Procurador-Geral da República vê indícios de improbidade contra ministro Bezerra | Fábio Campana

Procurador-Geral da República vê indícios de improbidade contra ministro Bezerra

O Procurador-Geral da República, Roberto Gurgel, considerou que há indícios de improbidade administrativa contra o ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra, depois de receber representação do senador Demóstenes Torres (DEM-GO) acusando Bezerra de improbidade.

Gurgel remeteu o documento à Procuradoria da República no Distrito Federal (DF) por considerar que o assunto não compete ao procurador-geral e sim à primeira instância do Ministério Público. A procuradoria no DF irá avaliar se move ou não uma ação civil pública contra o ministro por acusações de improbidade administrativa levantadas pelo senador oposicionista.

A representação de Demóstenes Torres acusa Bezerra de três atos irregulares. O primeiro deles é o de ter beneficiado o filho dele, deputado Fernando Coelho, na liberação de emendas parlamentares. A segunda acusação é sobre a permanência do irmão do ministro, Clementino Coelho na presidência interina da Companhia de Desenvolvimento do Vale do São Francisco (Codevasf), o que fere a súmula vinculante do Supremo Tribunal Federal, na opinião do senador. A terceira acusação contra Bezerra é a de ter favorecido seu reduto eleitoral, Pernambuco, no repasse de verbas para a prevenção de desastres naturais em detrimento de outros estados que são historicamente atingidos por enchentes.

Demóstenes Torres pede a condenação do ministro por improbidade administrativa, com a consequente perda dos direitos políticos. Além disso, o senador pede que Bezerra seja condenado a pagar multa e indenizar o Estado pelos prejuízos causados com os atos considerados irregulares.

Para se explicar das acusações, o ministro pediu ao presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), que convocasse a comissão representativa do Congresso Nacional durante o recesso parlamentar para ouvi-lo. A reunião da comissão está prevista para amanhã (12) à tarde e, em seguida, o ministro deverá depor para os parlamentares. O Congresso permanece em recesso até o dia 2 de fevereiro.


8 comentários

  1. Pedro de Jesus Colaço
    quinta-feira, 12 de janeiro de 2012 – 9:45 hs

    “Indícios são elementos sensíveis do delito ou dos crimes”, dizia-nos o Eminente e saudoso Professor Doutor Alcides Munhoz Neto, em suas incomparáveis aulas de Direito Penal. O Senador Demóstenes Torres vislumbrou logo tais evidências, aliás, perceptíveis por todos os racionais e de bom senso. Demóstenes, a propósito, revela-nos que a política também é composta por bons cidadãos e cidadãs – por pessoas sérias- , embora sejam a exceção. O Procurador Geral da República, Dr.Roberto Gurgel, que não é “gaveteiro”, tomou as providências que entendeu convenientes. Isso é bom e nos conforta. Esperamos que aberrações como as denunciadas sejam sempre apuradas e que os responsáveis sejam punidos em todas as esferas de Poder. Entretanto, parece-nos que a providência pedida pelo Senador Demóstenes ao Presidente do Senado, José Sarney, não surtirá os efeitos desejados pelo Ilustre Parlamentar.

  2. quinta-feira, 12 de janeiro de 2012 – 9:48 hs

    O ministro da Integração Regional do Estado de Pernambuco Sr. Fernando Bezerra compôs uma obra prima. Ou seja fez barba, cabelo e bigode. Além dos fatos já mencionados pelo Senador Demóstenes Torres ( beneficiar as emendas do filho que é deputado federal, beneficiar só o estado de Pernambuco com recursos, manter o irmão como presidente de estatal) ou menino ainda empregava parentes do sogro do filho e outros mais em seu gabinete além de como prefeito ter comprado um terreno para a prefeitura duas vezes. Isto sem contar a última onde um amigão dele que foi secretario de estado de Pernambuco foi beneficiado com obras em licitações pra lá de suspeitas. Fico imaginando onde vamos chegar com esta roubalheira que se instalou na republica do PT. Todo mundo quer mamar e sem fazer força. Onde vamos parar ??? Quando esta bandalheira vai parar ??? Haja paciência. O povo a cada ano morrendo nas enchentes e os grandões dando risada do sofrimento dos tiozinhos e tiazinhas que pagam imposto. Quando a população vai ter vergonha na cara e dar um basta ????

  3. Ernesto
    quinta-feira, 12 de janeiro de 2012 – 12:41 hs

    A Privataria Tucana mostrou o verdadeiro Serra das paradas, a Lista de Furnas mostra o verdadeiroo Aécio Never.

    Sobre a evolução patrimonial do Aécio, o brindeiro Gurgel também precisa arregaçar as mangas, não é isso, cidadão de bem ?

    A Lista de Furnas é um documento central sobre a distribuição de mensalão a tucano.

  4. quinta-feira, 12 de janeiro de 2012 – 16:40 hs

    Parece que falta um parafuso pro tal de Ernesto. A noticia fala de alhos e ele troca por bugalhos. O procurador geral da republica fala de indicios contra o sr. Fernando Bezerra que é fato e não estória de fadas de furnas. acorda para vida Ernesto.

  5. quinta-feira, 12 de janeiro de 2012 – 17:51 hs

    E o Pimentel do PT onde se escondeu ?

    Dizem que o fogo amigo no Bezerro foi para tirar Pimentel do PT de circulação

  6. CAÇADOR DE PETISTAS
    quinta-feira, 12 de janeiro de 2012 – 18:42 hs

    Ernesto

    A MENSALARIA PETISTA, atrave´s do chefe Lula, agora estende seus tentáculos da roubalheira e atinge mais este Ministro indicado por Lula e Dilma.

  7. Ernesto
    sexta-feira, 13 de janeiro de 2012 – 9:23 hs

    Grande Caçador, seu desespero alucinógino faz-me rir.

  8. Pk
    sexta-feira, 13 de janeiro de 2012 – 10:07 hs

    A BEZERRA JA ESTA NO PIQUETE. AGORA ESPERAMOS QUE INFORMAÇÕES NÃO VIREM OVELAS DE CRIA! CUREM-SE!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*