Câmara aprova relatório de Francischini sobre delegado conciliador | Fábio Campana

Câmara aprova relatório de Francischini sobre delegado conciliador

A Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado (CSPCCO), aprovou o relatório do deputado Fernando Francischini sobre o Projeto de Lei 1028/2011 que autoriza delegados de polícia a promover conciliação entre as partes envolvidas em crimes ou contravenções com penas inferiores a dois anos, os chamados delitos de menor potencial ofensivo. Atualmente, só podem realizar conciliação os juízes togados ou leigos dos juizados especiais criminais.

“Este é um projeto dos mais importantes dessa Comissão”, disse o deputado. Segundo o deputado, a importância do projeto se dá, principalmente, por abranger a eficácia do trabalho de todos da Polícia Militar, da Polícia Civil, da Polícia Rodoviária e da Polícia Federal. “Minha defesa não é corporativa. O relatório é técnico e tem respaldo jurídico”, destacou Francischini ressaltando que a conciliação realizada pelo delegado vai dar mais celeridade ao processo e desafogar o Judiciário.


11 comentários

  1. Observador
    quinta-feira, 12 de abril de 2012 – 10:39 hs

    Excepcional idéia. Parabens Dep Francischine, mesmo porque, Delegados de Polícia fazem parte das carreiras jurídicas do Estado. Este projeto vai dar enorme cerelidade na resolução dos delitos em questão.

  2. salete cesconeto de arruda
    quinta-feira, 12 de abril de 2012 – 10:59 hs

    Enquanto isso em Curitiba uma briga de vizinho por um muro pode DEMORAR até 10 anos…
    Ainda bem que o GUSTAVO vai criar um espaço de CONCILIAÇÃO.
    E pensar que dei a sugestão para a turma do Ducci antes da eleição.
    Mas é o que dá não ouvir o cidadão. Só ficar com os tais líderes sendo que a maioria é vendida.
    O preço?
    A gente conta durante a campanha.
    Evidente que tem LÍDERES MARAVILHOSOS que pagam o preço por não se venderem e não puxarem saco de MACACOS. Mas uma boa parte…
    Todo mundo sabe.

  3. Doido
    quinta-feira, 12 de abril de 2012 – 11:24 hs

    Que isso!!!

    Não precisa de delegado conciliador não, os tiras já fazem isso, conciliação para evitar papel.

  4. newton a pina
    quinta-feira, 12 de abril de 2012 – 14:15 hs

    otimo vai desafogar o judiciario e os advogados de porta de cadeia vai parar com as exploraçao

  5. joao
    quinta-feira, 12 de abril de 2012 – 19:24 hs

    Meus Deus, pelo jeito ninguem conhece o dia a dia de uma delegacia, o delegado e o escrivão mal dão conta dos inquéritos, não há investigação, as delegacia são sub humanas, não ha espaço para atendimento. Como eles darão conta da demanda de termos circunstanciados, que nao sao poucos.

  6. Épracaba
    quinta-feira, 12 de abril de 2012 – 22:55 hs

    Parabens JOÃO disse quase tudo, só esqueceu de dizer que esse projeto é de um delegado de policia, que de duas uma, ou é totalmente desinformado sobre a realidade das delegacias do Brasil ou esta legislando em causa própria, com o leitor e leitor a analise.

  7. Mauro
    quinta-feira, 12 de abril de 2012 – 23:26 hs

    Não seria melhor denominar Delegacia Conciliadora então? Sinceramente voces acham que delegado vai se ocupar disso? Duvido! A tarefa será de escrivães e estagiários, que não tem nenhum preparo para isso!

  8. caruncho
    sexta-feira, 13 de abril de 2012 – 9:30 hs

    esse deputado não entende nada de policia ! diz que prendeu abadia mas nós sabemos quem foi que realmente efetuou a prisão e entregou o preso para ele. foi um APFde iniciais A.B.D

  9. Positivo
    sexta-feira, 20 de abril de 2012 – 21:50 hs

    A conciliação já é uma realidade no Estado de SP. Vai indo muito bem. A conciliação é feita em local neutro, com profissionais exclusivo para essa finalidade. A média é de quase 90% de acordo.
    A Polícia Civil tem muita de dificuldade nos esclarecimento de crimes, mas também é verdade que a Polícia Militar não consegue fazer um preventivo eficiente, por isso o aumento da criminalidade. Também o Judiciário tem suas mazelas, como a lentidão conchecidade de todos.
    Então, a conciliação feita logo no início, significa principalmente economia processual e um preventivo qualificado.

  10. Maria da Gloria
    quinta-feira, 30 de maio de 2013 – 6:10 hs

    Seria, realmente, um avanço se se desse condições tanto material como pessoal à Polícia, haja vista que o mal seria solucionado no seu nascedouro, por quem estava mais perto da sociedade. Mas, na realidade, as Delegacias não tem estrutura e na maioria delas quem faz tudo é o escrivão.

  11. Julio Cezar Pesquero
    segunda-feira, 18 de novembro de 2013 – 22:30 hs

    Tanto deu certo que os NECRINS hoje são um sucesso, mais de 90% dos casos resolvidos.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*