Sumiram R$ 6,4 milhões em doações do CNJ a tribunais estaduais | Fábio Campana

Sumiram R$ 6,4 milhões em doações do CNJ a tribunais estaduais

Uma investigação do CNJ (Conselho Nacional de Justiça) descobriu que em torno de R$ 6,4 milhões em bens doados pelo órgão a tribunais estaduais desapareceram, informa reportagem de Leandro Colon e Felipe Seligman, publicada na Folha desta segunda-feira.

Relatório inédito do órgão, a que a Folha teve acesso, revela que as cortes regionais não sabem explicar onde foram parar 5.426 equipamentos, entre computadores, notebooks, impressoras e estabilizadores, entregues pelo CNJ para aumentar a eficiência do Judiciário.

A auditoria mostra ainda que os tribunais mantêm parados R$ 2,3 milhões em bens repassados. Esse material foi considerado “ocioso” pelo conselho na apuração, encerrada no dia 18 de novembro

Os tribunais estaduais dizem que vão investigar o destino de bens desaparecidos.


8 comentários

  1. JULIO CESAR DE SISTI
    segunda-feira, 30 de janeiro de 2012 – 10:16 hs

    DUVIDO!!!!!!!!

  2. carlos rocha
    segunda-feira, 30 de janeiro de 2012 – 10:33 hs

    Essa apuração do desaparecimento dos equipamentos pelos tribunais prevalece o velho ditado popular “é colocar a raposa prá cuidar do galinheiro”.

  3. Araruta Jakobinski
    segunda-feira, 30 de janeiro de 2012 – 13:30 hs

    Pelamordedeus… tamo frito … e ainda fazem propaganda na tv para melhorar a imagem…vão precisar muito mais que isto. Pocavergonha.

  4. jurídico
    segunda-feira, 30 de janeiro de 2012 – 15:20 hs

    É pracabá….quando os tribunais que devem mandar prender que devia recursos publicos não dão bom exemplos…quem vai aplicar a lei nesse caso?

  5. JALLYS RABEY
    segunda-feira, 30 de janeiro de 2012 – 15:43 hs

    Vai lá no porão da minha casa que deve ter alguma coisa lá, ainda bem que dizem que a justiça é cega, eu diria que além de cega é imcopetente, se não consegue administrar a si prorpia com é que vai cuidar das coisas dos outros. Essa caixa preta deve ser aberta urgentemente. ELIANA CALMON neles.

  6. Thiago Medeiros
    segunda-feira, 30 de janeiro de 2012 – 17:01 hs

    Estes equipamentos estão por aí.. provavelmente na mão de quem nem precisa tanto deles. Enquanto isto, vários setores da justiça seguem sucateados, precarizados.

  7. Zangado
    segunda-feira, 30 de janeiro de 2012 – 19:36 hs

    É uma vergonheira só.

    Na verdade, a mudança do Judiciário deveria também começar por dentro; os magistrados e magistradas de bem deveriam iniciar uma reação, exigir a apuração transparente de todas essas malversações, caso contrário será o descrédito total.

    Um país sem Judiciário confiável é uma nau sem rumo ou rumando para a conflagração institucional.

  8. olhar clinico
    terça-feira, 31 de janeiro de 2012 – 0:56 hs

    voz do Brasil noticiou: tribunal de justiça de SP paga mais de cem mil a magistrados .. to fora

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*