Gleisi desce o sarrafo no aumento do pedágio | Fábio Campana

Gleisi desce o sarrafo no aumento do pedágio

Gleisi Hoffmann veio de tacape na mão contra o aumento do pedágio. A chefe da Casa Civil Gleisi disse em entrevista exclusiva à rádio Banda B, que o relatório do Tribunal de Contas da União (TCU), que mostra que o preço dos pedágios do Paraná estão caros demais, é um argumento concreto para a negociação do governo do Paraná com as concessionárias.

“O TCU concluiu que a taxa de retorno das empresas de pedágio no Paraná está muito alta, acima da realidade da economia. Com este argumento, temos argumentos para reavaliar os contratos. Agora, ou o preço dos pedágio vão abaixar ou os investimentos terão que aumentar”, afirmou Gleisi.

O levantamento do TCU foi solicitado em maio de 2011 pela então senadora Gleisi Hoffmann. “Este estudo dá condições para um debate e, se for o caso, até uma discussão na Justiça Federal sobre os valores cobrados nas rodovias do Paraná”, afirmou.

O relatório do TCU mostra que a supressão de obras previstas não foi proporcional às perdas de arrecadação alegadas pelas seis concessionárias que administram as estradas. O relatório determina um prazo de 360 dias para que o governo do Paraná promova o reequilíbrio econômico-financeiro dos contratos de concessão e que inclua uma revisão periódica nos termos das concessões.

“As concessionárias não podem mais dizer que não é possível fazer alterações contratuais, que é um dos argumentos que vem sendo utilizado por elas. O relatório diz que pelo princípio da razoabilidade, as revisões nos contratos de concessão devem evitar o ônus insuportável a qualquer uma das partes, mesmo que o contrato, por uma má redação, permita isso”, disse Gleisi.

A ministra comentou também o que considera preços absurdos nos pedágios. “É um absurdo o cidadão ter que pagar R$ 13 para ir daqui ao litoral, mas tem situações ainda piores como o trecho da BR 277, entre Medianeira e Cascavel, que não foi duplicado lá atrás com o argumento que o preço do pedágio teve que baixar, mas depois o valor subiu e a duplicação também não foi feita”, lembrou a ministra.

Concessionárias

Em nota, divulgada no início da semana, a diretoria estadual da As¬¬so¬ciação Brasileira de Conces¬sionárias de Rodovias (ABCR) alegou que o relatório do TCU “traz algumas informações equivocadas, as quais precisam ser esclarecidas”. A nota diz ainda que a ACBR estranhou não ter sido ouvida durante o levantamento e que vai se pronunciar após analisar o documento.


31 comentários

  1. anonimo
    sexta-feira, 2 de março de 2012 – 16:43 hs

    Dia 08/03, dia internacional da Mulher,a ACP prestará homenagem a Ministra com almoço do Madalosso, se os donos do pedágio não estão contente com a posição dela, vão lá contestar…..sugestão.

  2. Ocimar
    sexta-feira, 2 de março de 2012 – 16:45 hs

    SERA ELA,A TAL DA CABEÇA ENFEITADA.

  3. Vigilante do Portão
    sexta-feira, 2 de março de 2012 – 16:56 hs

    Passou 8 anos ao lado do requião e NÃO DISSE NADA.

  4. mariano reinoso
    sexta-feira, 2 de março de 2012 – 17:35 hs

    Pelo amor de DEUS, CHEGA DESSA GENTALHA….esse
    pedágio é mínimo, é de conservação, a empresa teve prejuízo
    com as chuvas-desmoronamentos-…R$ l,50…é razoável….
    AGORA, MEXER NO CURITIBA-PARANAGUÁ esses malditos
    governantes não mexem….São covardes, sem vergonhas, e até
    promíscuos…

  5. joao neto
    sexta-feira, 2 de março de 2012 – 18:02 hs

    essa ministra agora esta se manifestando ficou calada no governo todo do requiao obs vc e vidraça vai sair seus podres na sua campanha de senadora o seu marido desviou verbas de uma construtora para eleger vc cuidado vai sair na revista veja

  6. Querendo justiça
    sexta-feira, 2 de março de 2012 – 18:17 hs

    O Requião não autorizou nenhum aumento, já o Beto sem questionar autorizou o aumento no final do ao passado.

  7. Luis Carlos (break)
    sexta-feira, 2 de março de 2012 – 19:06 hs

    Chapéu alheio.
    O que esta mulher ministra G H quer na verdade é pegar carona em uma negociação que vem sendo feita entre o Governo do Estado e as concessionárias do pedágio no Paraná.
    Podemos lembrar esta senhora de que o Governante anterior mui amigo dela prometeu em campanha apoiado por ela de que o pedágio baixaria ou acabaria assim que ele Requião assumisse o Governo do Paraná coisa que ate o seu ultimo dia de governo não o fez e pior nem mesmo uma negociação como já esta feita no atual período do Governador Beto Richa que é o da duplicação da 277 entre Foz e Medianeira.

  8. Luis Carlos (break)
    sexta-feira, 2 de março de 2012 – 19:10 hs

    Para este que se intitula “Querendo Justiça”.
    Primeiramente por querer justiça vc bem que poderia se identificar pra quem sabe ter ganho de calsa né.

    O Requião pode ate não ter autorizado aumento, mas em seu governo aumentou e ainda foi criada 3 novas praças de pedágio.

  9. Mirian Waleska
    sexta-feira, 2 de março de 2012 – 19:16 hs

    Essa PT ta querendo é o lugar do Beto, aliás, vai ficar querendo porque aqui no Pr o PT já morreu.

    ocimar,
    NA MOSCA.

  10. Zangado
    sexta-feira, 2 de março de 2012 – 20:28 hs

    A petista Gleise deveria começar pelo começo – se os contratos são lesivos, deve-se apurar responsabilidades e responsáveis.

    Não há lesão sem que haja responsável. É princípio de Direito, está na Constituição e nas leis.

    Mas ela não pode.

    Responsabilidade é assunto herético no âmbito do PT.

    Quando muito eles admitem, nas palavras do guru Lula, no caso de lesão ao interesse público, que houve uma “faia administrativa”.

    Portanto, isso tudo é fruto de eleições à vista; cada um arranja um tema para fazer discurso.

    Depois das eleições, tudo irá continuar o mesmo, uma vez assegurado que os mesmos ou a mesma tchurma preservou mandatos e cargos públicos.

    Povão bão de voto – enquanto houver eleições A CADA DOIS ANOS esqueçam efetiva governança pública, o que realmente vai existir é a maratona por cargos e mandatos públicos.

    Podemos começar a acabar com isso a partir das próximas eleições: RENOVAÇÃO TOTAL.

  11. bico doce
    sexta-feira, 2 de março de 2012 – 21:34 hs

    “Querendo justiça”
    Você está desinformado, os dois governantes autorizaram aumentos. Para Requião é pior porque foi plataforma de governo o “Abaixa ou Acaba”.

    Gleisinha perdeu a conexão com a realidadem, a continuar assim faltarão páginas na Veja e na Época para esboçar a péssima qualidade de sua gestão e política na sua vida pública.

    Ao invés de falar mal, faça o bem. Assim enganará poucos.

  12. sexta-feira, 2 de março de 2012 – 22:16 hs

    Creio eu que a ministra Gleise está mal informada, ou nao faz uso das nossas rodovias do Brasil que ela ajuda a governar, porque em dezembro último,viajando nas rodovias paulista, fiz um percurso de 193 km, ou seja de Ribeirão Preto a Piracicaba, passei por nove praças de pedagios, sim 09 praças, veja que absurdo. a primeira praça paguei r$5.60 a seg. 5.80 a terc.5.80 a quarta 5.80 a quinta 4.70 a sexta 4.50 a setima 7.40 a oitava 8.10 e a nona 7.20, perfazendo um total de R$ 54,70, (cinquenta e quatro reais e setenta centavos). Concordo plenamente que os preçosdos pedágios no pais é abusivo, muito alto, mas criticar só o do Paraná, é fazer vistas grossas dos valores dos outroa Estados.

  13. sergio silvestre
    sexta-feira, 2 de março de 2012 – 22:16 hs

    Se eu passei 13 anos pagando o triplo que seria o valor verdadeiro,quem ficou com o dinheiro?
    Vou receber de volta aqueles tiquetes que juntamos do pedagio?
    Ou vamos pegar aquele monte de papeizinhos ,fazer um cartucho e chuchar no rabo de quem deu ganho de causa para esse roubo por anos!

  14. ROSE
    sexta-feira, 2 de março de 2012 – 22:24 hs

    DESCER O SARRAFO ATÉ EU …..QUERO VER TER CAPACIDADE EM FAZER ALGO…AFINAL, CAPACIDADE É O QUE FALTA!

  15. PK
    sexta-feira, 2 de março de 2012 – 22:56 hs

    yoo soi uma aluna do requeleão!!! OU BAIXA OU ACABA!!!! CHAMA OS DA PSIQUÊ, TEMOS MAIS UMA COM OS SINTOMAS DA CAMPANHA QUE JA COMEÇOU FAZ TEMPO; SÓ FALTA A TURMA DO pt PEDIREM PARA SER PRESO E AI APARECER NA MIDIA! É PROPAGANDA SEM PRECISAR GASTAR A GRANA DOS PEDAGIOS!!!

  16. Estevao
    sexta-feira, 2 de março de 2012 – 23:48 hs

    O Requião não autorizou, mas os pedágios ganharam na justiça e o pior ele não cobrou as obras que deveriam ocorrer. Para mim todas as mortes nestas estradas vão para as Concessionárias e o Governo omisso que não cobrou as obras que deixariam nossas estrada como as de 1º Mundo que foram prometidas. Não aceito fim do pedágio sem conclusão das obras é o que eles querem já receberam horrores e não investiram nada, e o que o Requião fez quanto a isto, nada. Também quero ver o que o Beto Richa vai fazer. Agora cancelar contratos como dizem demagogos sem conclusão das obras é o maior prêmio para estes assassinos que tomam conta das Concessionárias.

  17. Moisés Fróes
    sábado, 3 de março de 2012 – 0:57 hs

    Senadora, qual o motivo que a Sra. calou-se no governo do Requião sobre o pedágio?
    Respondo, 1- tem medo da língua Delle;
    2- Elle pode F… o seu maridinho;
    3- Nos fale sobre a doação de500.000,00 da construtora de Maringá e o uso do avião desta.
    4-A Sra. não Moral e nem Ética para criticar ninguém, ningéum mesmo.

  18. Celso lisboeta
    sábado, 3 de março de 2012 – 7:55 hs

    A construtora Triunfo dona da Econorte entre Londrina e Ourinhos não sabe o que fazer com seus amigos do PT?
    Dá dinheiro para a campanha deles pelo Luiz Wolff Carvalho para todos, pela UTC Engenharia (sócia da Triunfo agora no aeroporto de Viracopos privatizado por ela e seu marido com Dilma) e ainda criticam?
    Coerência seria interessante para a Narizinho da Itaipu?
    Vada a devolvere o FGTS da Itaipu, dona dona!

  19. Lee
    sábado, 3 de março de 2012 – 11:21 hs

    Ah bom…achei que o reajuste era previsto em contrato.
    Mas agora ficou be esclarecido. O governador que “autoriza”.
    Mas então por que o preço médio do pedágio subiu 80% no desgoverno Requeijão? Não era só “não autorizar”?

  20. Vigilante do Portão
    sábado, 3 de março de 2012 – 11:39 hs

    Pois é, Querendo Justiça.

    O Requião não autorizou os aumentos.

    A Hustiça concedeu.

    Resultado:

    Pagamos o reajuste, as custas processuãis e os honorários dos Advogados.

    Sem contar o trabalho da Procuradoria.

    BURRICE PURA.

    Essa “conta, está pendurada nos ~milhões e milhões de Precatórios.

    Você VAI PAGAR A BURRICE do REquião.

    A Tática é a de negociar obras.
    Vale dizer que a conclusão do TC, é mero INDICATIVO,
    A imprensa (matéria paga) ufanou-se, dando crédito para a Gleisi. – tudo p/ campanha -.

    As conscessionárias irão recorrer e o processo vai se arrastar por vários anos.

    Por conta disso, o goveno Estadual está NEGOCIANDO a antecipação de obras e adequação das tarifas.

  21. BOZO
    sábado, 3 de março de 2012 – 13:10 hs

    PELO AMOR DE DEUS … ESSA GLEISI FAZ PARTE DA GENTALHA DOS POLÍTICOS HIPÓCRITAS … FORA GLEISI E TAMBÉM OS VALORES EXORBITANTES DOS PEDÁGIOS.

  22. Profa Vivi
    sábado, 3 de março de 2012 – 13:30 hs

    Atuais senadores do PR:
    Alvaro Dias
    Roberto Requião
    Sergio Souza
    Senadores da legislatura anterior:
    Alvaro Dias
    Flavio Arns
    Osmar Dias
    Uai, o nome da Gleisi não está aqui. Demagogia ou não, os outros não pensaram em pedir para o TCU analisar. Só pensam na perfeição dos contratos, criados por “mestres” em roubar a população.

  23. Paulo
    sábado, 3 de março de 2012 – 13:50 hs

    esse povo direitista é burro demais, não dá nem para argumentar aff

  24. PROFESSOR
    sábado, 3 de março de 2012 – 20:35 hs

    HAHAHAHAAHAH ESSA MOCINHA É UMA PIADA!!!!
    É MUITO CARA DE PAU!!!
    OPORTUNISTA!!!!!!!!!

  25. Loop
    sábado, 3 de março de 2012 – 21:33 hs

    Vá entender a justiça vai ser ouvida no que a justiça autorizou …
    Ué, em que baseou a “justiça”?
    E o direito de ir e vir?
    Que eu saiba, na Carta Magna, Soberana (…) o direito de ir e vir é gratuito … Alguém deveria alertar a “justiça”.
    Se estiver morrendo ( o carromfunerário), a parturiente … passa ou paga?
    E cadê as vias alternativas? A justiça teria analisado as alterações contratuais?
    Se analisou (…) o Tribunal está errado …
    Bem que podíamos por vontade popular atrelar o vencimento dos políticos, dos justiceiros … com base no salário mínimo. Querem ganhar mais? É justo, sem dúvida, quem não quer … Que subam a base, subam o salário … Pelo jeito nasce o sol para todos, a sombra para alguns …Desculpas se escrevi besteiras …

  26. zé vinagre
    domingo, 4 de março de 2012 – 0:26 hs

    DONA GLEISI: OS PEDÁGIOS DA ESTRADAS PRIVATIZADAS PELO PT SUBIRAM 80% EM DOIS ANOS, VIDE REGIS BITTENCOURT. EMBORA NOMINALMENTE MAIS BARATOS, NÃO LHE PARECE UM ABUSO 80% DE REAJUSTE? NESTE RITMO EM QUE VALOR ESTARÁ EM 10 ANOS?

  27. Cajucy Cajuman
    domingo, 4 de março de 2012 – 0:49 hs

    Sem dúvida que o pedágio está alto, abusivo e vergonhoso. Tem muita gente ganhando dinheiro fácil explorando o cidadão. Isso é fato.

    Ressalte-se que o tal parecer do TCU foi pedido pela então SENADORA Gleisi Hoffmann.

    Chegou agora o resultado de sua solicitação. Mas, ela NÃO É MAIS SENADORA – abriu mão do cargo eletivo, em que falava em nome do povo paranaense, para se tornar ministra do governo Dilma -, portanto, NA QUALIDADE DE MINISTRA ela não pode e não deve fazer crítica aos demais estados da federação para não criar animosidade.

    Independente de partido, e/ou de pessoas no cargo eletivo. Não é de bom alvitre. PRIMEIRO porque o que um ministro fala é a opinião do Estado/União que ela representa no momento;

    SEGUNDO por que ao criticar este ou aquele governo estadual – sendo ela agora ministra -, PORÉM COM OS OLHOS VOLTADOS às eleições de 2014 ao governo do Paraná, dá a dimensão de uma política rasteira, oportunista e desproporcional, usando a força do cargo ministerial.

    O CORRETO se ela quisesse dar andamento no assunto do pedágio, seria ter REPASSADO o parecer do TCU ao seu então suplente – hoje senador -, e ele, aí sim, dar a ênfase que melhor lhe convier, inclusive citando o nome de Gleisi. Aí é correto.

    A ministra Gleisi estaria falando sobre o tema pedágio através do seu sucessor e parceiro na mesma política.

    Agora soltar cobras e lagartos sobre o governo do Estado em contratos que não foi esse mesmo governo quem os assinou, aí é fazer política de péssima qualidade. Aliás, dessa que a sociedade já está cansada de presenciar.

    Ministra Gleisi, você não precisa desse tipo de expediente.

  28. Ocimar
    domingo, 4 de março de 2012 – 8:23 hs

    O Paulo, a direita pede ser dos burros já que a maldita esquerda é dos corrúPTos,ladrões e safados,aliás essas quadrilhas só estão se ferrando no mundo todo,veja,perdeu no chile,na Líbia fizeram justiça acabando com a raça do sanguinário Kadaffi, na venezuela o porco esta morrendo,igualmente na Argentina e no Brasil,é só questão de tempo para esses ladrões e corrúPTos irem para o inferno,puxa ia me esquecendo,no Irã os dias do ditador safado amigo do cadáver lula também tem os dias contados.

  29. Patricia
    domingo, 4 de março de 2012 – 11:06 hs

    No dia que ela solicitar um levantamento do TCU nas contas da ITAIPU eu começo a achar ela uma bem intencionada. Por enquanto não rola!!!

  30. Renato
    segunda-feira, 5 de março de 2012 – 10:42 hs

    Essa noticia do TCU da certo animo na gente, mas é difícil de se concretizar o departamento jurídico das concessionárias parece que ganha todas, será porque? E o governo do Paraná só negocia aumento.

  31. Usuário das rodovias
    quinta-feira, 15 de março de 2012 – 16:38 hs

    A quem interessar a indignação de um usuário das rodovias pedagiadas do Paraná.

    Senhores governantes e concessionárias, venho expor a minha indignação não somente com os pedágios, mas também com todos os políticos paranaenses (vereadores, prefeitos, deputados estaduais, deputados federais, senadores e governador) tá na hora de vocês deixarem de empurrar o problema com a barriga e pararem de ficar de briguinha uns com os outros e deixar de colocar a culpa nos outros, a meu ver todos são culpados, uns por fazerem coisas erradas e outros por só ficarem de mão abanando, olhando para depois tirar o seu corpo fora, só que esquece que também é um representante do povo e também tem sua parcela de culpa, jogar a culpa nos outros é fácil, difícil é resolver o problema criado. Tomem vergonha na cara queremos que vocês que estejam ocupando os cargos politicos, não importa quem seja e de que partido seja, ponham a mão na massa e façam jus ao salário que vocês recebem que é muito pelo que fazem e resolvam os problemas criados com as concessionárias.
    Espero que façam realmente alguma coisa pelo povo paranaense, o povo paranaense não agüenta mais ser roubado legalmente. Não me importo em pagar um pedágio justo desde que existam investimentos, como a duplicação das estradas da BR 277 e outras. O que não da para agüentar mais é o descaso das autoridades paranaense, com relação ao assunto, onde pagamos um absurdo de pedágio, por pistas simples que já deveriam ter sido duplicadas, pelas concessionárias. Não agüento mais ver tanta gente chorando por seus entes queridos ceifados de seu convívio pelas estradas paranaense, tanta família destruída, tantos pais e filhos queridos perdidos nas estradas, quantas vidas poderiam ter sido poupadas se o dinheiro tivesse sido investido corretamente na BR 277 e outras rodovias paranaenses, será que esse dinheiro que deixou de ser investido paga a vida de uma pessoa dentro de tantas já foram tiradas? Acredito que não!
    Termino esse manifesto de indignação fazendo uma pergunta a nossos políticos e as concessionárias, quantas famílias precisaram ainda morrer, para que vocês criem vergonha na cara e cumpram as obras do contrato, com tarifas mais justas, de acordo com a inflação atual no Brasil.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*