Tribunais ignoram teto salarial | Fábio Campana

Tribunais ignoram
teto salarial

Donos dos maiores salários do serviço público, magistrados espalhados por tribunais Brasil afora aumentam seus vencimentos com benefícios que, muitas vezes, elevam os rendimentos brutos a mais de R$ 50 mil mensais. Levantamento feito as últimas semanas adianta o que uma força-tarefa do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) busca identificar nas folhas de pagamentos de alguns estados.

A radiografia da folha dos tribunais revela centenas de casos de desembargadores que receberam nos últimos meses mais que os R$ 26,7 mil estabelecidos como teto – o salário de um ministro do Supremo Tribunal Federal.

Há dezenas de contracheques superiores a R$ 80 mil e casos em que os valores superam R$ 100 mil. Em maio de 2010, a remuneração bruta de 112 desembargadores superou os R$ 100 mil. Nove receberam mais de R$ 150 mil.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.


3 comentários

  1. Borduna
    segunda-feira, 12 de dezembro de 2011 – 16:06 hs

    Só valores? E os nomes e o tribunal jurisdicionante não vamos saber? Protege-se quem? Por que?

  2. Divanir
    segunda-feira, 12 de dezembro de 2011 – 21:08 hs

    Que vergonha, depois se mostram senhores de si, quanta prepotência. Vergonhe de ser brasileiro, país da baixaria e de corruptos e ainda sempre escapam pelos ralos do judiciário.

  3. Parreiras Rodrigues
    segunda-feira, 12 de dezembro de 2011 – 21:55 hs

    Num país que tantos clamam contra a concentração de renda nas mãos duns poucos.

    O que causa indignação, revolta, e que escandaliza a todos, é justamente o fato de tais descalabros serem perpetrados justamente por aqueles que os deveriam condenar.

    Acabo de ler Macunaíma. Nêle, Mário de Andrade diz: Falta de saúde e muita saúva os males do Brasil são!

    A saúva referida não é a formiga cortadeira.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*