Incrível. Justiça gaúcha pede afastamento de policiais do Grupo Tigre | Fábio Campana

Incrível. Justiça gaúcha pede afastamento de policiais do Grupo Tigre

A decisão da 1ª Vara Criminal de Gravataí, cidade da Grande Porto Alegre, determina que a Polícia Civil do Paraná afaste imediatamente os delegados Danilo Zarlenga Crispim e Renato Bastos Figueroa e o investigador Fábio Lacerda Gusmão. Eles participaram da operação de resgate do agricultor Lírio Persch, sequestrado por uma quadrilha e levado para o Rio Grande do Sul no final do ano passado. A Polícia Civil do Paraná acatou a decisão da Juíza embora a considere absurda, como expressa em nota que segue:

Comunicado à imprensa

O Departamento da Polícia Civil do Paraná informa que, em cumprimento à decisão da juíza Eda Salete Zanatta de Miranda, da 1ª Vara Criminal de Gravataí, os delegados de polícia Renato Bastos Figueiroa e Danilo Zarlenga Crispim e o investigador Fábio Lacerda Gusmão foram relocados do Tático Integrado de Grupos de Atuação Especial (Tigre) para a Escola Superior de Polícia Civil (ESPC).

Embora dê cumprimento à decisão judicial, a Polícia Civil do Paraná a considera absurda e passível de recurso em instância superior.


9 comentários

  1. PAULO
    quarta-feira, 18 de abril de 2012 – 18:54 hs

    UÉ… ELES DEVIAM GANHAR MEDALHAS DEPOIS DA LAMBANÇA QUE FIZERAM POR LÁ?

  2. fiscalde realeza
    quarta-feira, 18 de abril de 2012 – 18:56 hs

    SE A INTELIGENCIA DA POLICIA DO PARANÁ TIVESSE AVISADO OS GAUCHOS NADA DISSO TERIA OCORIDO
    FIZERO ERADO MESMO QUE SEJA OS POLICIAIS SEM CULPAS
    TERÂO QUE PAGAR

    DEVERIA SER CASTIGADO O SECRETARIO DE SEGURANÇA DO PARANÁ

    POIS PENSOU ELE QUE ESTAVA NA CASA DELE
    AGIU COMO SE FOSSE O TODO PODEROSO E NÂO É

  3. loop
    quarta-feira, 18 de abril de 2012 – 19:04 hs

    É de recorrer … A determinação não foi definitiva.

  4. Délcio Rasera
    quarta-feira, 18 de abril de 2012 – 20:20 hs

    Tudo bem!
    Ordem judicial se cumpre!
    Mas haverá por parte do Departamento uma medida judicial em instância superior para reformar a decisão????/
    Por favor!!!!!…..
    Grupo Tigre é um orgão de respeito e admiração dentro da Organização Policial e de aceitação por inúmeros bons serviços prestados a população do Paraná, com sucessso junto a população.
    Com a palavra o nosso Governador, Secretário de Segurança, e o Delegado Geral.
    Ninguem quer previlégio algum, somente Justiça e bom senço.

  5. Pedro Rocha
    quarta-feira, 18 de abril de 2012 – 20:31 hs

    Mais absurdo ainda, é a Polícia civil ter acatado esse aleijão juridico, sem contestar, ou tentar defender seus policiais, mque apenas cumpriam com seu dever.

  6. ALCEU
    quarta-feira, 18 de abril de 2012 – 21:07 hs

    agora vao ter que aguentar o arroxo…quem mandou meter o bedelho aonde nao forao chamados..

  7. Ratatouille
    quarta-feira, 18 de abril de 2012 – 22:09 hs

    IMBECIS. Os idiotas, barbeiros e incapazes foram eles, os gaúchos! Bando de antas…

  8. Margarida
    sexta-feira, 20 de abril de 2012 – 0:26 hs

    So quem ja precisou dos serviços do grupo tigre sabe a competencia deles…por que os juizes nao acham coisa melhor para se preocupar ?

  9. PAULO
    sexta-feira, 20 de abril de 2012 – 9:40 hs

    NAO SE QUESTIONA A FALTA DE COMPETENCIA DO GRUPO TIGRE…MAS..A FORMA COMO ELES AGIRAO…FALTOU COMUNICACAO ENTRE AS POLICIAS..COM CERTEZA NAO TERIA DADO ESSA NHAC TODA…ERRAR E HUMANO..FOI O QUE ACONTECEU…NAO SO O GRUPO TIGRE ERRA….FOI UMA FATALIDADE.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*