Governo Dilma leiloa aeroportos e compromete argumento contra privatização do PT | Fábio Campana

Governo Dilma leiloa aeroportos e compromete argumento contra privatização do PT

O que a banda do PT dirá agora? O governo arrecadou R$ 24,5 bilhões com o leilão dos aeroportos de Guarulhos (Cumbica), Campinas (Viracopos) e Brasília (JK) realizado nesta segunda-feira (6) na sede da BM&FBovespa, região central de São Paulo.

O valor, a ser desembolsado por grupos nacionais e estrangeiros para o comando dos três dos maiores aeroportos do Brasil, é quase cinco vezes o valor mínimo de R$ 5,5 bilhões que o governo pedia pelo controle dos terminais.

A avaliação do governo, via Secretaria de Avião Civil, foi a de que o resultado do leilão foi expressivo e mostrou forte interesse de investidores.

A concessão dos empreendimentos para a iniciativa privada tem como pano de fundo a forte necessidade de investimentos na infraestrutura aeroportuária do país antes da Copa do Mundo de 2014 e das Olimpíadas de 2016.

A concessão de Guarulhos, que tem prazo de 20 anos, foi arrematada por R$ 16,213 bilhões pelo consórcio Invepar, com a ACSA, da África do Sul, composto pelas empresas Investimentos e Participações em Infra-Estrutura S.A..

O valor da concessão do aeroporto de Viracopos ficou em R$ 3,821 bilhões, para o consórcio Aeroportos Brasil, composto pela Triunfo Participações e Investimentos (45%), UTC Participações (45%) e Egis Airport Operation (10%).

Já o aeroporto de Brasília foi arrematado por R$ 4.501.132.500, lance feito pelo consórcio Inframerica Aeroportos, composto pelas empresas Infravix Participações SA (50%) e Corporacion America SA (50%).
Ver em tamanho maior
Aeroportos tiveram movimento carregado no final de 2011

Foto 3 de 19 – 22.dez.2011 Pessoas aguardam na fila para o check in no aeroporto de Congonhas, em São Paulo. Os aeroviários iniciaram uma greve às 4h para reivindicar melhores salários. Mais Luiz Carlos Murauskas/Folhapress
O leilão em São Paulo

O leilão dos três aeroportos internacionais encerra o processo de concessão dos terminais à iniciativa privada. O certame começou às 10h, terminou perto das 12h30 e foi conduzido pela BM&FBovespa.

Os lances mínimos foram fixados em R$ 3,4 bilhões para Guarulhos, R$ 1,5 bilhão para Viracopos e R$ 582 milhões para Brasília, e o prazo de concessão é de 30, 20 e 25 anos, respectivamente. Para garantir o maior valor pelo conjunto dos três terminais, a estratégia foi aplicar um modelo de leilão simultâneo, inédito no Brasil.

Uma das maiores novidades do leilão estava justamente na etapa em viva-voz, em que os consórcios farão seus lances simultaneamente para os aeroportos de seu interesse.

Além da contribuição fixa, que é o valor arrecadado com o leilão, os consórcios recolherão anualmente uma contribuição ao sistema (2% sobre a receita bruta da concessionária do aeroporto de Brasília, 5% de Viracopos e 10% de Guarulhos). A arrecadação será direcionada ao Fundo Nacional de Aviação Civil, que vai destinar recursos a projetos de desenvolvimento e fomento da aviação civil.

A partir da celebração do contrato, haverá um período de transição de seis meses (prorrogável por mais seis meses), no qual a concessionária administrará o aeroporto em conjunto com a Infraero, que detém participação acionária de 49% em cada aeroporto concedido. Após esse período, o novo controlador assumirá as operações do aeroporto. Os contratos, de 20, 25 ou 30 anos, só poderão ser prorrogados uma única vez, por cinco anos.

De acordo com a Anac, Guarulhos, Viracopos e Brasília, três dos maiores aeroportos do país, respondem juntos pela movimentação de 30% dos passageiros, 57% da carga e 19% das aeronaves do sistema brasileiro. Os aeroportos concedidos serão fiscalizados pela agência.
Investimentos para a Copa do Mundo

De acordo com a Anac, a concessionária de cada aeroporto deverá concluir obras necessárias à Copa do Mundo de 2014. Para o aeroporto de Brasília, estão previstos R$ 626,53 milhões em investimentos, incluindo um novo terminal que deverá abrigar 2 milhões de novos passageiros por ano.

Em Viracopos, que deverá ter um novo terminal com capacidade para 5,5 milhões de passageiros por ano, deverão ser investidos R$ 873,05 milhões. Já no aeroporto de Guarulhos deverá ser investido R$ 1,38 bilhão, incluindo um novo terminal para 7 milhões de passageiros. (Com informações da Reuters)


28 comentários

  1. Aloisio
    segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012 – 16:06 hs

    O que os petistas irao dizer agora hein???!!!

  2. Carlos Augusto de Oliveira
    segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012 – 16:09 hs

    O governo concedeu por 20 anos a utilização de alguns aeroportos pela iniciativa privada. E arrecadou 10 vezes mais que o “governo” fhc com a privatização (doação) da Vale.

  3. Indignado
    segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012 – 16:12 hs

    Desse jeito fica dificil votar pela sexta vez no PT. Estou completamente decepcionado com o governo Dilma. Só dá ministro ladrão. Eu era um critico do Henrique Meirelles. Achava que pagar 9,9% de juros rotatório era um absurdo. Ledo engano. Eu era feliz e não sabia. Hoje, existem cartões cobrando 24,5% de juros em caso de saque, e 22% de juros rotatórios. Pelo amor de Deus, chamem o Meirelles de volta. O pior de tudo é que a nossa presidente parece não se importar com os brasileiros que a elegeram. Eu estou lá interessado em aeroporto? Pobre só viaja de onibus e carro. Tá na hora dela combater (se ela ainda sabe do sentido desta palavra) as máfias dos cartões…

  4. Antonio P.
    segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012 – 16:22 hs

    Me conte uma coisa, eles foram privatizados ou são concessões?

    A participação da Infraero continuará sendo de 49%.

  5. antonio
    segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012 – 17:44 hs

    Não é privatização. É concessão.
    Muito cuidado com o jogo de palavras, pois distorce a verdade no interesse de lados políticos.

  6. Anônimo
    segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012 – 17:50 hs

    Matérinha mentirosa, são concessões públicas e muito menos onerosas que as do tucanato

  7. Anônimo
    segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012 – 17:52 hs

    Indignado, o que dizer das taxas de juros do FHC e dos pedágios mais caros do mundo em SP e no PR?

  8. segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012 – 18:15 hs

    Esse ano já são 3 PRIVATIZAÇÕES do PT.
    Lula foi o presidente que mais privatizou no país, será que Dilma vai bater o record de privatização no país ?

  9. Rambo
    segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012 – 18:26 hs

    Proximo livro a ser editado….. A privataria Petista Parte I…..

  10. antonio carlos
    segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012 – 18:46 hs

    Que horror, será que teremos agora uma Privataria Pestista? A desonesta, imoral, ilegal, corrupta, etc e tal entrega do Patrimônio Público para a iniciativa privada não serviu de alerta para o pestismo? Será que a companheira está sabendo desta nova Privataria? ACarlos

  11. Vigilante do Portão
    segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012 – 18:54 hs

    Vou ver se entendo:

    Esse governo é o mesmo que foi eleito dizendo que PRIVATIZAÇÃO é PALAVRÃO?

    Pior foi a tese do Ministro dos Aeroportos,

    Disse o mangan~~ao:

    …A iniciativa privada é mais ágil e pode melhorar nossos aeroportos….

    KKKKKK

    Atestado de INCOMPETÊNCIA DA INFRAERO.

  12. OSSOBUCO
    segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012 – 19:45 hs

    Governo Dilma CONCEDE aeroporto, por 20 anos, por valor três vezes maior do que o PSDB VENDEU a Vale.

    Governo concede aeroportos com ágio de até 673%

    Taí a diferença entre PT e PSDB.

  13. Carlos Spillere
    segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012 – 20:24 hs

    Sou totalmente a favor da privatizacão. O governo deve concentrar seus recursos nas áreas de educacão, saúde e seguranca. As privatizacões realizadas no passado (Teles, Embraer, Vale, etc) geraram desenvolvimento e sobretudo empregos para toda a populacão. As Estatais, engessadas pela burocracia e falta de recursos, serviam de cabides de emprego para apadrinhados políticos e, em sua maioria, davam prejuizos. É facil criticar quando se é oposicão. Errou o PSDB. Deveria ter mostrado os benefícios da privatizacão e assumir a política que adotou. Antes da privatizacão pagava-se até U$ 2000,0o (isso mesmo dois mil dolares) por um telefone convencional que demorava até 2 anos para ser instalado. E agora? Comparem o crescimento da telefonia no pais e o que esse crescimento provocou, direta e indiretamente, na geracão de empregos e renda.

  14. Parreiras Rodrigues
    segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012 – 20:56 hs

    E que se privatizem também os portos e obras de construção de hidrovias.

    Na Hidrovia do Ivai – complexo Tietê-Paraná, ninguém fala nada.

    Custaria 200 milhões de dólares, se pela iniciativa privada.

    Se o Governo se meter a construí-la, não fica pronta por menos de um milhão.

    No Paraná, a estrada Boiadeira se arrasta há 40 anos.

    Ministro vem para assinar ordem de 14 kms de pavimentação.

    Uma piada.

  15. CAÇADOR DE PETISTAS
    segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012 – 22:11 hs

    SALETINHA SALETINHA.

    O que você me diz desta “cópia” do PT em relação as privatizações?

    O PT, como não tem capacidade de criar copia e, graças a Deus tem consciência que deve ser copiado do PSDB.

  16. Deutsch
    terça-feira, 7 de fevereiro de 2012 – 0:47 hs

    POis é, em vez de roubar tudo, a presidANTA e a turma do pt, poderiam usar parte do dinheiro para construir pelo menos uma das 1.500 creches prometidas por ela durante a campanha(MAIS UMA MENTIRA).
    Dos 2 bilhões de reais PROMETIDOS, só forAM liberados 280 milhões e NENHUMA creche foi entregue.
    CADÊ O DINHEIRO PRESIDANTA? VOCES PRECISAVAM ROUBAR TANTO ASSIM?

  17. Mirian Waleska
    terça-feira, 7 de fevereiro de 2012 – 1:14 hs

    INDIGNADO,

    Vce votou seis (6) vezes no PT e agora ta indignado, decepcionado, arrasado, acabrunhado e tudo o mais que termina com ado? Muito tarde meu amigo, se eu fosse voce nem contava uma coisa dessas, isso tudo também é culpa sua, voce ajudou colocar esse pessoal lá, gostou tanto que votou meia duzia de vezes neles. Tenho certeza absoluta que voce vota a sétima, a oitava a nona… tem gente que gosta de apanhar.

  18. Cajucy Cajuman
    terça-feira, 7 de fevereiro de 2012 – 1:14 hs

    A presidente Dilma está no caminho certo. Aquele caminho que Fernando Henrique Cardoso vinha trilhando para o bem do país. Os trilhos da privatização.

    Aliás, acho mesmo que governos – independe de quais, passado e presente – tem mais é que privatizar mesmo. Entregar para a iniciativa privada, com normais rígidas e cobrar resultado, eficiência e qualidade de serviços prestados aos usuários.

    Governo não deve concorrer com a iniciativa privada. A sua função é fazer andar a máquina estatal. Essa gigante engrenagem que arrecada perto de um TRILHÃO/ANO e gasta mal, oferece serviços básicos fundamentais à população que ficam aquém da necessidade.

    E ainda: governo não pode tirar o dinheiro arrecadado com impostos e que deveria ir para a saúde, educação, transporte, segurança pública, saneamento básico etc, e aplicar em empresas estatais, deficitárias e que, muitas vezes, serve de cabide de emprego para apaniguados do poder.

    Presidente Dilma acertou na mosca. Aliás, Lula deveria ter feito isso e quase uma década depois de sua posse teríamos excelentes aeroportos e serviços de primeira linha. E não essa vergonha em que se tornaram os nossos aeroportos Brasil afora.

    Vamos ver até o final do governo Dilma quantas privatizações em prol da modernidade ela fará para o bem do Brasil.

    Com uma ressalva: não vale ao término do seu governo algum espertinho – para ganhar uns trocados na larga avenida do oportunismo – querer lançar o segundo livro intitulado: A Privataria do PT pelas mãos de Dilma.

    Seria, sem dúvida, um disparate.

  19. Vigilante do Portão
    terça-feira, 7 de fevereiro de 2012 – 4:29 hs

    Falta de atitude da oposição.

    Não aparece um para questionar a Dona Dilma e o Pt sobre a mudança de atitude.

    Além de priovatizar os aeroportos,
    O BNDES vai emprestar o dinheiro para as obras.

    Mais,

    Empresas ESTRANGEIRAS vão tocar aeroportos.

    Verdadeiro atestado de incompetência.

  20. terça-feira, 7 de fevereiro de 2012 – 6:05 hs

    Enquanto o PSDB entregou inúmeras estatais e ainda as financiou com dinheiro do BNDS,+ a Vale + a pretofértil + bancos estatais, o governo da Dilma as vendeu por uma preço 4 vezes acima do esperado…e ainda vai ter participação líquida nos lucros de 49%,através da Infraero…foi um negócio fantástico…..Parabéns…o povo não é idiota e sabe bem o estrago que o governo neoliberalista do PSDB fez no país e no Paraná….veja o caso dos Pedágios que o Jaime Lerner deixou de herança para todos os Paranenses.

  21. salete cesconeto de arruda
    terça-feira, 7 de fevereiro de 2012 – 8:35 hs

    A diferença entre as privatização do PT e do PSDB são encontradas claramente no livro PRIVATARIA TUCANA do premiado Amaury.
    Simples assim.

  22. Ocimar
    terça-feira, 7 de fevereiro de 2012 – 8:42 hs

    AI ESTA A PROVA,SÃO MESMO UMA QUADRILHA DE BANDIDOS.

  23. salatiel
    terça-feira, 7 de fevereiro de 2012 – 10:27 hs

    Antonio P. – os aeroportos foram passados à administração da iniciativa privada (privatização) através de concessão de uso temporario; assim é com os portos por exemplo;

  24. Ernesto
    terça-feira, 7 de fevereiro de 2012 – 11:10 hs

    Para melhor informar os leitores do blog:

    Qual é a lógica dessas concessões?

    A concessão dos Aeroportos faz parte de uma estratégia de redistribuição de renda.

    Se olharmos bem a operação ao longo dos 20 a 30 anos, veremos que não há uma política pública de diminuição do Estado no setor aéreo, e sim um remanejamento de capital estatal de uma região para outra, a fim de promover o desenvolvimento regional.

    O governo está arrecadando dinheiro em mercados ricos como São Paulo e Brasília, para investir em mercados menos desenvolvidos que precisam de aeroportos melhores, como nas regiões Norte, Nordeste, no Pantanal, em Foz do Iguaçu, etc. O resultado disso será melhor distribuição de renda, principalmente para a indústria do turismo.

    A concessão rendeu R$ 24,5 bilhões pelo que já existe em São Paulo, Campinas e Brasília. Esse dinheiro é destinado ao Fundo Nacional de Aviação Civil (FNAC), que tem a finalidade de garantir verbas para outros aeroportos a serem reformados ou construídos sob direção ESTATAL, especialmente os regionais.
    Portanto, o dinheiro do setor aéreo não está sendo “desestatizado”, está sendo remanejado da região mais rica para as regiões mais pobres, corrigindo desequilíbrios regionais.
    Outra fonte de receita destes aeroportos concedidos, também para reinvestir nos aeroportos estatais através deste Fundo:
    – 10% do faturamento bruto anual de Guarulhos;
    – 5% do faturamento bruto anual de Viracopos;
    – 2% do faturamento bruto anual de Brasília.
    Por fim, a Infraero continua dona da concessão de 49% destes três aeroportos e, portanto, continuará tendo metade dos lucros deles.
    A ideia de conceder à iniciativa privada assusta, e protestos como os da CUT são justos, válidos e compreensíveis, pela má experiência das privatizações no passado, mas dessa vez nada tem a ver com o que foi feito na era tucana. Eis as diferenças:

    – O governo concedeu por decisão estratégica própria, e não por imposição do FMI, nem por necessidade de pagar dívidas.
    – Não há diminuição do estado no setor. O dinheiro será investido em outros aeroportos estatais.
    – A concessão tem prazo: 20 anos para Guarulhos, 25 para Brasília, e 30 para Viracopos, podendo prorrogar apenas por 5 anos. Depois disso, os Aeroportos voltam às mãos Estado e, se lá o governo quiser deixar 100% nas mãos da Infraero ou fazer novo leilão, pode decidir o que for melhor.
    – A Infraero não foi privatizada. Ela perdeu espaço nestes Aeroportos por uma mão, mas ganhará pela outra, nos Aeroportos estatais que receberão investimentos do FNAC.
    – Se a Infraero não foi privatizada, não haverá demissões em massa de seus funcionários, como ocorria na privataria tucana. No máximo ocorrerá remanejamento, se houver excedente em algum dos aeroportos concedidos.
    Se olharmos o todo, a operação foi engenhosa. Havia pouco interesse do capital privado em investir nas outras regiões, e havia muito interesse em investir em São Paulo e Brasília. O governo jogou com os investidores para fazer uma triangulação: captou dinheiro em São Paulo, que será investido no Nordeste, na Amazônia, no Pantanal, etc.
    Detalhe: São Paulo e Brasília não terão nenhum prejuízo. Pelo contrário, as concessionárias estão obrigadas a investir R$ 16 bilhões nos 3 aeroportos ao longo dos anos, para ampliação e modernização.

    Em tempo: o BNDES não está financiando o valor da concessão, como há gente mal informada dizendo por aí. O BNDES oferece empréstimo para obras de ampliação dos aeroportos, como sempre fez com outros empreendimentos industriais e de infra-estrutura.

  25. marcos
    terça-feira, 7 de fevereiro de 2012 – 11:13 hs

    Carlos Augusto de Oliveira e Antonio P, me contem uma coisa, esta grana arrecadada será que vai dar para acalmar os animos dos aliados?

  26. Aroldo Felberg
    terça-feira, 7 de fevereiro de 2012 – 12:03 hs

    O petezada! Quanta incoerência no PT. Só os militantes do PT é que não percebem que estão sendo usados para o interesse de poucos e com isso o Brasil inteiro sofre, principalmente aqueles que trabalham e produzem de verdade. Quão lamentável!

  27. ADEMIR *
    terça-feira, 7 de fevereiro de 2012 – 12:18 hs

    Qual o dano para a população ? acredito que não existe, a fiscalização é responsabilidade do governo e existem normas para serem seguidas, a grande pergunta é para onde vai todo este dinheiro ? educação e saúde seria o melhor destino !

  28. Deutsch
    terça-feira, 7 de fevereiro de 2012 – 19:52 hs

    É muito engraçado a petezada. De repente aceitam a privatização como uma coisa normal e aí se arvoram na diferença entre as formas adotadas, mas mesmo assim são coniventes com as falcatruas e roubos praticados pela estrela cadente e pelo bebum ignorante nove dedos, pois nunca cobram postura ética de seus idolos.
    Aos que propagam que o governo não está privatizando e sim leiloando a concessão, não se esqueçam que o BNDES vai financiar 80% da grana, ou seja + ou – R$ 20 bilhões, que não entram no caixa do governo imediatamente, e sim a longo prazo.
    Tem gente que acha que vai esse dinheiro vai servir para investimentos em outros aeroportos. Que nada, essa grana vai servir para tapar o buraco que a presidANTA, o lula e a quadrilha do pt roubam diariamente dos cofres públicos.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*