Nova ministra defende direito ao aborto | Fábio Campana

Nova ministra defende direito ao aborto

Socióloga Eleonora Menicucci, que assumirá Secretaria das Mulheres, dividiu prisão com Dilma na ditadura militar. Ex-guerrilheira é amiga da presidente desde os anos 60; ela substitui Iriny Lopes, que será candidata em Vitória.

Amiga da presidente Dilma Rousseff desde a década de 1960 e sua colega de prisão na ditadura militar, a nova ministra Eleonora Menicucci, 67, promete defender a liberação do aborto à frente da Secretaria de Políticas para as Mulheres. Socióloga, professora titular de Saúde Coletiva da Unifesp e filiada ao PT, ela assumirá o cargo na sexta-feira. Substituirá a também petista Iriny Lopes, que sai para disputar a Prefeitura de Vitória.

Menicucci integra o Grupo de Estudos sobre o Aborto e já relatou ter se submetido à prática duas vezes. Ontem, afirmou à Folha que levará sua convicção e sua militância na causa para o governo.
“Minha luta pelos direitos reprodutivos e sexuais das mulheres e a minha luta para que nenhuma mulher neste país morra por morte materna só me fortalece”, disse.
A polêmica sobre o aborto marcou a corrida presidencial de 2010, quando José Serra (PSDB) usou o tema para atrair o voto religioso. Dilma, que já havia defendido a descriminalização da prática em duas entrevistas, disse ser “a favor da vida”, mas afirmou que não faria uma “guinada à direita” para se eleger.
A nova ministra anunciou que fará uma gestão de continuidade. Citou como prioridades o combate à violência contra a mulher e à “feminilização da pobreza” e a preparação das feministas para a conferência Rio+20.
Ela negou os rumores de extinção da secretaria, que circulavam desde o ano passado. “Digo isso como futura ministra. A secretaria continua com status de ministério e com muita força”, afirmou.
BIOGRAFIA
Mineira de Lavras, Menicucci conheceu Dilma no movimento estudantil, em Belo Horizonte. Na luta armada, participou de assaltos a bancos e supermercados para financiar a guerrilha.
“Sabia que tinha que fazer alguma coisa, ia lá e fazia”, relatou à revista “TPM”, em 2007. “Achava que nada de mal podia me acontecer. Era jovem, e jovem é onipotente.”
Ao ser presa, em 1971, tinha 22 anos e militava no POC (Partido Operário Comunista). Ela conta que a filha Maria, que tinha 1 ano e 10 meses, foi torturada na sua frente nas dependências da Oban (Operação Bandeirante), em São Paulo. Depois, ficou 52 dias sem notícias do bebê.
“As torturas minha e de minha filha me mostraram a olho nu a nua e crua dimensão do terror instalado em nosso país e paradoxalmente nossa impotência frente a ele. Aqui me transformei em feminista”, escreveu na revista científica “Labrys”, em 2009.
Ela reencontrou Dilma no Presídio Tiradentes, onde ficou presa até 1973 na “Torre das Donzelas”, a ala das presas políticas. Foi uma das colegas de cela convidadas para a posse da presidente.
“Tenho muito orgulho e muita honra de ter sido presa política na luta contra a ditadura”, disse ontem.
A nova ministra chorou ao lembrar colegas que foram mortos na luta armada.
“Estou muito emocionada. Peço desculpas… [embargando a voz]. É um filme que passa na cabeça em todas as horas da minha vida, para me inspirar e me fortalecer.”
À “TPM”, ao comentar seu ativismo, ela falou também sobre a vida pessoal.
“Me relaciono com homens e mulheres e tenho muito orgulho de minha filha, que é gay e teve uma filha por inseminação artificial.”


18 comentários

  1. antonio carlos
    terça-feira, 7 de fevereiro de 2012 – 16:19 hs

    Desejo que a companheira presidente não esteja arrumando mais uma pra cabeça. Começou o ano trocando 6 por meia-dúzia no ministério das Cidades. Talvez até o fim do mandato aprenda a trocar os ministros, ou ministras. ACarlos

  2. salete cesconeto de arruda
    terça-feira, 7 de fevereiro de 2012 – 16:28 hs

    Depois de descobrirmos que até a esposa do José Serra, a Senhora Mônica fez aborto – penso que já é tempo de ouvir o que pensam as mulheres mais pobres quando vítimas de uma gravidez INDESEJADA.
    Cabe ressaltar que falar de aborto é também falar de HOMENS que NUNCA são presos e que no entanto contribuem para gravidez indesejada.
    TEMPO DE DISCUTIR E MUITO ESSE TERRÍVEL PROBLEMA DA GRAVIDEZ INDESEJADA QUE LEVA AO ABORTO.
    Antes que mais VÍTIMAS acabem sendo MASSACRADAS por gente que segura SANTINHA enquanto tenta esconder que já fez aborto mesmo estando casada e no quarto mês de gravidez.
    Se a MÔNICA DO SERRA pode fazer um aborto com certeza num ótimo hospital – quem somos para obrigar mulheres pobres a se espetarem com agulhas de tricot e outros absurdos só por naõ terem dinheiro?
    Pense bem na questão.
    Não acho aborto solução. Assim como não acho que cortar o pênis dos homens resolva o assunto. MAS QUE JÁ É TEMPO de deixar que mulheres decidam o que fazer de suas vidas – isso é. Principalmente agora que tantas estão sendo vítimas dos próprios maridos, namorados…
    Vocês não acham?
    O MELHOR É CLARO É FAZER TUDO PARA EVITAR QUE NINGUÉM ENGRAVIDE SEM DESEJAR!
    Educação em VALORES HUMANOS sobre SEXUALIDADE – já!

  3. terça-feira, 7 de fevereiro de 2012 – 18:00 hs

    Mais uma promessa de campanha de Dilma indo pelo ralo.
    Na campanha era contra o aborto e agora dona dilma , vai fazer igual ao lula que na propaganda é uma coisa e a realidade é bem outra ?

  4. TONHÃO 2012
    terça-feira, 7 de fevereiro de 2012 – 18:47 hs

    ELA DEVERIA FAZER ESSA DECRETAÇÃO VALER PRA FAMILIA DELA. O QUE ESPERAR DE GUERRILHEIRA. DEVERIA DAR ORDNES PROS SEUS AMIGUINHOS NA COLOMBIA. NÃO TEM FAMILIA, QUER DESTRUIR QUEM A PRESERVA. QUE VERGONHA PETISTA ESQUISOFRENICA….

  5. Mirian Waleska
    terça-feira, 7 de fevereiro de 2012 – 19:18 hs

    Tudo gente boa.
    Tô sentindo cheiro de encrenca no ar…

  6. Alessandro
    terça-feira, 7 de fevereiro de 2012 – 19:25 hs

    Defendo o aborto retroativo, de todos aqueles que hoje são a favor de matar crianças ainda no ventre.

  7. lis
    terça-feira, 7 de fevereiro de 2012 – 19:29 hs

    Tenho 29 anos,nasci em uma época no qual fomos privados do verdadeiro conhecimento da historia,no periodo ditatorial no qual passou nosso país.
    Mas pela minha curiosidade e inquietação q aos poucos vou tendo consciencia desse passado,q é de extrema importancia para saber o q acontece nos dias atuais.
    Quero dizer que,que apoio a iniciativa da nossa Ministra ,pois as mulheres sempre estiveram em desvantagem em td.Temos que lutar pelo nosso espaço e opinião,onde a igreja impõe regras até mesmo na quantidade de filhos até pouco tempo atraz,que deveria ter 12 filhos como os apostolos.Imposições desse tipo que são um retrocesso para o mundo feminino.

  8. CAÇADOR DE PETISTAS
    terça-feira, 7 de fevereiro de 2012 – 20:56 hs

    SALETE CESCONETO

    Como você fica nervozinha quando soa levemente em seus ouvidos a palavra guerrilheira. porque?
    As duas companheiras acima, foram presas e torturadas por cometerem ha época, “crimes contra aordem pública, assalto a banco, sequestro e outras cositas mas”. E por falar na companheira, o que você me diz da Privataria Petista? Lembra quando eu disse que o PT não tem nenhuma capacidade de criar, somente copiar?

    Acorda Saletinha, acorda.

  9. TONHÃO 2012
    terça-feira, 7 de fevereiro de 2012 – 22:23 hs

    OS FALSOS MORALISTAS SE MANIFESTAM DIZENDO QUE SÃO SANTINHOS, QUE NUNCA FAZEM NADA ERRADO. OLHA UM POUCO NO RABO DE VOCES, PRA OPINAR EM DEFESA DO ABORTO. PRECISAM EM PRIMEIRO LUGAR ESTUDAR MEDICINA, GENÉTICA, RELIGIÃO, E SOCIOLOGIA. ANTES DE TUDO SER HUMANOS, SEM DESEJAR QUE PIMENTA NO DOS OUTROS SSEJA REFRESCO. OU SE QUIZEREM APARECER QUE SEJA FAZENDO ALGUMA COISA, MESMO QUE PEQUENA DE BOM PRA ESSE MUNDO. OS RESULTADOS SE FOREM COISAS QUE TRAGAM ALGUM ALENTO TODOS VEEM. QUEM DEFENDE ABORTO, QUE FAÇA EM PRIMEIRO LUGAR COM SSUAS FILHAS, DENTRO DE SUA FAMILIA, PRA DEPOIS DEFENDER OS DEMAIS.DE FALSOS PROFETAS O MUNDO TÁ CHEIO… ISSO É BÍBLICO. MUITOS SALVADORES APARECERÃO DIZENDO QUE SÃO DEUS DE VOLTA NESSEMUNDO DE MALDADES… AQUI NÃO CORRUPTOS EM NOME DA RELIGIÃO…

  10. civil
    terça-feira, 7 de fevereiro de 2012 – 22:47 hs

    Já passou da hora de legalizar o aborto.
    Chega de hipocrisia e demagogia!

    E repito aqui uma frase famosa:
    Se homem engravidasse, aborto seria um dos sacramentos da igreja!

  11. Calos
    terça-feira, 7 de fevereiro de 2012 – 22:49 hs

    Eis as palavras da nova ministra ao defender o aborto:

    “O aborto, como sanitarista, tenho que dizer, ele é uma questão de saúde pública, não é uma questão ideológica. Como o crack, as drogas, a dengue, o HIV, todas as doenças infecto-contagiosas.”

    Do alto de sua sabedoria como sanitarista, para a doutora fetos são como uma praga a ser eliminada. Depois os facistas são os tucanos…

  12. Alessandro
    quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012 – 1:52 hs

    Hoje é proibido comer ovos de tartaruga, porque são tartaruguinhas em potencial. Não há quem bote defeito no projeto Tamar.
    Mas bebês humanos ainda no ventre, que se danem.
    Quem é o néscio que não enxerga que matar humanos ainda no ventre é como matar humanos fora dele?
    OK, se explodirmos por querer uma casa com um sujeito dentro, sem vermos ele morrendo, tudo bem?
    Sobre o assunto, há interessante artigo de hoje do Reinaldo Azevedo, na Veja online.

  13. Mirian Waleska
    quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012 – 2:24 hs

    SALETE,

    Voce passou a vida criticando a esposa do Serra, sem nem mesmo saber o que aconteceu na verdade, sempre se mostrando contra o aborto, agora que essa segunda guerrilheira vem fazer parte do ministério do PT voce passou a achar natural, a defender o direito das mulheres optarem se querem ou não seguir com uma gravidez indesejada. Em que bolha voce vive? Sua personalidade muda conforme as cartas que o PT joga, na verdade voce não tem personalidade. Como voce pode dizer que nos mulheres podemos decidir sobre uma vida que não nos pertence? Quem somos nos para decidir sobre o fim de uma vida minha senhora? Voce não deve ser mãe, pois se fosse não defenderia uma idéia dessas, coloque a mão de um bebê sobre a palma de sua mão e veja a diferença, quanta covardia, quanto sangue friu para colocar sua força contra a fragilidade de um bebê.

  14. quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012 – 10:14 hs

    Quando será que vai aparecer um governante que venha com boas propostas, propostas que visam a melhoria de vida para as familias.Bá só aparece gente contra a vida, só gente com coisas negativas que vão na contra mão do que quer o povo, e essa ai parece que ser o novo herodes.

    A leis dos homens estão ficando acima das leis de Deus, e o mandamento não matarás onde fica???
    Como pode um gente que parece ter experiencia de vida, parece ter pelo menos um pouco de sabedoria, ir por esses caminhos, porque não procuram conhecer a verdade??? Porque não procuram conversar com os médicos, pois à vida na barriga da mãe!

    Negam tirar a vida de um bandido que também penso que é certo, Pois só Deus pode decidir sobre isso, mais ai lutam e tem ideias e teorias para matar uma criança indefesa na barriga???

    Não interessa o momento ou o que aconteceu com a mulher que engravidou, ninguem tem o direito de tirar uma vida!

  15. Escritor
    quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012 – 10:33 hs

    Mais uma sonsa na política.
    Me estyranha o fato de uma mulher abaixo dizerf que a igreja prime as mulheres quando defende o direito a vida.
    O conmtrário disso que a igreja faz, então, é defender o direiro a mortre de inocentes?
    Ah, e não me venham com esse papoo furado de sofrimento, a maioria dos abortos prasticados, segunjdo pesquisas já feitas, é fruto da promiscuidade humana.
    Ou seja, na hora de vizar o zoinho, ninguédm tem responsabilidade e depois que arca com o ato é o inocente.

    Preciksamos nos livrar dessa cambada do PT, credo, quanta coisa podre essa gente defende, aborto, kit gay, defende o Irão, Cuba, casamento hiomosedxual, o que gostaria de ver do PT é eles defendendo com tanta voracidade temas mais espiritualkizados, mais evuluídos. Mas, o Aécio neves esta vindo ai e vai mandar prons quintos dos inf…toda essa cambada de mensaleiro…

  16. sergio silvestre
    quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012 – 19:16 hs

    O caçador e a walesca acharam assunto.
    Voces dois,nos tempos do fhc,nem precisava aborto,as crianças morriam de fome e sede.
    Esse governo ao menos salvou milhares de crianças deste fim.
    E mais,pobre aborta quando quer,rico mais ainda.
    Isso é frescura para quem não tem jeito de fazer oposição e vive
    caçando chifre na cabeça de cavalo.
    Já disse e repito,voces são iguais a o bolero de ravel,fica semanas
    escrevendo as mesmas besteiras.

  17. ANA CLARA
    quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012 – 22:52 hs

    Fui obrigada a fazer um aborto… gravidez de alto risco,.tinha dois filhos pequenos ..fiquei entre a cruz e a espada..arriscar e deixar duas criancas ….optei pelo aborto.. nao pensando em mim,mas nas duas criancas que corriao o risco de ficar sem mae..Nao aconselho ..e chocante..anos se passarao e choro cada vez que se fala em aborto..so quem passa por isso ..e capaz de saber o que significa ..e muito triste..e um sentimento de culpa que vou carregar para o resto da minha vida…me sinto covarde..pensei em mim..porque ele e nao eu..e uma mistura de sentimentos . …

  18. Mirian Waleska
    sexta-feira, 10 de fevereiro de 2012 – 3:36 hs

    Sergio Silvestre,

    Recolha-te em sua insignificância.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*