Prefeitura vai renovar permissão de uso do Casarão da UPE | Fábio Campana

Prefeitura vai renovar permissão de uso do Casarão da UPE

Em uma reunião na tarde desta terça-feira (7), na Prefeitura de Curitiba, representantes da UPE e do município trataram do processo de renovação da permissão de uso do prédio na Rua Carlos Cavalcanti, no Alto São Francisco.

No encontro, com a procuradora-geral do município, Claudine Bettes, o presidente da UPE, Rafael Bogoni (PCdoB), o deputado estadual Professor Lemos (PT) e o vereador Paulo Salamuni (PV), foi autorizado de imediato que seja feita a ligação de água e luz do imóvel para que seja ocupado por representantes da entidade estudantil. Os termos de permissão de uso deverão ser definidos em 28 de fevereiro com assinatura de decreto.

A permissão de uso do casarão depende necessariamente de que o imóvel seja utilizado de forma a atender ao interesse público, conforme previsto na legislação municipal de cessão de Unidades de Interesse Especial de Preservação (UIEP’s), que consta na Lei Orgânica do Município.

O prédio, na Rua Carlos Cavalcanti, no Alto São Francisco, construído em 1918 foi, no princípio, utilizado como residência. Na década de 50 foi comprado pelo governo do Estado, tendo sido usado por órgãos da administração estadual. Entre 1959 e 1968 foi sede da União Paranaense dos Estudantes.

Desativado por anos, o imóvel foi repassado pelo governo à Prefeitura. Em 1994 foi transformado em Unidade de Interesse Especial de Preservação (UIEP) e, em 2002, foi totalmente restaurado mantendo as características originais e repassado para ser gerido pela União Paranaense dos Estudantes (UPE).

Sem atividade, o imóvel que é patrimônio do município, estava fechado e deve ser reaberto a partir da permissão de uso à UPE que assumirá compromisso de utilizar o imóvel com ações para o benefício da coletividade.


15 comentários

  1. Alessandro
    terça-feira, 7 de fevereiro de 2012 – 19:27 hs

    Amigo, pra quem conhece sabe que essa casa virou um antro na mão da UPE. Sexo, drogas e má conservação.
    Tem cômodos impossíveis de se entrar, dado o estado de deterioração.
    Consigo fotos, se quiserem!

  2. RENOVAÇÃO APÓS A ELEIÇÃO
    terça-feira, 7 de fevereiro de 2012 – 19:38 hs

    VOCÊS ACHAM QUE O DUCCI IRIA QUERER COMPRAR BRIGA COM OS ESTUDANTES EM PLENA TEMPORADA DE ELEIÇÃO, ELE NÃO É DIODO.

    DE QUALQUER MANEIRA, ESSA RENOVAÇÃO VAI DURAR APENAS PARA DEPOIS QUE AS ELEIÇÕES ACABAREM, É VER PRÁ CRER.

  3. Roberto
    terça-feira, 7 de fevereiro de 2012 – 20:36 hs

    Tomara mesmo! Pq esse pesspalda UPE esta destruinso a casa. Nem o gramado os mulekis conseguem cuidar. Eh uma vergonha! Antro de droga e vadiagem. Por mim o Ducci deveria tomar a casa, revitalizar e fazer bom uso…. Com beneficios p/ o povo

  4. cansada
    terça-feira, 7 de fevereiro de 2012 – 21:11 hs

    ESCROTOS…

  5. Anônimo
    terça-feira, 7 de fevereiro de 2012 – 21:39 hs

    Que bom.
    Finalmente um pouco de bom senso na cabeça dos políticos.
    Incrível como ainda tem REAÇA que não entende que faz parte da vida estudantil ter espaços para suas reuniões e suas lutas.
    Deve ser INVEJA DA BELA juventude que voltou a ser atuante politicamente e já não faz mais o jogo de quem está dentro ou fora do poder.
    Vejam que quem fala besteira NUNCA ASSINA O NOME INTEIRO. Medo de processo?
    Talvez saiba que calúnia, difamação… É CRIME e também pega idosos?

  6. Motoqueiro Infernal !!!
    quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012 – 8:36 hs

    Deviam criar algo útil neste prédio, algo que beneficiasse a população que paga tantos impostos…

  7. A A CASAGRANDE
    quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012 – 8:43 hs

    senhores talves eu seja desinformado, mas alguem pode me dizer alguma coisa boa que a une,upe e etc….tenham feito de bom, qual açao voluntaria para ajudar as pessoas eles participaram , não vale dizer “dos caras pintadas” que foi uma açao da rede globo para derrubar o presindente e criaram um bando de laranja para justificar o movimento.qual projeto em execução do pcdob para beneficiar a população.
    como dizia o comediante “é mui dificil”

  8. carlos rocha
    quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012 – 9:07 hs

    TÁ NA HORA DA PREFEITURA ASSUMIR EM DEFINITIVO AQUELE IMOVÉL E DAR UMA DESTINAÇÃO ADEQUADA AO MESMO JÁ QUE O MOVIMENTO ESTUDANTIL NÃO CONSERVA.

  9. Salete...
    quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012 – 9:45 hs

    Esse imóvel foi repassado ao municipio de Curitiba na calada da noite pelo goverdador JL, em dezembro de 2002.

    A documentação pode ser encontrada na CPE e de alguma maneira foi uma forma de ressarcir os investimentos feito pelo prefeito CT naquele local, que virou uma possílga quando da Cessão de Uso pela UPE até 31/12/10…

    Outro imóvel com Cessão de Uso e que não cumpre as finalidades para a qual foi cedida é o prédio que se encontra ao lado da UPE…Ali funciona(ou) até faculdade particular, o que poderia justificar o Controle Interno e a Ouvidoria sobre estas maracutaias???

    E aquele hotel em Foz??? Cedido, depois de todo reformado, pro Sena…Cessão de Uso para Particular só pode ocorrer quando a entidade não tem fins lucrativos, ao contrário não é o que ocorre.

    Pode censurar, mas é a mais pura verdade.

  10. quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012 – 9:54 hs

    Pois é, graças ao movimento dos “muleques” que a copel não foi privatizada, que o país passou pela redemocratização, que temos mais verbas para a educação, são esses “muleques” que de fato transformam o país pois participam da luta, da mudança, da renovação, pois quem é que nunca foi “muleque”, agora falta mesmo as pessoas conhecerem a história que a entidade tem e o seu papel na transforamação da sociedade, em busca da defesa da coletividade.

  11. ELEITOR CURITIBANO
    quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012 – 10:25 hs

    Esses estudantes disfarçados,são diferente essa casa esta virado um Xiqueiro,não tem manutenção,esta caindo os pedaçoa.Não deveria ceder à essa tal de UPE,no meu tempo a UPE tinha presença éra responsavel.

  12. Doutor Prolegômeno
    quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012 – 10:35 hs

    O palacete onde residiu o professor Benjamim Lins poderia ter destino mais digno e mais condizente com a importância histórica A UPE poderia ocupar um prédio mais moderno e mais adequado às suas finalidades.

  13. desperdicio
    quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012 – 11:30 hs

    até quando vamos ter que ver o dinheiro publico sendo jogado nas diversas reformas deste casarão?
    não entenderam ainda que os comunas tem como estrategia degradá-lo para poderem pedir mais verbas?

  14. Maria Elfrida Santos
    quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012 – 15:38 hs

    Essa casa deveria set usada para beneficio da população curitibana. Eu morei no prédio do lado, Fui pbrigada a mudar daí, por causa do barulho das festas (horriveis), regada a drogas, alcool, prostituição e etc. etc. Porque qem garante que essa turma vai se comportar!!???… É um absurdo dar essa casa para a UPE. O que eles vão fazer é destruir a casa. Coo estavam destruindo. Mas politica ninguém entende, só os politicos mesmo….

  15. salete cesconeto de arruda
    quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012 – 19:43 hs

    Ainda bem que alguém da turma aconselhou o Beto e companhia a ir não se arriscar com a juventude.
    Beto já não é tão mocinho para concorrer com a PIAZADA que vem por aí pegando fogo. Não isa ser mole não! Brigar com estudantes tendo possível greve na polícia dividida? Só louco! Mas os estudantes que se liguem. Pode haver outras investidas. Tanto terreno e prédios públicos já foram dados a preço de banana para amigos….
    Os macacos sabem disso!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*