Diminui vantagem de partidários de Gustavo Fruet no PT | Fábio Campana

Diminui vantagem de partidários de Gustavo Fruet no PT

Diretório Nacional acatou recurso e impugnou uma das urnas da eleição para delegados realizada no dia 15; diferença cai de 44 para 36. Informações da Assessoria de imprensa da chapa pela candidatura própria.

Por quatro votos a zero, a Comissão de Recursos do Diretório Nacional do PT decidiu impugnar a urna instalada na Escola Estadual Pilar Maturana, na zonal do Boa Vista, durante a consulta aos filiados realizada no último dia 15. A decisão ocorreu durante reunião na quarta-feira (25).

O pedido de impugnação partiu da chapa que defende a candidatura própria do partido à Prefeitura de Curitiba, por conta da instalação de duas urnas de votação na zonal do bairro Boa Vista. De acordo com o Regulamento de Prévias e Encontros do PT, apenas um local de votação deve ser contemplado por zonal.

“O regulamento existe para ser cumprido. No PT de Curitiba, infelizmente, parece haver certa tendência no sentido contrário. A impugnação nacional é uma decisão correta”, avalia o deputado federal e pré-candidato a prefeito de Curitiba Dr. Rosinha (PT-PR).

No último dia 15, cerca de 1,9 mil petistas foram às urnas para eleger os delegados com direito a voto no encontro municipal do partido, que começa hoje à noite e vai até amanhã. Nele, será decidido se o PT de Curitiba lançará candidatura própria para as eleições de outubro ou se apoiará o ex-tucano Gustavo Fruet.

Com a decisão, o PT de Curitiba deve agora recalcular o número de delegados de cada chapa. O placar final de votos da consulta realizada no dia 15, que antes era de 1.093 a 817, passa a ser 1.027 (56%) a 802 (44%). A vantagem ainda pertence à chapa pró-aliança, mas foi reduzida de 44 para 36 delegados – são 168 contra 132 da chapa pró-candidatura própria.

“A votação promete ser ainda mais equilibrada”, calcula Dr. Rosinha.


7 comentários

  1. Paulo
    sexta-feira, 27 de abril de 2012 – 18:15 hs

    o rosinha e o tadeu querem levar no tapetão, coisa feia heinn, e será verdade que o tadeo falsificou notas fiscais?

  2. DOM CASMURRO
    sexta-feira, 27 de abril de 2012 – 18:42 hs

    NOTA DE REPÚDIO
    Os filiados e eleitores da Regional Boa Vista que votaram na Chapa 1, vem por meio desta nota repudiar a atitude dos componentes da Chapa 2 pela impugnação da Urna do Bairro Alto, que no dia 15 04 2012 os nossos companheiros compareceram e votaram de forma livre e democrática, obtendo 80% votos na urna e a chapa 2 votou também obtendo 20% dos votos.
    Em 2005 reunimos os companheiros da nossa Regional e fizemos um levantamento sobre a distância dos Bairros e as dificuldades dos Filiados dos Bairros Atuba, Taruma e Bairro Alto, em atravessar a BR 116, hoje pretensa Linha Verde, pelos meios de transportes municipal que dificultava e dificulta o translado destes filiados. Inclusive pelo local que instalaram a urna 1 distante do terminal de ônibus.
    Em reunião com a direção da regional Boa Vista no dia 17 04 2012 com a executiva do PT Municipal, apresentamos o Colégio Estadual Pilar Maturana local para a instalação da segunda urna próxima a residência da maioria dos filiados, e pela luta dos companheiros para a construção do Colégio, os representantes da regional não aceitaram o local e apresentaram um local em uma região distante das residências dos filiados.

    Em reunião com a executiva municipal aprovou-se o local Colégio Estadual Pilar Maturana em uma votação de 10 votos a favor e 4 contra, mas a executiva regional não aceitou o local e entrou com recurso na Executiva Estadual e também foram favoráveis a decisão da Executiva Municipal por 12 votos a 2 a favor da manutenção da segunda urna, não satisfeitos entraram com recurso na Executiva Nacional onde a mesma já tinha aceitado as duas urnas na Regional Boa Vista, inclusive enviando as duas listas de filiados para a votação.
    O que nos surpreende é que alguns deputados que participaram da chapa 2 comunguem com essas estratégias que proíbem os direitos dos companheiros de votarem. Defender o socialismo é fácil o difícil é respeitar as pessoas que não tem as mesmas condições de trabalho. Agora o que vamos dizer para os nossos companheiros que o seu voto não valeu porque os companheiros da chapa 2 impugnou… Como fica o trabalho do PT em nossa região…. O nossos partido sempre respeitou as divergências ideológicas, mas em nenhum momento desrespeitou o direito dos companheiros de votarem e defenderem as suas idéias.
    Atualmente, cada vez mais, se fala em inclusão social, o que solenemente é aceito, mas na prática, a realidade é outra. O Princípio básico da inclusão social é a participação, e nenhuma manifestação de vontade, de cidadania, é mais própria do que o voto, não podemos sujeitar a vontade dos outros como súditos vassalos. Cidadania qualifica os participantes da vida do Estado, é atributo das pessoas integradas na sociedade estatal, atributo politico decorrente do direito de participar no governo e direito de ser ouvido pela representação política, e esse direito de participar da sociedade se dá a partir do voto. Nossa Constituição traz no seu artigo 14, que “ a soberania popular será exercida pelo voto secreto e direto, com valor igual para todos” esse é o momento no qual não importa o status social, a quantidade de propriedades, ou quer que seja. Nesse momento único ao depositar nosso voto somos iguais. Por mais que seja por poucos segundos, mas sentimos que temos poder, que podemos fazer a diferença e que a nossa opinião é importante para o Estado e a Democracia. Estado Democrático de Direito, como princípio democrático, já ressaltado desde a promulgação da Declaração Universal dos Direitos Humanos. No voto o povo manifesta suas vontade, desejos e aspiração, esse poder que emana do povo é exercido através do voto e isso foi demonstrado na Urna 02 da Regional Boa Vista pela maioria dos militantes que deram ampla vantagem para a Chapa 01.

  3. Vitorio Sorotiuk
    sexta-feira, 27 de abril de 2012 – 18:55 hs

    Lá onde mora o povão o Rosinha está com nada. Por isso tem que impugnar o voto do povo trabalhador.

  4. Vitorio Sorotiuk
    sexta-feira, 27 de abril de 2012 – 18:57 hs

    Lá onde mora o povão o Rosinha está com nada. Por isso tem que impuganar o voto do povo trabalhador da periferia.

  5. Sueli Moraes da Luz
    sábado, 28 de abril de 2012 – 10:03 hs

    Regimentos e regras são para se seguir corretamente, tanto por um lado como pelo outro.
    Se houve a intervenção do Diretório Nacional é porque alguma coisa estava tremendamente errada.
    E, Vitorio Sorotiuk, aqui onde moro, periferia da periferia, no Campo de Santana (se é que voce sabe onde é) O Rosinha é muito querido e respeitado.

  6. Constance
    sábado, 28 de abril de 2012 – 14:28 hs

    Acredito na força do Dr. Rosinha, e também que ele é muito querido pelo povo, não o vejo como elitista.

  7. ANTI-CORRÚ-PT-OS
    domingo, 29 de abril de 2012 – 8:30 hs

    QUE DISPARATE,CHAMAR petista DE TRABALHADOR,CREDO,POIS ISSO É A ÚNICA COISA DE QUE NÃO SE PODE ACUSAR ELES.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*