Novo jornal na praça | Fábio Campana

Novo jornal na praça

Da coluna do Aroldo murá

“Não é mais segredo: há grupo de empresários, representativo de vários segmentos da economia, estudando os caminhos para a criação de um jornal de dimensão estadual, com perfil renovador, acurado cuidado gráfico. Na semana, alguns dos “big shots” que esquematizam o provável novo veículo de imprensa tiveram mais uma reunião, em Curitiba”.


6 comentários

  1. salete cesconeto de arruda
    sexta-feira, 20 de janeiro de 2012 – 12:30 hs

    Ano eleitoral dá medo Fábio.
    Espero que não seja apenas um PADRÃO GLOBAL que sirva para apoiar campanhas e nada mais.
    O POVO NÃO MERECE ISSO.
    A democracia precisa de jornalistas éticos e não apenas de grupos de empresários com poder de criar jornais ou globos.

  2. Odorico
    sexta-feira, 20 de janeiro de 2012 – 14:29 hs

    Eu acho muito bom pois o jornalismo no Pr esta tudo na mão de um unico grupo a RPC/PETISTA. Ai tudo que eles falam,escrevem tem um lado só.

  3. anonimo
    sexta-feira, 20 de janeiro de 2012 – 15:56 hs

    Com toda esta verba de publicidade que o governo do estado vai gastar, todo mundo quer uma boquinha……..

  4. tony
    sexta-feira, 20 de janeiro de 2012 – 19:51 hs

    Jornal novo em Curitiba? Para quê? Curitiboca não lê mesmo. Quando muito vê um ou outro blog. E olha lá. Aquela Curitiba chamada de Cidade Sorriso, Cidade Universitária, ficou no passado , igualzinha as idéias dos caras que hoje que sonham em mandar na cidade. ACarlos

  5. Miguel Orleryk
    sábado, 21 de janeiro de 2012 – 5:28 hs

    Finalmente alguém para fazer sombra para a ultrapassada e previsível Gazetona.

  6. Cajucy
    sábado, 21 de janeiro de 2012 – 23:34 hs

    Jornal nunca é demais. Quanto mais veículos de comunicação melhor. Rádios, jornais, revistas, tvs, blog etc.

    Mais informação, mais empregos e diversidade no trato da notícia.

    Quanto a Gazeta, em nada afetará a sua trajetória quase centenária.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*