Professores municipais entram em greve | Fábio Campana

Professores municipais entram em greve

Foto: Roberto Corradini

Cerca de 80% das escolas municipais de Curitiba estão paradas, de acordo com o Sindicato dos Servidores do Magistério Municipal de Curitiba (Sismmac), em decorrência da greve dos professores iniciada nesta quarta-feira (14). Professores e funcionários se reuniram nesta manhã na Praça Santos Andrade, no Centro da capital, e com placas, balões e cartazes seguiram em passeata até o Centro Cívico. Segundo o Sismmac, seis mil professores participaram do protesto.

Os professores da rede municipal de ensino de Curitiba reivindicam reajuste salarial de 20%, melhoria nas condições de trabalho e implantação dos 33,33% de hora-atividade. Atualmente, o vencimento básico do docente da rede pública do município é de R$ 1.199,90 por 20 horas semanais e R$ 2.399,80 por 40 horas semanais.


8 comentários

  1. Manoela
    quarta-feira, 14 de março de 2012 – 14:01 hs

    Não seria interessante ouvir a Prefeitura, que diz que a greve atinge 45% das escolas e 3.400 professores? Ou só a informação do Sindicato basta?

  2. anonimo
    quarta-feira, 14 de março de 2012 – 15:32 hs

    Mas cá entre nós, o salarinho está baixo p/20horas………….

  3. CAÇADOR DE PETISTAS
    quarta-feira, 14 de março de 2012 – 15:49 hs

    Podem apostar, tem petralhas por trás desta greve ifiltrados no Sindicato dos professores ! O que se pode esperar, então ?
    Mas, eles só não percebem que estão em Paraná, e aqui o PT não se cria, “o tiro vai sair pela culatra”. Assim foram as outras greves que assolaram o Estado do Paraná a fim de prejudicar a imagem do Governo, com tudo isto a rejeição ao candidato deles irá aumentar muito ! Pensam que ganharão aqui como fizeram nas eleições presidenciais de 2010, empurrando a quadrilheira aos braços do analfabetismo político brasileiro? Nãooo, tudo aqui é diferente, e eles irão é se dar muito mal ! Aqui, NÃO TEM QUADRILHA DO PT, no Paraná, não.

    PT, CÂNCER DO BRASIL

  4. Marcos
    quarta-feira, 14 de março de 2012 – 16:53 hs

    Greve de fome não seria o mais adequado???

  5. Lee
    quarta-feira, 14 de março de 2012 – 20:23 hs

    Vale-refeição é que não precisam.

  6. paty
    quarta-feira, 14 de março de 2012 – 21:54 hs

    Os professores deveriam desistir de tentar educar esses marginais!

  7. Jose Santana
    quinta-feira, 15 de março de 2012 – 11:01 hs

    Todo apoio a luta pela educação

  8. HENRY
    quinta-feira, 15 de março de 2012 – 12:17 hs

    ESSA “gordaxa” AÍ DA FRENTE DA FOTO NÃO PRECISA DE AUMENTO. SE AUMENTAR… explode!!!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*