Com unhas e dentes | Fábio Campana

Com unhas e dentes

Enquanto o público se distrai com a cobiça de cargos mais ou menos miúdos por partidos aliados, expoentes da bancada petista lutam com unhas e dentes para emplacar seus indicados em postos de comando no Banco do Brasil. Contrariado nesse intento, o presidente da Câmara, Marco Maia (PT-RS), abortou anteontem a votação do projeto criador do fundo de previdência dos servidores, matéria cara ao Planalto.

Além de inconsistências curriculares, os nomes colocados na mesa pelos deputados petistas têm em comum ligações com pessoas empenhadas em desestabilizar o presidente do BB, Aldemir Bendine.


Um comentário

  1. Mirian Waleska
    sábado, 11 de fevereiro de 2012 – 2:05 hs

    Campana me ajuda nessa:

    Inconsistências curriculares é o mesmo que burro?

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*