Presos 4 suspeitos de participar da "gangue da dinamite" | Fábio Campana

Presos 4 suspeitos de participar da “gangue da dinamite”

Da Gazeta do Povo

Quatro pessoas foram presas pela Polícia Militar de Ponta Grossa, nos
Campos Gerais, acusadas de participar da “gangue do dinamite” –
especializada na explosão de caixas eletrônicos. Com o grupo,
policiais apreenderam farta munição e armamento, dois veículos e R$
42,3 mil em dinheiro. Um caixa eletrônico foi explodido na terça-feira
num posto de gasolina próximo da prefeitura.

A operação, que resultou nas prisões e apreensões, começou na
terça-feira (31) e prossegue nesta quarta-feira (01). Seis pessoas
foram encaminhadas à 13ª Subdivisão Policial, mas quatro foram detidas
em flagrante, acusadas por formação de quadrilha. O delegado Leonardo
Carneiro está tomando o depoimento dos envolvidos neste momento.

Com os suspeitos, a polícia encontrou oito armas, incluindo uma
submetralhadora ponto 45, três pistolas 9 milímetros, duas pistolas
380, uma pistola ponto 40 e um revólver calibre 38. Também foram
apreendidos 200 munições de calibres diversos, dois coletes à prova de
balas, cinco balaclavas (gorro que encobre o rosto) e luvas. Entre os
materiais explosivos apreendidos com os suspeitos estão 17 bananas de
dinamite, um cordel detonante, sete espoletas e um “miguelito” (cruz
formada por pregos para furar pneu de veículos). Um rádio,
possivelmente usado para ouvir a frequencia da PM, e dois carros,
sendo um deles um Renault Sandero furtado em Curitiba, no ano passado,
também foram recolhidos pela polícia. As prisões e apreensões
ocorreram na vila Shangrilá, em Ponta Grossa.

Nesta manhã, o secretário estadual de Segurança Pública, Reinaldo de
Almeida César, e o subcomandante da PM do Paraná, coronel César
Alberto de Souza, estiveram em Ponta Grossa em reunião com o comando
do 1º Batalhão da PM. Segundo a oficial de Comunicação Social do
Batalhão, tenente Natália Marangoni, o secretário parabenizou a
polícia local pela operação. O secretário e o subcomandante não
estariam mais na cidade.

Ainda conforme a tenente, não é possível adiantar que a quadrilha
presa em Ponta Grossa é a mesma que agia em Curitiba e em outras
cidades da região na explosão de caixas eletrônicos. O delegado
Leonardo garantiu que há “fortes indícios” de que os suspeitos tenham
participado do roubo aos caixas eletrônicos de Imbaú, nos Campos
Gerais, em janeiro, e de mais dois caixas em Ponta Grossa, no final de
semana e nesta segunda-feira (31).

Explosão

De acordo com a Polícia Militar (PM), o vigilante do posto acionou a
polícia por volta das 4 horas, já que o alarme da loja havia disparado
e havia fumaça no local.

Não se sabe quanto dinheiro foi levado, mas os bandidos usaram
explosivos para abrir o equipamento. O posto fica na Avenida Visconde
de Taunay, no bairro da Ronda, próximo da prefeitura e câmara
municipal.

No local, a polícia também encontrou um veículo Renault Sandero
branco, que estava sem placas. Foi constatado que o carro havia sido
roubado em Curitiba no mês de dezembro.


2 comentários

  1. Murilo Álvaro Viezzer
    quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012 – 22:05 hs

    É uma “Honra” para nós pontagrossenses, sermos a sede dessa gangue…

  2. LEONARDO.
    quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012 – 8:42 hs

    Muito estranho ..a facilidade como eles atuam….explodem caixas eletronicas com seguranca . a luz do dia…ai tem…Saem tranquilos..na certeza da impunidade.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*