Governo diz que encerrou negociação salarial com policiais | Fábio Campana

Governo diz que encerrou negociação salarial com policiais

Em assembleia, policiais do Paraná rejeitaram valores apresentados.
Governo estadual trabalha na redação do projeto de lei.

Do G1 PR

Mesmo com a rejeição por parte dos policiais do Paraná à tabela de
reajuste salarial ofertada pela gestão pública, o Governo do Estado
informou nesta quarta-feira (7) que as negociações estão concluídas e
que o projeto de lei que altera a remuneração da categoria terá os
valores apresentados na quinta-feira (1º).

Na noite de terça-feira (6), os policiais civis, associados ao
Sindicato das classes de policiais civil do estado Paraná (Sinclapol),
recusaram em assembleia a proposta do governo estadual. Os policiais
militares, no sábado (3), já haviam se posicionado contra a tabela. As
categorias solicitaram novas rodadas de negociação.

Já os integrantes da Polícia Científica não colocaram o reajuste em
votação porque aguardavam esclarecimentos da Secretaria Estadual da
Administração e Previdência sobre o plano de cargos e carreiras. Mas
informaram nesta quarta-feira, por meio de nota oficial, que como não
obtiveram retorno do governo estadual, vão realizar uma assembleia
nesta sexta-feira (9).

Por meio da assessoria de imprensa, o governo afirmou que, neste
momento, trabalha na elaboração do texto do projeto de lei que deve
ser encaminhado para a Assembleia Legislativa do Paraná (Alep) nos
próximos dias. A redação precisa ser votada até o final de abril para
que os novos valores, se aprovados em plenário, sejam válidos a partir
de 1º de maio de 2012.

A justificativa para negar os pedidos de renegociação com as entidades
que representam os policiais é de que o governo chegou ao limite do
que permite a Lei de Responsabilidade Fiscal , que rege as finanças
públicas. Na avaliação do governo estadual, a nova tabela traz ganhos
substantivos aos policiais.

O processo de negociação começou em meados de fevereiro, quando o
governador Beto Richa anunciou a primeira proposta de reajuste aos
policiais. Os valores, entretanto, não foram aceitos. Houve uma
segunda tabela, que também não foi aprovada. Os valores que serão
encaminhados para a Alep integram a terceira tabela apresentada pelo
governo.

Conforme a proposta, os investigadores de 5ª classe, que acabam de
ingressar na Polícia Civil, passarão a receber um salário de R$
4.020,00. Ao longo do tempo, este valor pode chegar a R$ 8.196,00.
Para 2013, o governo propôs um salário inicial de R$ 4.502,00. Para os
policiais militares, o salário de início de carreira será de R$ 3.225,
podendo chegar a R$ 4.828, caso ele não receba promoção. No posto de
coronel, o valor pode variar entre R$ 14.354 e R$ 21.531, de acordo
com o tempo de serviço.

Por fim, na Polícia Científica, o vencimento inicial de um perito
passará a ser de R$ 7.149,00. Com as promoções ao longo da carreira, o
salário poderá chegar a R$ 16.954,00.


3 comentários

  1. VOLTA, REQUIÃO!!!
    quarta-feira, 7 de março de 2012 – 18:12 hs

    Esse “encerramento” unilateral das negociações com os policiais tem tudo para dar m…
    Volta, Requião!!!

  2. POLICIAL
    quarta-feira, 7 de março de 2012 – 18:36 hs

    Tenho quase vinte e cinco anos de PM, e digo: quem fala mal deste reajuste deve estar louco, esta gurizada nova que entrou ontem deveria ter entrado na PMPR na década de oitenta. Salário de miséria, sem viaturas, sem combustível, armas que davam até medo de usar de tão velhas. Hoje tem tudo novo e de qualidade. Além do mais não é serviço obrigatório como no Exército, não tá feliz vai arrumar outra coisa. Bons tempos em que se tinha policiais dedicados ao trabalho, hoje é só trampolim para realizar concursos.

  3. PC DA BASE
    quarta-feira, 7 de março de 2012 – 18:44 hs

    Prezado, Fábio. Porque a imprensa não divulga que o salário dos delegados é mais alto do que os delegados da PF? Pq não ganhamos nem perto de um agente, já que a formação superior é exigida igualmente. Pode ter certeza que o Paraná perderá muitos profissionais neste próximo concurso da PF que será realizado no meio do ano. Infelizmente o descaso com a base da PC é nítido. Isto sem falar nas delegacias de todo Paraná que acumulam 25% dos presos de todo sistema prisional que não estão nas penitenciárias do Brasil.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*