Veto no Senado | Fábio Campana

Veto no Senado

Por Lauro Jardim

Assim que o nome de Edison Lobão apareceu na imprensa como “preferido” do Planalto na sucessão de José Sarney no Senado, o grupo de rebelados do PMDB começou a trabalhar.

Peemedebistas que ambicionam o lugar de Sarney fizeram chegar a Lobão a seguinte mensagem: a bancada não tem qualquer ligação com ele, não o reconhece como referência para ser indicado a um posto tão destacado, e não apoiará a manobra para jogá-lo de paraquedas na cadeira número um do Senado. Um graúdo peemedebista define o ambiente em torno de Lobão:

– Se ele sair do ministério para vir aqui ser candidato, vai ter disputa. Tem pelo menos três senadores aqui que não querem, mas topam disputar a presidência se o Planalto tentar nos empurrar o Lobão.


5 comentários

  1. sexta-feira, 16 de março de 2012 – 13:26 hs

    chacais

  2. Zangado
    sexta-feira, 16 de março de 2012 – 16:02 hs

    Esse truco é pra cachorro grande …
    Essa cachorrada não está aí há décadas de bobeira …
    São profissionais da área …

  3. Eleitor
    sexta-feira, 16 de março de 2012 – 16:43 hs

    P.Q.P. quando é que esses larápios deixarão a vida pública desse País?

  4. bico doce
    sexta-feira, 16 de março de 2012 – 20:24 hs

    Lobão é o filhotinho de Sarney com cruzcredo.
    A famiglia Sarney e agregados são o cancer do Brasil, e o seu voto é a cura. Não se omita, passe o Brasil a limpo.

  5. SOLANGE LOPES
    sábado, 17 de março de 2012 – 13:53 hs

    Este Lobão, juntamente com Sarney, constituem a escória da política brasileira. Ele tem cara de bandido de faroeste americano.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*