'ONGs são usadas como instrumento para assaltar Estado', diz FHC | Fábio Campana

‘ONGs são usadas como instrumento para assaltar Estado’, diz FHC

Daniela Lima e Vera Magalhães

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso voltou a criticar nesta sexta-feira (9), durante sabatina Folha/UOL, a falta de controle sobre convênios firmados com ONGs ou entidades de interesse social. Segundo ele, “descobriram as ONGs como instrumento para assaltar o Estado”.

FHC ressaltou, no entanto, que não se deve criminalizar essas instituições. “O erro está no governo, ou nos governos. O problema são os convênios sem fiscalização. Não obedecem a lei nenhuma”, afirmou.

REAL

O ex-presidente negou que tenha postergado a desvalorização do Real em 1998 para não correr risco de não ser reeleito.

“Não fomos nós que determina os que seria daquela forma. Foi o mercado que estourou”, afirmou.

Ele disse que gostaria de ter feito a desvalorização de forma “paulatina”, mas que não foi possível.

Atribuiu o “estouro” à dificuldade de comunicação do ex-presidente do Banco Central Francisco Lopes, a quem defende de responsabilidade no caso d suposto vazamento de informações para bancos na época.

SABATINA

O evento ocorreu no Teatro Folha (shopping Higienópolis, av. Higienópolis, 618).

Após a sabatina, FHC participaria de sessão de autógrafos de seu novo livro, “A Soma e o Resto – Um Olhar sobre a Vida aos 80 Anos” (editora Civilização Brasileira), na livraria Saraiva do mesmo shopping. No entanto, cancelou a agenda.

Durante uma hora e meia, FHC respondeu a perguntas de quatro entrevistadores, da plateia e dos internautas, que puderam acompanhar a transmissão ao vivo do evento.

Os entrevistadores foram Ricardo Balthazar, editor do caderno “Poder”, Mônica Bergamo e Vinicius Torres Freire, colunistas da Folha, e Irineu Machado, gerente geral de notícias do UOL.


12 comentários

  1. Anônimo
    sexta-feira, 9 de dezembro de 2011 – 22:14 hs

    Pior é que eu concordo!
    As ONGS são instrumentos de enriquecimento ilícito.
    Usam recursos Públicos para projetos sem pé nem cabeça. Usam recursos nossos, (públicos) e não representam o Estado.
    Precis-se urgente discutir este modelo. Por que não contratar via terceirização de entidades do Estado. Pelo menos irá ter funcionários públicos, concursados que irão controlar esta turma.

  2. PK
    sexta-feira, 9 de dezembro de 2011 – 23:36 hs

    MAS QUE BARBARIDADE MESMO HEIM, VAMOS MANDAR A POLICIA LÁ… ACHO QUE OS DO PDTPTPPPC doB e mais alguns desavisados da turma que faltaram ou estavam no exterior a depositar as verba que rebanharam na intima do silencio promiscuo dos ligados ao pt. grrrrrrrrr.

  3. cansada
    sábado, 10 de dezembro de 2011 – 5:47 hs

    O PROBLEMA ESTA EM REPASSAR VERBAS PUBLICAS PARA A INICIATIVA PRIVADA. O ESTADO TEM O DEVER DE CUMPRIR AS POLITICAS SOCIAIS. ATE O MOMENTO NÃO ENTENDI ESSA ONDA DE REPASSES DE VERBAS PUBLICAS PARA ORGANIZAÇÕES NÃO GOVERNAMENTAIS.

    ONG-ORGANIZAÇÃO NAO GOVERNAMENTAL.

    ENTENDEM??????

  4. DO LITORAL
    sábado, 10 de dezembro de 2011 – 9:34 hs

    FHC…FHC…FHC…FALA ISSO PRO BETO RICHA DO TEU PARTIDO. ACABOU DE PRIVATIZAR TUDO.

  5. carlao
    sábado, 10 de dezembro de 2011 – 9:53 hs

    Concordo plenamente com FHC, essas ONGS é um cancer para os Brasileiros.

  6. João
    sábado, 10 de dezembro de 2011 – 10:17 hs

    hahaha oh quem fala, justo quem inventou essa relação prostituída entre estado e ONG´s

  7. Traquitana
    sábado, 10 de dezembro de 2011 – 11:07 hs

    É Seu FHC só não esqueça que quem começou essa farra foi o seu governo quando mandou para o congresso a LEI DAS OSCIPS lembra???? Foi ali que tudo começou, pode ter piorado no governo lula, mas a culpa não é só dele não!!!!

  8. sábado, 10 de dezembro de 2011 – 11:17 hs

    Posso até concordar que o octagenário não é corrupto,mas foi incompetente.
    Seu governo foi o nascer das ongs,que na era das escutas e
    filmagens,é o melhor jeito para fazer caixas de campanha,ou
    enriquecer donos de ongs e politicos ligados.
    Porisso hoje está se formando centenas de ocips e outros tipos de
    tercerização de serviços publicos.
    Éai que reina a corrupção,e foi o melhor jeito para desviar dinheiro publico.

  9. OSSOBUCO
    sábado, 10 de dezembro de 2011 – 16:41 hs

    De assaltar o Estado o FHC tem doutorado, basta ler o livro sobre a Privataria Tucana

  10. OSSOBUCO
    sábado, 10 de dezembro de 2011 – 16:47 hs

    Como o livro do Amaury leva o FHC para a cadeia

    Como diz o Amaury Ribeiro Junior, no “Epílogo” de “A Privataria Tucana”:

    No México, o presidente Carlos Salinas de Gortari, santo padroeiro das privatizações (ele entregou o México ao Slim) fugiu para Nova York num jatinho.

    O presidente da Bolívia, Gonzalo Sánchez Lozada, que entregou até a água do país, fugiu para Miami aos gritos de “ assassino !”.

    Fujimori, o campeão das privatizações peruanas, admitiu pagar propinas ou “briberization” – expressão do Joseph Stiglitz, que o Amaury gosta de usar – no valor de US$ 15 milhões.

    Na Argentina, ninguém, mais fala “Menem”.

    Quando é para se referir ao herói da privatização argentina, “el saqueo”, o presidente Carlos Menem, se diz “Mendéz”, para não dar azar.

    Menem fugiu para o Chile atrás de uma starlet e voltou para a Argentina munido de um mandato de Senador, para não ir em cana.

    Aqui, levam o Fernando Henrique a sério.

  11. OSSOBUCO
    sábado, 10 de dezembro de 2011 – 16:52 hs

    O deputado tucano Fernando Francischini (PR) processa Dilma por não demitir Lupi. Quer devolução do dinheiro. E da filha de FHC, ele não quer?

  12. CAÇADOR DE PETISTAS
    domingo, 11 de dezembro de 2011 – 9:18 hs

    PRESIDENTE.

    Concordo mas, você esqueceu que Lula da Silva, “é o chefe desta quadrilha”, que esta arrebentando o Estado.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*