional…

    Me considero de centro, democratico, a favor da ordem…

    Mas sou simpatizante da doutrina militar; hierarquia, comando e disciplina…

    Não confundir simpatia pelo que eles representaram e representam ao País, com simpatia por militarismo, mesmo no seio militar tem aqueles que não concordam com o militarismo, que defendem a democracia como bem supremo do País…

    A grande maioria dos militares que conheço são Patriotas, se orgulham de servir ao País…

    Embora ache que na época foi a atitude necessária e que tinha que ser tomada sob pena de entregarmos o País a baderneiros, desordeiros, terroristas, sequestradores, comunistas…

    Naquela época a grande massa, o conjunto, a maioria da população apoiou o que foi feito, porque tinha que ser feito!…

    Não podíamos ficar a mercê daquela “minoria”, e a ditadura que queriam impor goela abaixo na grande maioria, sim, porque na época eles eram minoria!…

    A democracia sempre, repetindo, sempre é melhor do que qualquer regime!…

    Mas ter receio de expressar sua opinião por medo da repercussão que pode ter é covardia…

    Essa pseuda claque intelectual, composta de xiitas ultra ortoxos que condenam quem pensa diferente deles, acham que são representantes das mentes pensantes desse País…

    Apedeutas democráticos, se julgam acima do bem e do mal, se não fossem os militares progressistas que existiam naquela época, e ainda existem hoje, a redemocratização do País seria mais dura, quem sabe até com derramamento de sangue como acontece e aconteceu em muitos Países…

    O Brasil tem como pressuposto a Paz, está na Constituição…

    Como tantos outros direitos que diariamente não são respeitados e literalmente são “RASGADOS”…

    Chega de hipocrisia, de circo, chega!…

    E que se respeite a “ANISTIA AMPLA, GERAL E IRRESTRITA”, foi feita para beneficiar os dois lados, e beneficiou…

    Muitos voltaram ao País depois dela, é lei e tem que ser respeitada!…

  10. CAÇADOR DE PETISTAS
    sábado, 12 de maio de 2012 – 7:36 hs

    VEJAMOS SENHORES A VERDADE

    Algumas obras de engenharia, importantes feitas pelo regime militar, que o PT esconde da população.

    hidreletrica de itaipu
    usinas nucleares de angra dos reis
    estrada transamazonica
    ponte rio niteroi
    modernização dos portos e aeroportos
    na cidade de São Paulo aconteceram obras viarias
    obras de saneamento em todo o país

    Outras obras de porte menor tambem aconteceram.
    Em 1979 aconteceu uma grande crise na construção civil com reflexos ate hoje. Em 1980 teve inicio o governo do General Figueiredo, ultimo militar a governar o país, e todas as grandes obras foram paralizadas.
    Algumas das obras realizadas foram bem sucedidas, outras não, e cito o caso da Transamazonica que na verdade tinha o objetivo de ocupação e povoamento da região.
    Na época as usinas nucleares foram muito questionadas pricipalmente pelo chamado Acordo Nuclear , assinado com a Alemanha, para montagem e transferencia de tecnologia. O Brasil tinha uma grande dívida externa, contraída com Bancos internacionais, paises, FMI, para a realização dessas obras, e esse acordo de 10 bilhoes de dolares aumentou em 10% o seu total. No momento há um tendencia mundial para adotar as usinas nucleares como uma das soluções para diminuir a emissão de gás carbonico. Apesar dos riscos é considerada uma fonte de energia limpa, se comparada, por exemplo, com as usinas termoeletricas( a base de carvaão) e com as movidas a óleo.
    Com todos os problemas de uma ditadura militar, do conhecimento de todos, podemos dizer que o país passou por um avanço na sua infraestrutura

  11. Pedro Rocha
    sábado, 12 de maio de 2012 – 11:40 hs

    Corretíssimo, Celso Bonfim! Vivi essa época, tirei o serviço militar em 1968 no Quartel do Boqueirão, e sei das agruras que passávamos nas improvisadas guaritas daquela instituição, com tantos ataq

  12. Pedro Rocha
    sábado, 12 de maio de 2012 – 11:45 hs

    Corretíssimo, Celso Bonfim!
    Vivi essa época, tirei o serviço militar em 1968 no Quartel do Boqueirão, e sei das agruras que passávamos nas improvisadas guaritas daquela instituição, com tantos ataques que sofriam as instalações militares no Brasil, feitos por essa horda de arruaceiros e assassinos a mando e a soldo de Cuba e Moscou.
    Hoje tentam reescrever a história, tentando dar ao movimento terrorista uma aura democrática, mas todas as pessoas de bem nesse país sabem que eles combatiam uma suposta ditadura, por que essa não era a deles, ou aquela que tentavam impor aqui, com as cores vermelhas de Moscou, e do dedo imundo e criminoso de Fidel!
    Esse petê e seus comparsas são um perigo à nossa democracia!

  13. Ed
    sábado, 12 de maio de 2012 – 14:48 hs

    Não se preocupem caros amigos que escreveram seus comentários acima! Voces já ouviram falar do “Ciclo de Aristóteles”? É Ditadura, democracia, anarquia e novamente ditadura, democracia, …! Assim é com todos os povos!

  14. SERGIO SILVESTRE
    domingo, 13 de maio de 2012 – 14:35 hs

    Enumera agora as obras do fhc cagador petista.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*