Cidadão Nilson | Fábio Campana

Cidadão Nilson

Vai ser no dia 22 de março, uma quinta-feira, que o jornalista Nilson Monteiro, vai receber na Assembleia o título de Cidadão Honorário do Paraná.

Nascido em Presidente Bernardes, São Paulo, Nilson mudou jovem para Londrina e não demorou muito para se tornar, oficialmente, cidadão londrinense. Veio para Curitiba e não deu outra, virou cidadão curitibano, com firma reconhecida.

Colecionador de títulos, e de amigos, Nilson Monteiro vai se tornar cidadão paranaense por conta de um projeto oportuno, sustentável e ambientalmente correto, do deputado Luiz Eduardo Cheida, do Partido Verde.


6 comentários

  1. geraldo
    sexta-feira, 3 de fevereiro de 2012 – 16:14 hs

    O Nilson merece todas as homenagens. Não é a toa que ele é colecionador serial de títulos de cidadania.

  2. JC 3zotti!
    sexta-feira, 3 de fevereiro de 2012 – 20:16 hs

    Grande Nilson! Parabens… merece!

  3. Parreiras Rodrigues
    sábado, 4 de fevereiro de 2012 – 10:20 hs

    Conheci o Nilson Monteiro na Folha de Londrina quando eu assessorava o Nilso – Pato Branco – Sguarezi na presidência da Alep.

    Contraria frontalmente a propaganda do sabonete Lifebuoy – Vale Quanto Pesa.

    O homem é miudim, magrim, mas na frente duma Olivetti, duma Remington ou agora dum PC, cresce, se agiganta e pesa prá caraio.

  4. cansada
    sábado, 4 de fevereiro de 2012 – 11:26 hs

    AIAAIAAI…NILSON, CHEIDA…NINGUEM MERECE!

  5. Cajucy
    sábado, 4 de fevereiro de 2012 – 12:46 hs

    A verdadeira personalidade não é aquela que se impõe pelos cargos que ocupa, nem tão pouco pela força com que exerce seu poder, independente da atividade que exerce.

    A verdadeira personalidade é aquela que se deixa levar pelo brilho da alma, pela alegria de viver e respeitar o seu semelhante, fazendo sempre o melhor, que o momento permite.

    Nilson é a soma das melhores qualidades num ser de luz própria que entende que a trajetória da vida é um eterno somar, cujos valores não tem moeda que os pague.

    Às honrarias terrenas são reconhecimentos dos seus valores contidos n’alma.

  6. sergio silvestre
    sábado, 4 de fevereiro de 2012 – 13:16 hs

    Participei como amigo da aurora do jornalismo londrinense.
    Era um timaço de moleques recem formados e práticos.
    Tinha,nelson capucho,arthur bologhian,nilson monteiro e jotinha.
    Foi a fase de ouro da imprensa londrinense.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*