Cachoeira agora na CPMI | Fábio Campana

Cachoeira agora na CPMI

Carlinhos Cachoeira está sendo inquirido na CPMI neste momento. Instruído por seu advogado, o ex-Ministro da Justiça Márcio Thomaz Bastos, decidiu pelo silêncio. “Não falarei nada aqui”, avisou desde o ínicio. Não se pronunciou nem mesmo quando o deputado Rubens Bueno lhe perguntou sobre o tratamento que estaria recebendo na penitenciária da Papuda. Em determinado momento, irritado com a insistência dos parlamentares, respondeu: “Antes de eu depor no juiz eu não posso falar, não vou falar. Depois disso, vamos ver. Foi o pedido de sempre para reavaliar nossa vinda. Quem forçou foram os senhores.”


5 comentários

  1. Pedro Rocha
    terça-feira, 22 de maio de 2012 – 15:35 hs

    O FDP ainda quer impor condições! – Cachoeira; Marcio THomaz Bastos, Demóstenes, e o resto da quadrilha, devia estar tudo preso há muito tempo!

  2. Eu li
    terça-feira, 22 de maio de 2012 – 16:12 hs

    tá com medo, fala.

  3. Adilson
    terça-feira, 22 de maio de 2012 – 16:23 hs

    Esse cara falando ou não, é a mesma coisa que cachorro cag…, a verdade é clara, não precisa nem perder tempo e dinheiro nisso tudo. FORA DEMÓSTENES JÁ!

  4. GARGAMEL
    terça-feira, 22 de maio de 2012 – 17:19 hs

    É DA TURMA DO NÃO SEI DE NADA, NÃO VI, NÃO FALO!

  5. geraldo
    terça-feira, 22 de maio de 2012 – 17:51 hs

    O que se lamenta é um EX-ministro essa forma de fazer capeta, essa caveira de sentinela do inferno chamado Tomás Bastos se propoe a defender uma desgraça dessa. Se o dinheiro do Cahoeira é sujo de contravenção, Como ele vai pagar o advogado com dinheiro sujo ou fazer um emprestimo? quem recebe dinheiro sujo é sujo também.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*