Varredura em 217 mil nomes motivou guerra no Judiciário | Fábio Campana

Varredura em 217 mil nomes motivou guerra no Judiciário

Uma varredura determinada em 2010 pelo CNJ (Conselho Nacional de Justiça) na movimentação financeira de servidores e magistrados do Judiciário está na origem da guerra deflagrada no mundo jurídico, informa reportagem de Frederico Vasconcelos, publicada na Folha de S. Paulo desta quinta-feira.

O levantamento atingiu 216.800 pessoas e apontou que 3.438 deles realizaram movimentações suspeitas e foi usado para a corregedoria do CNJ determinar em 22 tribunais para apurar eventual enriquecimento ilícito.

Associações de juízes e magistrados disseram que o CNJ investigou eventual prática de crime, e não infração disciplinar administrativa, e pediram ao STF (Supremo Tribunal Federal) a suspensão das investigações.

Na segunda-feira (19), último dia antes do recesso do Judiciário, o ministro do Supremo Ricardo Lewandowski atendeu a pedido de associações de juízes e deu liminar sustando a inspeção.


4 comentários

  1. M.A.S
    quinta-feira, 22 de dezembro de 2011 – 15:44 hs

    Levandoski protegeu apenas suas crias.
    O corporativismo no Brasil é uma m@#$%¨%$¨%*.
    Dá vontade de ir pra China.

  2. Ricardo
    quinta-feira, 22 de dezembro de 2011 – 16:07 hs

    “Associações de juízes e magistrados disseram que o CNJ investigou eventual prática de crime, e não infração disciplinar administrativa, e pediram ao STF (Supremo Tribunal Federal) a suspensão das investigações”.
    Tá, as infrações administrativas o CNJ pode investigar, e os crimes, quem vai investigar????
    Pelo jeito os STJ não quer quer NINGUÉM investigue!!!
    Se acham que no Executivo e no Legislativo tem corrupção é porque não conhecem o Judiciário.

  3. PK
    quinta-feira, 22 de dezembro de 2011 – 17:24 hs

    DESDE UM MIL E NOVECENTOS D.PEDRO1º O JUDICIARIO LAVA A SUAS CUECAS; PAGA-SE PARA PASSAR SEM PENA, SE FOR POUCA GRANA FICA UNS TEMPOS E SE QUISE SAIR TEM QUE DISTRIBUIR TUDO E MAIS UM POUCO DO QUE ARRECADOU, E AINDA TEM OS DENTRO QUE INFLUENCIAM AS PEVERCIDADES DE COSTUMES DA JUSTIÇA SEM CONTROLE. AI A LEI É CAMBÁIA.

  4. Ocimar
    sexta-feira, 23 de dezembro de 2011 – 8:28 hs

    ESSE, SENHORES,É O JUDICIÁRIO DO pt.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*