Conselho da ONU sugere fim da PM no Brasil | Fábio Campana

Conselho da ONU sugere fim da PM no Brasil

Recomendação foi apresentada pela Dinamarca em sabatina sobre a situação dos direitos humanos no Brasil.

De Jamil Chade, correspondente do Estadão em Genebra:

Abolir a Polícia Militar, acusada de execuções sumárias e de violações. A recomendação foi apresentada pela Dinamarca e faz parte das sugestões apresentadas pelo Conselho de Direitos Humanos da ONU ao Brasil, no marco da sabatina realizada sobre a situação dos direitos humanos no Brasil, na semana passada. Nesta terça-feira, 30, nas conclusões dos trabalhos, a sugestão de acabar com a força policial foi incluída no texto.

No total, a sabatina do Brasil resultou em 170 recomendações ao País sobre como superar as violações de direitos humanos, numa clara demonstração de que, apesar de certos avanços, a situação social, econômica e de igualdade ainda é preocupante.

Mas o governo preferiu não dizer ontem quais das 170 recomendações aceitará aplicar – um direito que tem – e pediu até setembro para que se estude cada uma das sugestões. A delegação brasileira na sabatina, porém, foi uma das mais numerosas que a ONU já recebeu neste ano, com 36 integrantes. Em 2012, só a sabatina do Bahrein, país que vive momentos de turbulência, contou com uma delegação maior para se defender. Para a entidade Conectas, a parte mais dificil será a implementação de todas as recomendações.

Um dos principais pilares das recomendações no Conselho focou na questão policial e da impunidade. Para o governo da Dinamarca, seria recomendável “abolir o sistema separado de Polícia Militar, aplicando medidas mais eficientes para reduzir a incidência de execuções extra-judiciais”.

Governos não hesitaram em denunciar os “esquadrões da morte” no Brasil, como no caso da Coreia do Sul e do Vaticano. Enquanto a Austrália sugeriu que o projeto de UPP seja usado em outros estados do Brasil, a Espanha pediu para que a educação em direitos humanos seja parte das forças de segurança.

Para quase uma dezena de países, entre eles a Alemanha, chegou o momento de o Brasil garantir que crimes cometidos por políciais e outros agentes de segurança sejam devidamente investigados e que o combate à impunidade seja alvo de uma campanha. A situação penitenciária também foi alvo de recomendações, principalmente a situação vivida por mulheres. No documento apresentado ontem, o Conselho sugere que o Brasil “reforme seu sistema penitenciário”. Entre os que apelam para uma melhoria das prisões está o Vaticano.

Verdade. Outro tema destacado foi a criação da Comissão da Verdade, para investigar os crimes durante a ditadura. Argentina e Paraguai incluíram no texto um apelo para que o Brasil amplie seus esforços para “garantir o direito à verdade para as vitimas”. Já a França foi além e recomendou que a comissão seja dotada de “recursos necessários” para reconhecer o direitos das vítimas à Justiça.

As recomendações incluem até mesmo um pedido de garantias por parte do Canadá de que as obras para a Copa do Mundo de 2014 e os Jogos Olímpicos de 2016 não resulte em deslocamentos massivos de pessoas. “Os residentes de zonas afetadas devem ter informação plena sobre as propostas que os afetam”, recomenda o texto, que ainda pede negociações com as comunidades implicadas e compensações financeiras.


30 comentários

  1. quarta-feira, 30 de maio de 2012 – 21:23 hs

    Parabéns ONU

    Você acaba de ganhar um ótimo motivo pra dialogar com o rei da ESPANHA e receber um “PORQUÊ NÃO TE CALAS”??

    ONU, por favor coloque seus homens engravatados nas ruas do RJ e SP pra tu ver o que é o trabalho da PM, coloque seus homens engravatados pra dialogar com assaltantes de bancos em cidades pequenas do interior do brazil e entenda o porquê de existir a previsão legal em nossa constituição a polícia ostensiva.
    ONU traga seus homens engravatados para conhecer o BATALHÃO DE ROTA precisamente para dialogar um pouquinho com o comandante Paulo Telhada e aprender um pouco sobre a ROTA de SÃO PAULO.
    Se você ONU está tão interessada em acabar com a matança de bandidos no brazil, comece lá por brazília dê uma passadinha no palácio do planalto e na câmara dos deputados e não deixe de passar por São bernardo do Campo onde mora o chefe maior de uma quadrilha que tem afundado o nosso brazil em desgraças e desonrosos escândalos de corrupção. Por aí é que começa a matança de inocentes.
    Velhos inocentes morrendo nos leitos de hospitais recém inaugurados que não atendem ninguém.
    Crianças que morrem de diarréia todos os dias do norte a sul do país por falta de esgoto e saneamento básico.
    Crianças que tem seu direito de aprender e ter uma educação adequada ceifados pela ganância dos que tem o direito de gerir o dinheiro destinado à educação.

    E você ONU ainda acha que 03 bandidos armados é muita gente ???

    Venha ver o que é o brazil !! más não venha em época de carnaval e jogos da seleção, que nessas horas o brasil é ONU(o número um)

  2. Zangado
    quarta-feira, 30 de maio de 2012 – 21:42 hs

    Mas como ?

    Agora que a polícia militar – mesmo com efetivo defasado de mais de 15 anos – está se expandindo, autuando infratores de trânsito urbano, logo, quiçá estará autuando infratores da lei de comsumidor, da economia popular, etc ?

    Até os malfeitores desaprovam essa recomendação !!!

  3. quarta-feira, 30 de maio de 2012 – 23:04 hs

    Conselho da ONU sugere fim da PM no Brasil +
    http://www.aprapr.org.br/2012/05/30/conselho-da-onu-sugere-fim-da-pm-no-brasil/

  4. jobalo
    quinta-feira, 31 de maio de 2012 – 0:03 hs

    Interessante este pessoal ddos ddireito humanos, eu nunca vi eles ficarem dao lado da familia que perdeu um ente queriddo para os bandidos, agora os banddiddos, não pode nem encostar a mão ,e já estão se derretenddo. vão procurar o que fazer minha gente.

  5. sherloqui gomes
    quinta-feira, 31 de maio de 2012 – 1:20 hs

    ou veterano dos Fuzileiros Navais com muito orgulho,PolicialMilitar no paraná por 6 anos e Policial Civil por 24 anos, conheço bem a realidade brasileria, a quantas anda e permeia a corrupção, mas mesmo assim não ADMITO ninguém se meter com nosso povo ou país! Nós é que ssabemos a nossa realidade e cultura! oras bolas (a dos outros, pois as minhas já explodiram a muito tempo), que cuidem cada um de seus problemas! É isso que dá a tal globalizaçao! Viva o Povo Brasileiro!

  6. Claudio Dalledone Junior
    quinta-feira, 31 de maio de 2012 – 7:54 hs

    Aos guerreiros da gloriosa POLÍCIA MILITAR os meus cumprimentos!

    Aos palpiteiros e canalhas que atacam a polícia o meu desprezo!!!

    Claudio Dalledone Júnior.

  7. José Silva
    quinta-feira, 31 de maio de 2012 – 8:08 hs

    PARABÉNS ARILSON!!! Tudo que escreveu, é a mais pura verdade…ONU não passa de cabide de emprego de engravatadinhos incompetentes que só sabem viver às custas daquele que produz…

  8. escobar
    quinta-feira, 31 de maio de 2012 – 8:26 hs

    Difícil vai ser passar por cima do lobby de todos os interessados na manutenção dessa organização arcaica chamada PM: os oficiais que numa organização enxuta pouca ou nenhuma utilidade teriam; os poderosos que se servem, para eles PM é pau mandado, haja vista os pobres (que não são oficiais) não terem poder de questionamento.
    Sem falar que somos únicos no planeta fazendo segurança pública com militares.

  9. Ricardo Polícia
    quinta-feira, 31 de maio de 2012 – 8:42 hs

    Certo, a ONU recomenda….e realocar estes funcionários onde??
    SE para entra na Polícia Civil, tem que ter curso Superior, e seu “BETO RICHA” ceifou…
    A PC vai virar depósito de excluído?? A ONU que vai fazer curso de comportamento, e ensinar combatentes não torturar e colocar vídes na internet…..
    Que vai cobrar de Países, a falta de estruturas em saúde e educação….isso para mim é prioridade…..
    Fazer uma cortina de fumaça para COPA do mundo?????
    Direcionar àgua para fazer desvio de Cachoeira???
    Abafar crise de tráfico de influência???
    Dizer que falta efetivo e tem uma PEC parada por posicionamento político, ninguém quer falar…..
    Compra de aviões????
    Compra de armas e coletes balístico???? Isso não pode….
    Viaturas as cacos, e qdo são alugadas, ninguém questiona e valor e quem está por trás disso……
    A polícia, Civil e Militar, fazem bem o seus papéis, mas se tivesse um efetivo maior, seria a melhos do mundo, pois falta reconhecimento de suas necessidades equipamentos…

  10. Eu li
    quinta-feira, 31 de maio de 2012 – 8:51 hs

    É o fim da picada, ONU NÃO VENHAM COM ESSA, DIREITOS HUMANOS PARA PILANTRAS, JÁ MAIS…
    sera que a ONU quer a bagunça geral.

  11. Raphael Junqueira
    quinta-feira, 31 de maio de 2012 – 9:32 hs

    Essa recomendação e nada são a mesma coisa!
    Não se assustem pois não tem qq valor prático.
    É um desserviço à população.
    Falar em “execuções extrajudiciais”???? Que besteira é essa; até parece que a polícia está a toda hora matando executando inocentes…
    Não conhecem sequer o Brasil quanto mais a nossa realidade cotidiana.
    Devem ter se baseado em informações daqueles pseudo defensores dos direitos humanos paranóicos e mal intencionados que pintam o Brasil como uma terra de bárbaros policiais!!!

  12. daniel
    quinta-feira, 31 de maio de 2012 – 10:05 hs

    ESSA TURMA DE INCOMPETENTES DA ONU DEVE AJOELHAR-SE PARA A PM NO BRASIL E PEDIR DESCULPAS, POIS EM TERMOS DE EFETIVO SOMOS A MAIOR FORÇA MILITAR DO PAÍS E TEMOS CAPACIDADE PARA ABAFAR QUALQUER TENTATIVA DE TOMADA DO PODER POR FORÇAS ANTAGÔNICAS BEM COMO PODEMOS FAZER FRENTE A TODOS OS “COMANDOS MARGINAIS” (crime organizado, máfia, traficantes, etc.) EXISTENTES POR AQUI.
    ESSA ONU FALIDA QUE VÁ SE PREOCUPAR COM OS PAÍSES EM GUERRA, COM A FOME MUNDO AFORA. PORQUE AQUI É NOSSA CASA E NÓS É QUE MANDAMOS.

  13. Nelson
    quinta-feira, 31 de maio de 2012 – 10:43 hs

    Até o Paraguai!

  14. Ocimar
    quinta-feira, 31 de maio de 2012 – 10:45 hs

    DIREITOS HUMANOS,SÃO PARA HUMANOS DIREITOS,E NÃO PARA O LIXO,A ESCÓRIA OU A IMUNDICE DA SOCIEDADE.

  15. Ditadura
    quinta-feira, 31 de maio de 2012 – 10:46 hs

    Isto porque não foi visto os direitos humanos dentro da corporação, abusos cometidos contra os Praças. Chega de coronelismo barato com o dinheiro do contribuinte.

  16. Kadete
    quinta-feira, 31 de maio de 2012 – 12:23 hs

    Muito sensato.

    Precisamos de segurança e não de desperdicio de dinheiro com instituições militarizadas. Quanto custa para o estado manter toda aquela desnecessária hierarquia?

    Precisamos de policia nas ruas, não protegidos em quartéis.

    Policia única sob um único comando e com o propósito de proteger a sociedade.

    Pensando bem!
    Sistema Militar para que na Polícia? Hj só para desfile de 7 de setembro.

    Imagine-se a economia que o estado teria em acabar com o oficialato na PM.
    Me espanto ainda em saber que nossos dirigentes não fizeram isso há mais tempo.

  17. Bigode
    quinta-feira, 31 de maio de 2012 – 12:52 hs

    Tava na hora do Governo brasileiro repensar e acabar com a truculência das Policias Militares, que ao abordarem um cidadão de bem tratam como se vagabundo fosse!

  18. Marcos José Facio
    quinta-feira, 31 de maio de 2012 – 13:41 hs

    Muito estranha esta postura da ONU, tendo em vista que atualmente existem 02 (dois) estados norte americanos fazendo estudos para militarizar suas policias.

  19. Antonio Eduardo Mazucatto
    quinta-feira, 31 de maio de 2012 – 15:29 hs

    Temo que estamos retrocedendo culturalmente, quantas mazelas sociais assolam o mundo e a ONU vem se preocupar com a policia militar no Brasil. Parece uma piada de mal gosto, dizer que policiais estão a todo momento exterminando pessoas, é um descalabro. Estamos passando por um momento nefasto onde quem é descente esta errado e quem leva a vida na marginalidade esta certo.
    Quantas atrocidades os Estado Unidos da América comentem com o slogan de lutar pela liberdade, mas que por detrás dos panos é somente interesse econômico; E a ONU não passa de fantoche na mão dos norte americanos.
    Seria interessante que realmente se respeitasse os direitos humanos de todo o cidadão brasileiro, direito este a liberdade, direito a dizer o que se pensa livremente, principalmente o direito de pensar, que na atualidade é o que esta sendo mais tolido; pois hoje devido as mediocridades do governo federal, aliado as idiotices de defensores paranoicos dos direitos humanos, estamos caminhando para o fim dos direitos.
    Quem esta sendo punido na atualidade são aqueles cidadãos que seguem as regras sociais, pois torna-se necessário enclausurar-se nas residências edificadas com muros altos, cercas eletrificadas, alarmes, etc, com a finalidade de se afastarem da ideologia equivocada mundialmente difundida abaixo pelos países evoluídos aos países que estão em ascensão econômica.
    Vamos trazer os conselheiros da ONU para viverem pelo menos seis meses nas favelas do Rio e São Paulo, daí eles terão uma realidade de como é se sentir marginalizado e esquecido pelo poder publico!

  20. PC Faria
    quinta-feira, 31 de maio de 2012 – 15:56 hs

    Falaram tão bem da PM aí em cima, que se esqueceram das inúmeras barbaridades que são cometidas diariamente pela PM contra o cidadão brasileiro e na maioria das vezes não é noticiado.
    Agora os comentaristas de plantão aí em cima rasgam elogios à PM, dizem que é a melhor, a que mais prende, e tudo o mais, mas quando querem aumento de salário, aí é aquela choradeira, que a PM não dá estrutura, que os oficiais são senhores feudais, blá, blá, blá…
    Se a PM fosse tão espetacular e boa como dizem já teria resolvido pelo menos 50% da criminalidade. Portanto, em virtude de sua ineficiência, a ONU acertou em cheio na sugestão.

  21. joão carlos
    quinta-feira, 31 de maio de 2012 – 16:04 hs

    Além de vc ser preconceituoso é desinformado ESCOBAR, pois a grande maioria das polícias no mundo são Militares: Guarda Civil Espanhola, Guarda Republicana de Portugal, Gendarmeria na França, Carabineri Itália, Gendarmeria da Argentina, Carabineiros do Chile, só pra citar algumas. O problema não é ser militar ou não, o problema no Brasil é que o bandido é herói, e graças a pessoas como você as polícias são menosprezadas.

  22. Parreiras Rodrigues
    quinta-feira, 31 de maio de 2012 – 16:45 hs

    O mundo lá fora aplaude Lula pela ascenção das classes sociais. De D prá C, de C prá B por ai.
    Mas na matemática lulista, já é classe B, a renda familiar de 240,00.
    Nada aconteceu no país para essa euforia toda.
    Apenas, o arreganhamento do crédito e a distribuição irresponsável e assistencialista de bolsas disso, daquilo.
    E O Chefe fazendo carnaval em cima dos resultados originados pelo Plano Real, concebido pela dupla Itamar/FHC e que foi combatido, como os programas sociais bolados por dona Ruth, pelo petê.
    Matança maior acontece na inversão de valores, quando o populacho criminaliza o denunciante e inocenta o facínora.

  23. Sargento Baradel
    quinta-feira, 31 de maio de 2012 – 21:00 hs

    PREZADO FABIO CAMPANA E COMENTARISTAS QUE NOS DEFENDEM, QUE DEUS ABENÇOE A TODOS, FALANDO COMO UM MILITAR APOSENTADO,, NA MINHA ÉPOCA D E CASERNA ERA BEM POUCO MILITAR QUE TINHA CURSO SUPERIOR; PORTANTO A MAIORIA NÃO SABIA DE SEUS DIREITOS E NÃO SABIAM COMO RECORRER DE UMA PUNIÇÃO INJUSTA APLICADA POR ALGUM SUPERIOR QUE NÃO QUERIA NEM CONVERSA COM O SUBORDINADO TENHO CERTEZA QUE NOSSO COMPETENTE GOVERNADOR FOI INFELIZ EM DIZER QUE SOLDADOS COM CURSOS SUPERIORES SÃO MAIS INSUBORDINADOS, EU ACHO QUE O GOVERNO FOI NA CONVERSA DE ALGUNS OFICIAIS QUE O DISSERAM TAL ASNEIRA E ELE ACREDITOU. SOBRE A BESTEIRA DA CONVERSA DA ONU EM ACABAR COM A PM, EU LI UM COMENTÁRIO DE UM JORNALISTA MUITO RESPEITADO E PROPRIETÁRIO DE UM BLOG MUITO SÉRIO DIZENDO QUE A ONU NADA MAIS É QUE UM CABIDÃO DE EMPREGO PARA POLÍTICOS INTERNACIONAIS, E EU NA MINHA SIMPLICIDADE ACRESCENTEI QUE ATÉ O LULA QUERIA UMA BOQUINHA LÁ.

  24. Marvado
    sexta-feira, 1 de junho de 2012 – 11:07 hs

    O que mais me admira é o comportamento indignado de praças em relação a extinção da PM, Será que vcs não veëm que tudo o que estão passando, os abusos, o desprezo, a desconsideração, tem como causa principal a hierarquia falida que sustentam o oficialato. Um novo modelo de polícia haverá de mudar toda essa situação. Acreditava que os únicos interessados na não unificação seriam os oficiais e delegados pois querem manter seu status quo, mas vejo que a ignoräncia ainda paira na categoria de base. Acho que o Beto Richa tem razão PM não precisa de muita escolaridade.

  25. Ariovaldo
    sexta-feira, 1 de junho de 2012 – 13:14 hs

    è isto mesmo, vamos acabar com a hierarquia e disciplina. Uma polícia única que não segue regras e não tem comando seria ótima para o Brasil, um país sem rumo.

  26. POVÃO
    sexta-feira, 1 de junho de 2012 – 13:18 hs

    Quem adoraria a extinção das PMs: 1. Os maus policiais que não gostam de receber ordem (toda empresa tem quem manda, só a PM não pode ter) 2. A bandidagem que vai pro “acerto” 3. Desordeiros como do MST 4. O povinho do PT que já levou muita borracha aprontando.

  27. João Batista, SP
    sábado, 2 de junho de 2012 – 14:55 hs

    Acabar com a PM como foi recomendado é o sistema policial e não para jogar os que hoje são policiais militares na rua da amargura como muitos estão achando. Se fosse criada uma nova corporação, estritamente civil, com formação humanista, calcada na preservação de direitos e, quando necessário, fazer o uso progressivo da força contra aqueles que estão em desacordo com a lei, com certeza em muito melhoraria a relação que hoje a sociedade tem com relação a Polícia Militar. Eu vejo com muita tristeza alguns jovens policiais militares dizerem “paisano é bom mas tem muito”, ou seja, isso é linguagem de alguém que se acha melhor que as demais pessoas. Não é pelo fato de deixar de ser militar que vai tirar a autoridade da polícia, ao contrário, acredito que acabará aquela ligação com um período que foi muito ruim para a sociedade brasileira que foi a ditadura militar. temos que valorizar os bons policiais militares que existem, porém, algumas atitudes revelam que já passou da hora de reformar nossas instituições policiais, transformano-as em uma instituição forte, civil e respeitadora e grantidora dos direitos das pessoas.

  28. Giovani
    terça-feira, 5 de junho de 2012 – 20:19 hs

    O corno é o sujeito que não tem voz ativa dentro de casa e não soube ou ainda continua não sabendo se impor respeitosamente dentro de sua casa. Pensa que é autarquia, mas não passa de um tolo que nada faz de forma energica para a o fim da condição ridícula de desrespeito imposta pela sua companheira. É um sujeito que fala demais, da opinião sobre quase tudo, mas é imcapaza de resolver sua liderança ou mesmo ter alguma autoridade respeitosa dentro de sua casa. No fundo ele sabe que é alguém de fora quem administra seu patrimônio feminino, que desfruta de forma bruta o que ele mais tenta seduzir e possui de modo privilegiado. Bem senhores! Assim somos nós o brasileiro. Nós somos os maiores cornos do mundo. Todo mundo vem da pitaco em nossa casa, todo o mundo sabe como resolver o nosso problema. Nós continuamos a insistir no erro da omissão de responsabilidade das gestões pública. Na incompotência de nos organizarmos como homens e da um basta nessa merda que esta acontecendo em nosso país. O brasileiro não tem consciência, não tem coragem, aceito tudo calado e vai assistir futebol e tomar uma gelada com os amigos no fim de semana. Não temos saúde, educação e ainda querem piorar a nossa segurança.
    Eu tenho vergonha de fazer parte dessa merda de sociedade brasileira, tenho nojo de ser esse miserával que só sirva pra pagar imposto e votar…. eu odeio esse país…

  29. MUNDO CIVIL E OFICIAL MILITAR
    quarta-feira, 29 de agosto de 2012 – 12:15 hs

    o pm ao sair de casa, faz uma oração pedindo proteção a deus que seu serviço seja sem alteração, que volte para casa para ver seus familiares e dar um beijo em seus filhos e sua esposa, pois somos seres humanos viemos do mundo civil. vc sai feliz para trabalhar, mas ao chegar ao quartel tudo muda com militarismo seu superior se dirige ao subordinado com um ar de superioridade, a gritos sem respeito algum, humilhação parece que um subordinado não tem função nenhuma perante a sociedade, um oficial só falta ter super poderes dentro da corporação, o policial vai para as ruas de seu estado, desmotivado em combater a criminalidade e praticar a policia comunitaria com a sociedade,pois no quartel não tem conversa é só arrogância e desreipeito. sou policial militar e estou feliz com esta luz que apareceu no fim do poço, fim do militarismo já!!!!

  30. sexta-feira, 26 de outubro de 2012 – 22:16 hs

    Andar pelas ruas das grandes cidades brasileiras, e mais inse-
    guro que as ruas das cidades de um país em guerra. Ladrões
    e assassinos estão por toda parte, tirando vidas de inocentes.
    Ai ,se não fosse os nossos policiais. Mesmo assim sobre-
    viver aqui e questão de sorte.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*