Receita de Ano Novo do Drummond | Fábio Campana

Receita de Ano Novo
do Drummond

RECEITA DE ANO NOVO

de Carlos Drummond de Andrade

Para você ganhar belíssimo Ano Novo
cor de arco-íris, ou da cor da sua paz,
Ano Novo sem comparação como todo o tempo já vivido
(mal vivido ou talvez sem sentido)
para você ganhar um ano
não apenas pintado de novo, remendado às carreiras,
mas novo nas sementinhas do vir-a-ser,
novo até no coração das coisas menos percebidas
(a começar pelo seu interior)

novo espontâneo, que de tão perfeito nem se nota,
mas com ele se come, se passeia,
se ama, se compreende, se trabalha,
você não precisa beber champanha ou qualquer outra birita,
não precisa expedir nem receber mensagens
(planta recebe mensagens?
passa telegramas?).
Não precisa fazer lista de boas intenções
para arquivá-las na gaveta.
Não precisa chorar de arrependido
pelas besteiras consumadas
nem parvamente acreditar
que por decreto da esperança
a partir de janeiro as coisas mudem
e seja tudo claridade, recompensa,
justiça entre os homens e as nações,
liberdade com cheiro e gosto de pão matinal,
direitos respeitados, começando
pelo direito augusto de viver.
Para ganhar um ano-novo
que mereça este nome,
você, meu caro, tem de merecê-lo,
tem de fazê-lo de novo, eu sei que não é fácil,
mas tente, experimente, consciente.
É dentro de você que o Ano Novo
cochila e espera desde sempre.

Texto extraído do “Jornal do Brasil”, Dezembro/1997.


4 comentários

  1. sábado, 31 de dezembro de 2011 – 14:08 hs

    …mais Drummond :

    . “O grande barato da vida é olhar para trás e sentir orgulho da sua história. O grande lance é viver cada momento da felicidade fosse o Aqui e o Agora.” Feliz Olhar Novo pra todos vocês, pois mais um ano está chegando ao fim, e na beleza das noites iluminadas pelas luzes e pelos sorrisos, os sonhos de muitos corações se preparam para a viagem em busca de suas realizações, que ocorrerá durante todo o ano vindouro”.

    TIM !…TIM !… \_/ …\_/…\_/…\_/

  2. Borrachada
    sábado, 31 de dezembro de 2011 – 17:04 hs

    Sò um genio inspirado como este senhor para se expressar com tanta singeleza e verdade.
    Inigualàvel!
    Pena que muitos e muitos sequer irao ler esta receita e muitos dos que o fizerem nao levarao em conta a reflexao tao bem enunciada( esta è para a nossa gloriosa e incorrigivel classe politica). E assim, este blog continuara denunciando as velhas doencas e falcatruas na certeza de que o Ano Novo nada mais sera do que um clone piorado do Ano Velho.( infelizmente)

  3. salete cesconeto de arruda
    segunda-feira, 2 de janeiro de 2012 – 11:19 hs

    Desejo a ti Fábio e a todos os seus leitores e comentaristas um ano livre da MENTE que MENTE para que possamos todos caminhar SABIA MENTE o restante da viagem por este mundo.
    Salve o poeta das grandes verdades!

  4. quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012 – 14:56 hs

    Fabio, gostaria de saber quando Drummond escreveu Receita de Ano Novo.
    Obrigada.
    Helena

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*