Relatora do caso Lupi cobra respeito ao 'jogo democrático' | Fábio Campana

Relatora do caso Lupi cobra respeito ao ‘jogo democrático’

Autora do relatório de seis páginas que concluiu que o ministro Carlos Lupi deve ser exonerado, a professora da Faculdade de Direito da Universidade Federal da Bahia Marília Muricy, cobra da presidente Dilma respeito às “regras do jogo democrático”.

A recomendação pela exoneração de Lupi foi decidida unanimemente pela Comissão de Ética da Presidência da República, anteontem.

Leia entrevista de Marilia Muricy no Leia Mais

Folha – A sra. produziu um relatório duro a respeito da conduta do ministro e, no entanto, a presidente, pelo menos ainda, não seguiu a decisão da comissão.

Marília Muricy – Eu não chamaria meu relatório de duro, eu o chamaria de preciso e rigorosamente fundamentado na legislação ética.

O relatório é baseado em matérias de jornal e revistas. Isso não afeta a precisão dele?
Absolutamente não. É preciso que a sociedade compreenda que os juízos éticos são diferentes das razões jurídicas. Não se trata de nenhum tribunal de exceção.

A sra. considera que o seu relatório foi precipitado?
Não. O que aconteceu é que o ministro Lupi apresentou, em sua defesa, alegações vazias de qualquer elemento comprobatório. Não requereu em nenhum momento produção de provas e não apresentou testemunhas.

O que diferencia esse caso de processos mais demorados, como os de Antonio Palocci e Erenice Guerra?
Nos casos anteriores, houve requerimento de apresentação de provas. Isso foi solicitado pelos investigados.

Como relatora, a sra. não achou que seria interessante pedir dados complementares aos órgãos de controle?
Não, porque nós não estamos aplicando ao ministro nenhuma sanção de exoneração. Nós só sugerimos.

E o que a sra. espera que a presidente faça?
Eu espero que ela aja como sempre agiu, observando as regras do jogo democrático.


10 comentários

  1. CLOVIS PENA - Vale repetir.
    domingo, 4 de dezembro de 2011 – 5:59 hs

    A DITADURA DA CORRUPÇÃO
    .
    “Tão perversa quanto qualquer ditadura, de esquerda ou de direita, é a ditadura da corrupção sobretudo quando um povo perde a capacidade de indignar-se, seja porque aprendeu a submeter-se aos desemandos dos malfeitores ao se perceber beneficiado, seja porque a sensação de impotência massacra o moral daqueles que valorizam a ética, o mérito, a integridade, o uso correto do dinheiro público em prol da população, retirando-lhes o sentimento de orgulho do país a que tanto amam.”
    Eliana França Leme.

  2. Vigilante do Portão
    domingo, 4 de dezembro de 2011 – 8:16 hs

    Regras do “jogo democrático?

    Pelo PT?

    KKKKKK

    NUNCA foram “democráticos”.

  3. CAÇADOR DE PETISTAS
    domingo, 4 de dezembro de 2011 – 9:16 hs

    Que vergonha hein dona Dilma, que vergonha.
    Mas, quando é que o PT respeitou a Democracia?
    O PT, Lula da Silva, José Dirceu , Dilma e outros pelegos Comunistas, tem o mesmo respeito a Democracia que Kadaffi tinha, Chaves, Fidel e outros nazistas mundo a fora.
    Pena que o povobrasileiro ainda não acordou para esta realidade. O povo nrasileiro ainda não acordou para esta grande mentira chamada PT e Lula da Silva.

    QUE VERGONHA HEIN DONA DILMA.

  4. DECIO
    domingo, 4 de dezembro de 2011 – 10:25 hs

    Sinto muito LUPI, vc. ja era…

  5. José Andrade
    domingo, 4 de dezembro de 2011 – 10:55 hs

    Muito boa a mulher, eficiente…

    Tem que contar pra ela as falcatruas que acontecem aqui na terra das araucárias, praticadas por uns outros partidos…

  6. Deutsch
    domingo, 4 de dezembro de 2011 – 14:20 hs

    Enquanto o Lupi continuar pagando propina pro lula e pra presidANTA ele não cai.

  7. Parreiras Rodrigues
    domingo, 4 de dezembro de 2011 – 20:33 hs

    As mulheres estão ganhando da gente, gente: Primeiro, a presidente do CNJ, dra. Eliane Calmon e agora a professora Marília Muricy.

    Do lado da macharada, fora os líderes da Oposição no Congresso, uma ou outra voz, meio assim, sem o vigor à altura dos descalabros.

  8. Deutsch
    domingo, 4 de dezembro de 2011 – 23:12 hs

    Xiii!, o Lupi não paga mais a propina.

  9. sindo
    domingo, 4 de dezembro de 2011 – 23:35 hs

    Que coisa absurda, imoral e autoritário o que a mulher tá dizendo. “nós só sugerimos” mesmo sem provas” mas “queremos a ‘cabeça'”

  10. HENRY
    segunda-feira, 5 de dezembro de 2011 – 12:13 hs

    PARECE QUE AINDA TEM UM MÍNIMO, (ou quase nada) DE GENTE SÉRIA NESTE (des)GOVERNO.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*