Homem mantém a ex-mulher refém desde ontem em Paranavaí | Fábio Campana

Homem mantém a ex-mulher refém desde ontem em Paranavaí

Do G1 PR, com informações da RPC TV Paranavaí

A polícia continua trabalhando na negociação para que o homem de 28 anos que mantém a ex-mulher, de 20 anos, refém em casa desde as 16h de terça-feira (27), se renda. Trinta policiais militares e agentes do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) cercam a casa que fica no bairro São Jorge em Paranavaí, no noroeste do Paraná.

O rapaz não fez nenhuma exigência à polícia. Segundo um dos PMs que acompanha a negociação, o ex-marido tem falado muito pouco, sempre em um tom de baixo baixo e ‘quase nem responde às perguntas’ dos negociadores. “Nós estamos tentando negociar e chegar a um bom termo, pra que nós tenhamos um final que seja feliz pra essa situação bastante crítica”, disse o policial. A comunicação com o sequestrador é feita apenas por telefone.


Durante a madrugada desta quarta-feira (28), o rapaz pediu para descansar por uma hora e desligou o telefone. Os policiais atenderam o pedido. Ele chegou a dizer várias vezes que iria se entregar, mas voltou atrás.

Ainda de acordo com informações da polícia, durante a madrugada o sequestrador disse que a ex-mulher estava liberada, mas ela não quis sair. Ela teria medo de que o ex-marido atirasse contra ele mesmo.

A refém e o rapaz foram casados por dois anos, mas há três meses estão separados. Eles têm uma filha de três anos. A polícia informou que o fato teria sido motivado pela vontade do ex-marido era de passar mais tempo com a filha do casal.

O irmão do sequestrador disse que o rapaz é calmo, mas que ele não se conformava com o fim do relacionamento. “É um cara sossegado, não é de brigar, não é de beber, não mexe com droga, tem ficha limpa. Isso aí está acontecendo porque foi uma desavença com a mulher que largou dele e foi morar com outro”, relatou. “Ele ficou traumatizado, esse mês aí ele ficou mais contrariado”, acrescentou sobre o sequestrador.

No fim da manhã desta quarta, o irmão do rapaz vestiu o colete a prova de balas e foi conversar com o sequestrador do lado de fora da casa.

Início do sequestro
Na tarde de terça-feira (27), o homem parou um ônibus de trabalhadores onde estava a ex-mulher e armado, fez com que ela fosse até a casa dele. Com um revólver ele ameaçou várias pessoas. Ninguém ficou ferido.


Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*