PMs fazem carreata em Paranaguá por melhores salários | Fábio Campana

PMs fazem carreata em Paranaguá por melhores salários

Da Gazeta do Povo

Na manhã desta quinta feira (23), uma carreata composta por cerca de
150 veículos saiu do Aeroparque rumo à Praça 29 de Julho, em
Paranaguá, no Litoral do Paraná. A manifestação é uma reivindicação
dos policiais militares que defendem a valorização profissional da
categoria e a recomposição das perdas salariais sofridas nos últimos
anos. A carreata contou com a adesão dos PMs que estavam de folga, de
suas esposas e filhos, além de integrantes da sociedade civil, como
advogados e empresários.


A manifestação da Polícia Militar em Paranaguá foi um ato de apoio aos
policiais militares de todo o estado do Paraná. De acordo com o
sargento, a manifestação reuniu em torno de 200 pessoas, entre
militares, familiares e simpatizantes ao movimento.

Os policiais protestam contra a não implementação da Emenda 29 à
Constituição do Paraná, que, entre outras coisas, prevê a incorporação
de subsídios ao soldo dos PMs. “A Emenda 29 foi decretada, mas só
falada”, desabafa João Carlos, 2º Sargento da Polícia Militar e que
tem 29 anos de carreira na instituição.

A atual proposta de reajuste salarial feita pelo governo do estado foi
rejeitada pelos policiais. Uma nova tabela deve ser apresentada ainda
nesta semana.

Segundo o sargento, a carreata também tem o objetivo de conscientizar
a sociedade e a possibilidade de greve está descartada. “Nós queremos
a valorização profissional. Nossos salários estão defasados. Em
momento algum cogitamos entrar em greve, pelo contrário, queremos dar
um trabalho de qualidade para a sociedade, ela não pode pagar por
isso”, afirma. O sargento ainda disse que se houver necessidade, outra
carreata será feita.


13 comentários

  1. juka bill
    quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012 – 19:41 hs

    Como a Gazeta do dinheiro do Povo, de uma hora pra outra começou a apoiar movimentos grevistas no Paraná. Será o $$ do governo do PT?

  2. VOLTA, REQUIÃO!!!
    quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012 – 19:52 hs

    É como aquela famosa frase do romance de Stephen King, “A Tempestade do Século”: “Me dêm o que eu quero que eu vou embora”.
    É só o Beto dar o que os policiais querem (e lhes é de direito), que a “bronca” se resolve!. Simples assim.

  3. JURISCONSULTO
    quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012 – 21:08 hs

    Precisamos reunir os policiais militares de todo o Estado para seguir à Capital, os aposentados, familiares, parentes e simpatizantes, para que possamos montar uma acampamento por tempo indeterminado em frente ao Palácio Iguaçu……os policiais podem revesar com aqueles que estiverem de folga na Capital e os PMs em férias ou de licença….fica a ideia para os organizadores das entidades representante da categoria…

    Abraço a todos os policiais militares..

  4. De Coronel p/ Coronel
    quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012 – 21:56 hs

    Mensagem original
    > De: César Souza
    > Para: warrosa@uol.com.br
    > Cópia: Mauricio Tortato
    > Assunto: Re: GERENTE DA CRISE
    > Enviada: 16/02/2012 23:43
    >
    > Amigo
    > Hoje pela manhã foram convocados todos os coronéis para serem
    > atualizados sobre as tratativas da implantação do subsídio e 4 opções
    > foram colocadas, inclusive a possibilidade de adiar a “implantação do
    > subsído” para um momento em que o governo tenha melhores recursos.
    > (assim fica valendo a excelente tabela que o Ten Cel Tortato montou no
    > soldão, pelo menos para os cap e oficiais superiores) Os técnicos da SEAP estão tentando na implantação do subsídio se vingar do que aconteceu no soldão, onde eles foram afastados (na verdade são invejosos e querem extinguir dir eitos que os militares possuem, fale com o Tortato e ele te conta que essa proposta indecorosa já existia em 2010)
    > O problema não é orçamento, a proposta apresentada pela comissão
    > paritária (22 mil cel 4513 sd) tem capacidade orçamentária, o que não
    > tem, segundo Hauly é capacidade financeira.
    > Assim é possível fazer ajustes com impacto zero (de cabo a 1º Ten)
    > Vamos aguardar a proposta, se não agradar fica como está, (sem
    > subsídio ou subsídio para cada graduação por ano, 2012 SD, 2013 Cb,
    > 2014 3 SGT, 2015 2 SGT etc) esse seria o pior cenário!
    >
    > http://www.gazetadopovo.com.br/vidaecidadaniaconteudo.phtml?id=1224406

    AMIGO,
    APENAS REPASSANDO PARA CONHECIMENTO.
    Atenção:

    Temos que começar uma campanha junto ao Alto Comando da P MPR, para que o Ten Cel QOPM TORTATO assuma a direção das negociações com o governo no que diz respeito as questões salariais. Nada de pessoas incompetentes (não no termo pejorativo – mas sim na falta de qualificação técnica para tal) e de associações que não sabem como funciona a sistemática de concessão salarial do Governo do Estado.
    O Estado tem um orçamento que deve ser observado e respeitado, e hoje na Corporação (posso afirmar com certeza) não existe nenhum oficial que seja mais qualificado que o Ten Cel TORTATO em se tratando de questões orçamentárias.
    O Ten Cel TORTATO tem qualificação técnica, cultural e sabe todos os tramites legais e o que pode e o que não pode na esfera governamental. Sem falar no fato que ele é uma pessoa respeitadíssima perante os técnicos das Secretarias do P lanej amento; Fazenda e Administração, técnicos estes que realmente definem o que o governo pagará ou não para o funcionalismo, no caso a PMPR. Estes técnicos respeitam o Ten Cel TORTATO e sabem que o que ele fala e propõe tem fundamento e lógico, coerente e legal.
    Ou ele assume com 100% de autonomia (com liberdade de escolha de equipe, assessores, etc) por parte do Comando Geral, ou a PMPR entrará na sua pior crise salarial de sua história. Retrocesso total. O que era para ser um benefício acabará sendo um fator que irá desmantelar de vez a nossa tão sofrida Corporação.
    Com a implantação do subsídio nos moldes ofertados pelo Governo do Estado, caso a PM aceite, estaremos aceitando a pena de morte para a classe policial militar o Estado do Paraná, ativos e inativos.
    Estou enviando este e-mail para os compa nheiros da PMPR que possuo na minha lista de endereços, sem falar com o Ten Cel TORTATO (até posso estar comprometendo o sério, competente e responsável oficial), mas da minha posição atual acho que é uma pequena contribuição de quem já passou pelo governo e sabe como funciona todo o circo que é armado quando sentam-se a mesa representantes do Governo e representantes dos funcionários públicos que pleiteiam aumento salarial.
    E, como tive o privilégio de acompanhar a última “luta” da PMPR para a
    implantação do “SOLDÃO” sei que o melhor caminho é o ingresso do Ten Cel TORTATO, como representante oficial da PMPR, para, se não puder avançar, no mínimo deixar como está a política salarial da Corporação.
    A proposta apresentada ontem pelo Governador Beto Richa acabou de vez com a esperança de uma melhora salarial para a PMPR.
    Mas como estamos negociando ainda está na hora de mudarmos o GERENTE DA CRISE.

    Washington Alves da Rosa, Cel QOPM

    Se esse Tortato fosse pessoa de bem, nos não estariamos nesta luta pois o seu soldão só beneficiou os Oficiais e achatou o salário dos Praças, deveria sim ser conhecido como Judas dos Praças.

  5. quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012 – 22:18 hs

    Enquanto isso nosso governador em salvador pulando carnaval…ops agora esta na praia….e as promessas de campanha só Deus para proteger o Parana….volta Requião por favor….

  6. Lucas
    sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012 – 0:27 hs

    O Governador já voltou do Carnaval???

  7. SERÁ QUE HOJE RESOLVE ?
    sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012 – 9:54 hs

    ESPERA-SE UM PAPO FINAL, COM MUITO AXÉ !!!!

  8. GARGAMEL
    sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012 – 10:04 hs

    Felizes dos que podem ter folga.

  9. joel da rosa silva
    sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012 – 10:32 hs

    Acho justo a reinvidicação dos PMs de Paranaguá e de todo o estado, ja que eles não podem se sindicalizar ou realizar greve é atraves das manifestaçãoes que eles ´podem conseguir o que querem

  10. Parreiras Rodrigues
    sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012 – 14:42 hs

    Mania duns e doutros invocarem com governador na Bahia.

    Foi às custas dele em dias que tudo tá fechado, ninguém se reúne.

    Vamos parar de brincadeirinhas, dona Cláudia and co.

    Dona Dilma também tava numa praia, pior, num forte e às suas nossas custas. Ela and co.

  11. Paulo Siqueira
    sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012 – 18:57 hs

    E a polícia do Paraná só aparece nos noticiários nacionais para achincalhar nosso Estado. São policiais bebendo com a mulherada ou surrando menores.
    Uma vergonha…

  12. Mantena
    sábado, 25 de fevereiro de 2012 – 2:56 hs

    Senhores politicos,cuidem dos nossos policiais pois eles cuidam da nossa segurança.,cuidem de nossos professores pois eles cuidam de nossa educaçao.,cuidem de nossas pessoas,pois nos cuidamos do Parana.Povo do Parana vamos ter paciencia e bom senso pois nos temos que cuidar do nosso estado…tenho certeza que nosso governador vai justificar a marca registrada de sua familia…trabalho,respeito e bom senso.Saude e Paz para todos…aos nossos policiais parabens pela atitude respeitosa …

  13. sábado, 25 de fevereiro de 2012 – 14:52 hs

    Na verdade a Segurança Pública necessita de um política de Segurança Pública de ESTADO e não de Governo. A Segurança Pública não pode mais servir, como está servindo há décadas de bandeira partidária. A Segurança Pública tem compromisso com a sociedade e não com o Governo.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*